Será que a forma com que você se veste leva os homens a louvarem a Deus por sua beleza ou a desejarem como um objeto sexual? O jeito com que você olha é de uma maneira pura ou sensual? A maneira como você fala contagia ou afasta as pessoas? É difícil encarar a nossa verdade, mas “a verdade vos libertará” (Jo 8,32).

Você pode começar a trilhar um caminho de purificação e desintoxicação de toda sensualidade e impureza. Pois, uma mulher que entendeu que foi criada por Deus, para levar as pessoas ao céu precisa viver o processo de santificação. Deixar tudo que é velho e não constrói aos pés da cruz de Cristo e assumir atitudes, gestos, postura e roupas novas. “Finalmente, irmãos, ocupem-se com tudo o que é verdadeiro, nobre, justo, puro, amável, honroso, virtuoso, ou que de algum modo mereça louvor.” (Fl 4,8).

Eu te desafio a deixar que o Espírito Santo tire o peso de você se sentir inferior aos homens e até mesmo a raiva que te causa ao ouvir a palavra “auxiliar” ou “submissa”. Entenda que Deus te criou mulher para construir pessoas melhores, gerar vida, socorrer a humanidade que está cada vez mais se perdendo no orgulho e no individualismo. Encare a sua missão de mulher com uma maneira diferente, ensinada por Jesus no Evangelho, a visão do amor. Quanto mais amarmos o homem, cuidarmos dele, o respeitarmos e zelarmos por sua dignidade, mais perto de nós ele estará mais homem ele será, porque se sentirá amado e curado.

Rezemos juntas:

Senhor, nessa hora eu quero te entregar todas às vezes, em que tive raiva de mim mesma por ser mulher. Cura o meu coração de toda mágoa que eu trago por causa do meu passado, da minha história em relação à figura masculina. Quero ser uma mulher nova, que assume a missão de ser socorro de Deus para os homens. Dai-me a graça Jesus, pois sozinha eu sei que não conseguirei. Peço tudo isso pela intercessão de Nossa Senhora, aquela que soube assumir a sua missão como mulher, esposa e mãe. Virgem Maria me conduz nessa caminhada rumo à santidade para que eu assuma a minha identidade de filha de Deus. Amém.

Trecho do livro ‘A mulher segundo o coração de Deus’ de Fernanda Soares

Toda mulher tem imprimido em seu ser a feminilidade, características próprias do gênero, que constrói a sua pessoa. A maternidade está no centro da identidade feminina que a conduz a ter atitudes de cuidado, bondade, amabilidade, doçura, coragem e tantas outras características. Não falo somente de maternidade biológica, até porque eu desprezaria a fecundidade de tantas jovens mulheres que vivem uma vida consagrada em conventos. O desejo de cuidar do outro, de educar, formar, amar é natural em nós, não que não seja no homem, mas na mulher é mais aguçado. Quando crianças brincamos de bonecas, enquanto os meninos brincam de carrinho. É uma tendência natural do ser humano.

Será que você tem deixado fluir tais virtudes que estão em embrião em seu ser? Ou você tem negado tais qualidades por motivos desconhecidos? Viajando por diversos estados do Brasil conduzindo palestras, atendimentos e orações pelos jovens percebo que a atual geração de meninas tendem a ter atitudes mais agressivas. A postura, jeito de se vestir, de falar e maquiar demonstram uma negação dessa feminilidade. É como se eu assumisse essa identidade eu estaria sendo fraca ou frágil. E isso é mentira! Quanto mais doce, educada, feminina você for mais forte, segura e corajosa você será. É a lei natural da criação.

Trecho do livro ‘A mulher segundo o coração de Deus’ de Fernanda Soares

“Não quero ser mãe”. Essa é uma frase que ouvi de jovens de vários estados do Brasil nas palestras que ministrei. Perguntei para elas qual seria o motivo de não querer ser mãe e as respostas variavam, mas ficando quase sempre entre três.

  1. Não quero ter filhos porque eu quero estudar muito e ter uma carreira promissora. Não terei tempo para cuidar e educar os meus filhos e não vou terceirizar essa responsabilidade.
  2. Não quero ter filhos porque quero viver uma vida a dois. Desejo curtir a vida e não me sinto preparada para ser mãe.
  3. Não quero ter filhos porque não terei condições financeiras para dar do bom e de melhor para eles. Escola, saúde, babá e tudo mais custam muito e infelizmente não tenho como assumir essas despesas.

Isso é uma consequência da ideologia do feminismo que promove o sucesso profissional e retira a mulher da sua missão de criar um lar. O livro ‘O Outro Lado do Feminismo: O que as Mulheres Conservadoras Sabem – e os Homens Não Podem Falar de Suzanne Venker e Phyllis Schlafly, mostra uma pesquisa econômica realizada com as mulheres que trouxe como resultado a seguinte afirmação: “Enquanto as mulheres ganharam mais liberdade, mais educação e mais poder, elas tornaram-se menos felizes”.

Papa Francisco refletiu sobre o casamento cristão exortando a cultura da morte: “Esta cultura do bem-estar, de dez anos atrás, nos convenceu: ‘É melhor não ter filhos! Assim você pode conhecer o mundo, quando estiver de férias, pode ter uma casa no campo, ficar tranquilo’. Talvez seja melhor – mais cômodo – ter um cãozinho, dois gatos, e o amor vai para dois gatos e para o cãozinho. É verdade ou não? Ao fim, esse matrimônio chega à velhice com a amargura da má solidão. Não é fecundo, não faz o que Jesus fez com a Sua Igreja: tornando-a fecunda”

Não tenhas medo de assumir os filhos que Deus quer te conceder através do seu matrimônio. Deus quer contar com você para educar filhos cristãos e santos. Permita que nasça do seu ventre novos santos para o mundo.

Reze comigo com as mãos no seu ventre:

Senhor Jesus, liberta-me de todo medo que tenho de ser mãe, de todo receio em não conseguir educar os filhos que tens para mim. Quero recebê-los e peço a sua ajuda para educá-los na fé cristã. Eu renuncio a toda ação do demônio contra a maternidade biológica e espiritual. Cura-me de todas doenças que atingem meus ovários, ventre e órgãos internos. Virgem Maria, passa na frente dos meus medos e me ensina a ser uma boa mãe como tu fostes para Jesus. Amém.

Trecho do livro ‘A mulher segundo o coração de Deus’ de Fernanda Soares

Maria é o modelo de mulher segundo o coração de Deus porque ela soube corresponder ao projeto dEle em sua vida. A princípio era uma loucura contar com a ajuda de uma jovem para salvar a humanidade porque naquela época as mulheres não tinham voz e viviam à margem dos homens e sob uma opressão radical. Mas, Deus quis devolver a dignidade da mulher através de Maria.

Em cada chamado que o Senhor faz Ele espera uma resposta, somos livres para dizermos sim ou não. Maria escolheu dizer sim e então se deu início ao projeto salvífico e o mundo nunca mais foi o mesmo, pois existe um a.C. (antes de Cristo) e um d.C. (depois de Cristo). Deus também tem um chamado para você e espera uma resposta. Esse chamado pode ser uma vocação matrimonial, missionária e talvez ser uma mulher atuante na sociedade e no governo. Qual é o seu chamado? Pergunte para Deus e escute sua resposta. Depois de descobrir o chamado, qual é a sua resposta?

Ser uma mulher segundo o coração de Deus é encontrar em Maria o exemplo. São Luiz Grignon de Montfort, dizia que “Deus reuniu todas as águas e deu nome de mar, reuniu todas as graças e deu o nome de Maria”. Assim como o mar é a plenitude das águas do planeta, Maria é a plenitude das graças de Deus.”

Qual é a dificuldade que você enfrenta na sua personalidade? Você tende a ser uma mulher mandona, autoritária, controladora ou passiva, solitária e desmotivada? Vá diante de uma imagem de Nossa Senhora e converse com ela sobre as suas limitações. Verbalize as suas dificuldades e peça ajuda para você ser uma mulher livre, equilibrada, serena e santa. Apresente a Virgem as suas reais necessidades e permita com que ela te ajude a ser uma pessoa melhor.

Viver a castidade no namoro está difícil? O seu desejo de santidade é grande, mas você não consegue progredir na espiritualidade? Fale para a Virgem e escute a sua voz de mãe que orienta e forma. Nossa Senhora é simples, por isso não espere experiências extraordinárias para ser visitada por ela, queira encontrá-la na simplicidade do dia a dia.

Trecho do livro ‘A mulher segundo o coração de Deus‘ de Fernanda Soares

Programa Revolução Jesus fala do livro de Fernanda SoaresA mulher segundo o coração de Deus‘.

Você  saberá mais sobre o conteúdo do livro e ouvir um bate-papo entre mulheres que lutam para serem mais de Deus!

O livro ‘A Mulher Segundo o Coração de Deus‘ traz temas como a criação da mulher, a beleza própria de seu ser, sua essência, singularidade, feminismo e feminilidade, um pouco da história da autora e Maria como modelo de mulher.

Para ser uma mulher segundo o coração e Deus é preciso aceitar viver uma aventura de fé, na qual Fernanda Soares te convida a percorrer por entre as páginas desse livro.

Saiba que… Você é uma mulher única e irrepetível!

Garanta o seu livro pelo (12) 3186-2600 ou AQUI