Mãe não tem perfume!

Foi com esta afirmação que o Pe. Fabrício despertou minha saudade e uma série de intuições sobre as mães e minha mãe, falecida há alguns mêses.

Mãe não tem perfume porque tem cheiro, dizia o padre naquela manhã.

Elas possuem um modo caseiro de olhar fatos, as pessoas, seus filhos e a família. Tem um jeito de intuir o futuro, adivinhá-lo com noventa e nove por cento de acerto e embora cheia de palavras, sabe fazer silêncio, colocá-las na ordem das emoções, falar com os olhos e até nada fazer, fazendo de conta que sua presença já não é o suficiente para nortear passos, afetos e as decisões mais importantes da vida de alguém.

Santa Teresa, a de Calcutá, segundo os sensacionais relatos de Brian Kolodiejchuk, dizia preocupar-se com pessoas tristes. Afirmava a santa que, por certo, pessoas tristes devem estar recusando alguma coisa a Jesus. É desta maneira tão curiosa que mãe não tem perfume, porque vive envolvida por esta espécie de alegria generosa, que nada nega, escondendo com delicadeza sacrifícios e sonhos.

Não tem perfume, porque exala cheiro de Deus, transforma tudo em oportunidade de amar, em forte impulso de agir sem demora. Mesmo se não existem alegrias, quando as coisas não são nada fáceis, embora sendo difícil mesmo, um perfume de generosidade corôa gestos, duros trabalhos e cuidados até desnecessários.

Mãe não tem perfume, porque enxerga de um modo que só quem engravida entende. Trata-se de uma visão maior! Suas humilhações, assim, são nutridas por esperas que as mantêm sempre fortes; seus sofrimentos serão sempre os mais escondidos e medonhos como os da Mãe das mães. As ingratidões, a falta de um “muito obrigado”, de nada as impede de seguir lavando, passando, levando na escola, cozinhando e economizando.

Mãe cozinha, mas passa fome; limpa, mas vive de avental; chora mas ninguém vê suas lágrimas; trabalha, mas vive sem um tostão… Não tem perfume, mas transpira Deus.

Agora sim, entendo o porque de até a Bíblia se valer do amor de mãe para explicar melhor como é o Amor de Deus.

Obrigado, Pe. Fabrício! Somente sua criatividade irreverente e boa, pra me fazer entender melhor o “cheiro” que as mães possuem.

Ricardo Sá

2 Responses Subscribe to comments


  1. ANA

    Boa noite Ricardo!

    Que crônica perfeita. Gostei muito.
    Mãe é isso mesmo. Aproveito para parabenizar a todas as mães por esse lindo dia.
    Fiquemos com Deus!
    Ana – Maceió-Al.

    maio 08, 2009 @ 21:03


  2. SERGIO

    A NATUREZA HUMANA DE MARIA.
    Gn 3:15 … e da semente da mulher nascerá um que te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirá o calcanhar.
    “Semente da mulher” e’ claro e literalmente que a sua descendência seria a de Eva.
    • Além do mais a profecia de Gn 3:15 o texto aqui não diz que a mãe do Messias seria concebida sem pecado.
    • Apenas Jesus foi concebido sem pecado por obra do Espírito Santo.

    PROFECIA DO NASCIMENTO DE JESUS. (ISAIAS)
    Is 9:16 Por que um menino nos nasceu, um filho se nos deu; e o principado esta sobre os seus ombros, e o seu nome será MARAVILHOSO, CONSELHEIRO, DEUS FORTE, PAI DA ETERNIDADE E PRINCIPE DA PAZ.

    O ANUNCIO DO NASCIMENTO DE JESUS
    Lc 1:30 Disse-lhe então o anjo: Maria, não temas, por que achaste graça diante de Deus
    Lc 1:31 E eis que em seu ventre conceberas, e darás a luz um filho, e por-lhe-as o nome de Jesus.
    Lc 1:32 Este será grande e será chamado de Filho do Altíssimo; e o Senhor Deus lhe dara o trono de Davi, seu pai
    Lc 1:33 e reinara eternamente na casa de Jacó, e seu reino não terá fim.
    Lc 1:38 Disse, então, Maria: Eis aqui a serva do Senhor; cumpra-se em mim segundo a tua palavra…
    Maria, ao receber a notícia que seria mãe do Salvador, se pronunciou como necessitada de um Salvador: Disse, então, Maria: A minha alma engrandece ao Senhor, e o meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador (Lc 1.46-47).
    Conforme o texto acima, vemos que Maria aqui e da linhagem da casa de Davi e serva fiel do Senhor.
    • O cumprimento da profecia de Isaias 9:16 ( descendência de Eva).
    • O cumprimento da profecia de Genesis 3:15 ( semente da mulher).
    • Quando os magos visitaram Jesus, na sua infância, dirigiram-se a Jesus e não a Maria. E o que lemos em Mateus 2.11: E, entrando na casa, acharam o menino com Maria, sua mãe, e, prostrando-se, o adoraram. Como se vê, os magos não adoraram Maria, mas adoraram Jesus.
    Romanos 3:23 Por que todos pecaram e destituídos estão da gloria de Deus…
    • Nota-se que Maria nasceu com DNA do pecado (maldição hereditária) la do Edem (paraíso) deixado por Adão e Eva e que também carece de salvação de Jesus.

    A FAMILIA DE JESUS:
    Lc 8:19 E foram ter com ele sua mãe e seus irmãos e não podiam aproximar-se dele, por causa da multidão.
    Lc 8:20 E foi lhe dito: estão la fora tua mãe e teus irmãos, que querem ver-te.
    Mt 13:55 Não e este o filho do carpinteiro? E não se chama a sua mãe Maria, e seus irmãos, Tiago, e Jose, e Simão, e Judas.
    Mt 13:56 E não estão entre nos todas as suas irmãs? …
    Atos 1.14 Quando ela se encontrava em oração com os demais seguidores de Jesus: Todos estes perseveravam unanimemente em oração e súplicas, com as mulheres, e Maria, mãe de Jesus, e com seus irmãos.
    • Nota-se que Maria não permaneceu imaculada (virgem) e teve outros filhos e filhas conforme o texto acima.
    • Maria não era “Santa”, mas levou uma vida de santidade.
    • Maria, mãe do corpo físico de Jesus e não “mãe de Deus” como ensinam, viveu a fé que Cristo seu filho deixou e morreu como todos os Cristãos.
    • Veja que Maria nasceu em pecado, viveu em pecado e só pôde ser salva mediante sua fé em Cristo Jesus. Os que rezam para Maria, blasfemam contra Deus, fazendo desta serva do Senhor um ser divino. Ao afirmar que ela ouve orações, os católicos romanos concedem-lhe atributos que pertencem exclusivamente a Deus. Ora, Maria não é onipresente, onisciente e onipresente, e, portanto não pode ouvir orações.
    • Após a morte segue-se o juízo, Certamente Maria morreu já que era de natureza humana e deve estar num lugar de gozo ( seio de Abraão ou paraíso) aguardando o grande dia do Senhor.
    • A Bíblia desde Genesis a apocalipse faz menção sobre Deus Pai , Deus Filho e Deus Espírito Santo; mas não de Maria?
    • Veja que nos evangelhos ninguém nunca reverenciou a Maria e também nas epistolas não houve nenhum adorador.

    fev 14, 2010 @ 11:10