O que fazer quando seu sonho de ser pai se torna um drama existencial ? Que decisão tomar quando 9 meses de gestação tornam-se meses de interminável dúvida? Escolher entre a vida e a morte parece-se ser o maior dilema de um casal que se decidiu amar para sempre!

Deparei-me com um olhar que me revelou que a vida não pode ser mensurada em dias, anos ou em horas. Encontrei nos olhos de um pai que decidiu não fugir do seu papel de protetor da vida e que assumiu até as últimas consequências ser o “José” de hoje, Luis Fernando é este josé em meio aos Herodes dos dias modernos. Enfrentar o “poder médico” “poder jurídico” que na tentativa de atualizar os assassinatos de inocentes levantam a bandeira do “Paz e segurança”.

No Pgm Revolução Jesus do dia 08 de outubro pude conhecer este “José” que me contou sua história, que por sinal, uma linda história!

De maneira resumida Luis e sua esposa descobriram a gravidez e junto a ela o diagnóstico de que estavam gerando duas meninas, porém estavam ligadas a apenas um corpo. Isso mesmo eram duas meninas ( duas cabeças) em um único corpo. Junto com esta constatação o “apoio médico” que disse: “Voces podem abortar uma vez que elas irão morrer assim que nascer”. Que dor, que drama, que vazio diante de tal fala. O que fazer? Pensou Luis que com sorriso nos lábios me disse:

“ Muitos apareceram querendo nos ajudar para que o aborto acontecesse da melhor maneira possível, porém só Ana Cerqueiro e os próvida nos ofereceram um lugar onde fomos ouvidos, acolhidos e ali pudemos rasgar nosso coração e escolher pelo dom da vida. Decidimos levar a gravidez até o fim. Mesmo que só tive a oportunidade de segurá-las por aproximadamente 1 h após seu nascimento, mas valeu a pena ir até o fim, elas têm nome, elas tiveram oportunidade de viver aquela 1 h de maneira única e ali foram profundamente amadas, não morreram depois de 1h mas foram viver a eternidade ao lado de Deus!”

Este José, chamado Luiz, tirou lágrimas dos meus olhos pois me disse com sua própria vida que não importa se algúem viva 70 anos ou viva 1 h, ou que nem chegue a vir para este mundo, mas ali na barriga já é alguém que merece ser olhado como uma pessoa!

Obrigado Luis por me fazer perceber que a vida precisa sempre ser defendida, e quando muitos disseram que suas filhas eram um “mostro” eu digo, que elas me mostram a vida que vale a pena ser vivida na intensidade de 1h !

Sou #prolife #provida

Tamu junto

Adriano Gonçalves

Diversos artistas católicos se uniram por uma nobre causa, a defesa da vida!
Neste mês de Outubro, mês da vida, nos é apresentado o Clipe Direito de nascer!
Abrace essa idéia, divulgue esse vídeo e seja conosco voz para aqueles que ainda não podem se defender!

Assista pela TV Canção Nova dia 8 de outubro ás 22h30 o programa sobre Aborto! Iremos discutir o assunto com a pró-vida Ana Cerqueira, Padre Silvio Roberto Rodrigues e o testemunho de Luiz Fernando. A música ficará por conta da Banda Missão de Cristo.

Mas afinal você sabe o que é aborto? O que está por detrás do aborto? Qual é o interesse das indústrias, governos, e outras iniciativas na legalização do aborto? O que eles ganham com isso?  

Tudo isso e muito mais você confere em nosso programa!

 

 

 

Dr. Bernad Nathanson, foi conhecido como Dr. morte ao compor o grupo que conseguiu a legalização do aborto nos EUA e também ao dirigir a maior clínica abortista americana na época.

Ele se fez milhares de abortos, incluindo um em sua própria esposa.

Dr. Nathanson se converte ao cristianismo e se torna o maior ativistas pró-vida dos EUA, autor do famoso filme “O grito silencioso”.

Ele dedicou o restante de sua vida para reparar o erro que cometeu e o prejuizo moral que causou a mundo. veja na foto uma revelação surpreendente que ela faz de como as instituições abortistas agem para legalizar o aborto nos países.

Tiba Camargos

 

Assista esse vídeo sobre o HOLOCAUSTO SILENCIOSO!

 

 

É possível amar sua namorada sem ter relação sexual com ela

Quando se fala de namoro, logo se pensa num monte de coisa do tipo ‘pode’ ou ‘não pode’! Mais que isso, querem colocar em nossa cabeça que o namoro precisa ser um “teste drive” do outro para ver o quanto, de fato, conseguiremos levá-la ao máximo de prazer!

Vou direto ao assunto e falarei para os homens de plantão que querem amar suas namoradas, e não usá-las. Já com os dois pés em seu peito, eu lhe digo: “ É possível amar sua namorada sem ter de fazer sexo com ela”. Sim, é possível fazê-la profundamente desejada, amada e feliz sem ter de, com isso, apelar para uma relação sexual antes do casamento.

Tá bom! Este texto caiu em suas mãos e você não acredita nessa “historinha” do século passado. Mas quero desafiá-lo a ir até o fim desta página, pois você pode estar vivendo uma mentira em seu namoro, pode estar enganado, pensando que está amando sua namorada quando a leva para o motel ou se tranca com ela no quarto para as aventuras de um sexo sem amor.

Amar é esperar e dar de si ao outro, e não querer o outro para si. Sem muitas delongas, vamos às 10 formas de amá-la sem ter relações sexuais com ela antes do casamento:

Amar no olhar: Exercite a capacidade de vê-la como uma princesa, como uma filha de Deus, como alguém que, de fato, possui virtudes inimagináveis. Exercite a capacidade de demonstrar em seu olhar o quanto ela é importante para você e como sua vida ganha sentido quando gasta tempo olhando para ela. Afinal, há quanto tempo você não passa mais de 5 minutos olhando para ela olho a olho?

Amar no ouvir: Mulheres gostam de falar, falar e falar. E nós homens precisamos exercitar a capacidade de ouvir até aquilo que elas não dizem de maneira verbal. Mulheres, na sua maioria, querem que as “adivinhemos” e que gastemos tempo ouvindo o que ela não diz. Quando você conseguir isso, terá descoberto o fio de ouro da relação de vocês.

Amar no sentir: Antes de sentir o corpo nu de sua namorada (há um tempo reservado para isso, que se chama casamento), que tal sentir o coração dela? A maior e mais profunda penetração que você pode ter com ela não será a da relação sexual, mas será quando penetrar no coração dela e assim sentir os sentimentos que ela tem!

Amar no tocar: A nossa grande “neura”, enquanto homens ( infelizmente, a sociedade nos forma assim), é tocar no corpo da namorada, a fim de alcançar as partes mais erógenas dela e, assim, deixá-la pronta para uma relação sexual. Mas isso, no namoro, é uso e não amor. Quer amar sua namorada de verdade? Gaste tempo tocando na história dela, no que ela viveu e vive.

Amar no abraçar: Como um abraço é eficaz na arte de amar! Uma mulher envolvida por um abraço que envolve não somente seu corpo, mas tem a capacidade de envolvê-la no todo, sente-se não só protegida, mas profundamente valorizada. Seus braços têm a capacidade de envolver todo mistério e beleza de sua namorada?

Amar no beijar: Beijar é muito bom! Um beijo é mais que encontro de lábios, é encontro de desejos e anseios. Exercite nos beijos que dá em sua namorada a capacidade de despertar nela a alegria de estarem juntos. Uma mulher encontrada em um beijo se sente única e irrepetível.

Amar no cheirar: Não vá pensando que estou falando de fragrância francesa! Lógico que isso é muito bom também. Mas não é isso apenas, falo de sentir o que Paulo disse: “Porque para Deus somos o bom perfume de Cristo (II Cor 2,15)”. Sentir nela o perfume de Jesus, do amor que Ele tem, dos sonhos que Ele traz, a fará insubstituível.

Amar no falar: Desde Eva, a mulher espera a fala de um homem. Foi na ausência da fala de Adão que Eva escolheu um caminho ruim. Sei que não somos tão bons no falar, e aí está justamente nossa maior arma. Exercite a capacidade de demonstrar o que sente, de falar realmente o que pensa. Não se canse de dizer “eu te amo”. Como disse Pier Giorgio, “o amor nunca diz ‘já chega’!”. Fale com ela de seus sonhos, dos seus desejos, da importância que ela tem em sua vida! Se soubéssemos a força de nossa voz…

Amar no pensar: Acredito que uma das maiores provas de amor é tentar pensar sobre o que o outro pensa. Não digo pensar igual, mas chegar ao lugar que o outro pensa. E quando se trata da sua namorada, pensar sobre o que ela pensa é ter a capacidade de chegar em suas motivações mais profundas. Depois de pensar sobre os pensamentos dela, suas ações serão bem mais assertivas.

Amar no sonhar: Quando se gasta tempo sonhando, projeta-se o futuro. Quando você tem a possibilidade de sonhar junto com sua namorada, o futuro se apresenta cheio de possibilidades. Não ter sexo no namoro o faz sonhar muito mais ainda com sua noite de núpcias! Ame-a nos sonhos que ela traz – e lhe digo não são poucos. E quando ela sentir que você sonha junto com ela, eu lhe garanto: vocês mirarão um céu a dois!

Acha pouco? Se colocar isso como meta do amor em seu namoro, você, de fato, será muito feliz, pois a estará fazendo feliz! E depois de casados, cada relação sexual será o transbordar de todas essas formas de amar, pois elas se convergirão e assim tocarão na plenitude do amor.

E aí? Depois dessas 10 formas de amar sem ter relações sexuais no namoro, eu lhe pergunto: você ama sua namorada?

Muitos casais de namorados, quando resolvem viver a castidade, terminam; não porque não tenha sido uma boa ação, mas foi uma ação que revelou uma relação que não tinha pessoas, mas apenas “sexo”.

Adriano Gonçalves