Sete dicas para permanecer na graça

Ricardo Sá
Foto: Gustavo Borges

O mais importante é aprender a permanecer na graça de Deus, permanecer na graça que recebemos. O mundo é mal educado, mas Jesus é muito educado e não arromba a porta do coração de ninguém. Ele pede que aceitemos o seu amor e assim entra no nosso coração na medida em que dizemos sim. Então diga: “Senhor Jesus eu te aceito na minha vida, eu abro a porta aqui do meu coração e ponho a minha mão no meu coração para com este gesto eu também me ajudar, eu abro a porta do meu coração entra Jesus na minha vida, eu te quero e sei que Tu me amas como sou, pode vir, pode entrar na minha vida.

Jesus é muito educado, o mal não, ele invade a vida da gente, se aproveita de nossas quedas e da nossa inclinação ao pecado.

Nós recebemos muitas graças, mas o mais importante que receber as graças é permanecer é ser fiel todos os dias. E não podemos nos enganar, pois estamos em um mundo que não quer Deus, e se você se sente remando contra a maré, se você se sente assim, considere-se o cristão mais normal do mundo e quem não se sente assim é preciso rever-se como cristão.

É como aquela música: “ Procuro abrigo nos corações, de porta em porta desejo entrar, se alguém me acolhe com gratidão faremos juntos a refeição”.

Eu vou lhe indicar sete pontos para permanecer na graça de Deus: Primeiro ponto: A vida espiritual. Não deixe a oração para depois. Não diga vou rezar depois. Coloque a oração como mais importante. Ficar a sós com Deus que continua cantando que procura abrigo nos corações. A oração tem que estar em primeiro lugar. Orar é parar para estar com Deus, é colocar a oração acima de tudo. Não deixe que paire na sua cabeça de que aquilo que Deus te deu é só isso, não, porque Ele tem muito mais para você.

Segundo: Amizades verdadeiras:
Escolha bem as suas amizades, não despreze ninguém a sua volta, mas preste atenção com quem você anda, são pessoas que te constroem? Nós precisamos de amizades verdadeiras que nos levem a compreender a ação de Deus na nossa vida.

É preciso andar com quem constrói em você a novidade de Deus. Não ande com quem não lhe constrói. Agora o que vamos fazer com as pessoas que estão ao nosso lado? Partilhar com o outro pedindo que a pessoa te ajude a ser mais de Deus, que ela te ajude a não ter mais os comportamentos que não são coerentes. Se não somos sinceros um com o outro então não é amizade.

Quem tem que fazer a escolha é você que recebeu as graças, porque o mais importante é permanecer na graça.

Terceiro: Tenha metas: Que tipo de pessoa você decide ser?
Madre Tereza de Calcutá dizia: “Não importam as circunstancias, nem se ninguém vai me compreender, eu vou seguir em frente, porque eu vou me transformar na pessoa que eu me decidi ser.

Tenha paciência consigo mesmo e com os outros.!’
Foto: Gustavo Borges

Depois das graças recebidas qual é a sua meta. Uma meta que diz respeito a você? Um convite que a Canção Nova, a Igreja, é um convite de Nosso Senhor, é para que você seja santo, mas que você o seja em todos os aspectos.

Escreva sobre as suas metas, é claro que a nossa meta é o céu, mas qual é a meta na sua família? É perdoar? É sorrir? Porque talvez você já não de nenhum sorriso há muito tempo. Talvez a sua meta seja não reclamar mais, e você terá que reunir todas as forças para não reclamar.

Não brinquemos com a graça que recebemos. Foi Deus que te ama, quem derramou sobre você essas graças e a gente não brinca com quem nos ama.

É preciso se confessar. Não construa coisas novas em cima das máscaras. Deus te ama então não tenha medo de tirar as máscaras. Deus vê o coração sonda com compaixão, pois Deus só sabe amar você.

Quarto ponto: Você tem que ter quem te conhece de verdade. Estamos em um mundo de muitas mentiras, um mundo de aparências. É preciso ter alguém com quem você se encontre, e que você pode falar tudo. Pode ser um diretor espiritual ou um amigo. .

Nosso Senhor não constrói nada sobre os escombros, Ele quer fazer tudo novo. É preciso eleger uma pessoa e dizer a ela(e): meu amigo eu quero contar tudo para você o que está se passando comigo, coisas da minha alma.

Você precisa ser quem você é, por causa da graça que você recebeu, e porque você não quer entrar nessa onda de viver de aparências e por isso você precisa ter alguém que te conhece mesmo, de verdade.

Quinto ponto: Viver em atitude de vigilância. O que precisamos vigiar? O que você quer de fato? Eu quero ser de Deus. Então vigie naquilo que te rouba de Deus, aquilo que te leva ao pecado.

Vigiar para que o mal não se aproxime. Você tem todo o direito de pedir a Nosso Senhor, então peça agora: “Meu Deus me livra da tentação que me derruba, me livra da tentação que me faz cair, porque eu não tenho forças. Livra me Senhor do mal que domina o meu jeito de falar.

Viver assim é muito duro, mas é assim que um cristão vive. É assim mesmo, nós ainda não estamos no céu, mas nós vamos para lá em uma atitude de vigilância, e por isso recebemos tanta graça de Deus. É por causa da vontade de Deus, por causa dos seus desígnios, que eu aqui estou, mas eu sou igualzinho a você, então por isso preciso vigiar sempre.

Santo Agostinho diz que o cristão que não controla a boca, não consegue controlar mais nada. Jesus não está brincando conosco e o tempo está passando rápido.

Sexto ponto: Colocar-se a serviço do próximo. Você precisa ter um apostolado, este é o remédio contra todo o egoismo. Porque a graça que Deus deu, ela não é só para você, ela é tão grande que deve crescer em você e transbordar para o outro. Já não perguntamos mais como o outro está com medo que ele diga que não está bem e aí você ter que ouvir, e você está sem tempo. Isso não é ser cristão.

Quem não sabe fazer coisas ao outro, nunca vai saber se dar ao outro, porque ficamos com medo de entregar o nosso olhar ao outro. Quando é que vamos ser capazes de fazer da nossa vida um serviço?, De dar o nosso rosto e poder chegarmos a ser como Jesus? Você precisa servir alguém. Mate de amor aquele que está ao seu lado! Quem sabe dando um copo d’água.

Sétimo ponto: Tenha paciência consigo mesmo e com os outros. È isso mesmo. Sabe porque? Nem tudo acontece de uma só vez. A vida do cristão é um cai e levanta, então tenha paciência com você e com os outros.

Jesus está dizendo aqui nesta parábola (ver: São Mateus 13,24)como o reino de Deus se estabelece aqui dentro de mim e de você e São Paulo nos explica, sobre as lutas que vivemos dentro de nós. Por isso monsenhor Jonas nos fala tanto: Aguenta firme meu filho!

Porque temos tanta coisa boa mas dentro de nós cresce trigo e também o joio, então tenha paciência, porque muitas vezes temos vontade de arrancar tudo, não faça isso. Tenha paciência, porque nosso Senhor vai voltar e os anjos vão separar o joio do trigo de dentro de nós.

O trigo quanto mais cresce, mais ele floresce, e ele se dobra, agora o joio não se dobra. Esta luta dentro de nós deve nos levar a adoração ao Santíssimo Sacramento para nos dobrar diante de nosso Senhor Jesus Cristo.

Se vivermos um desses sete pontos buscando a perfeição, com certeza nós vamos nos santificar. Abra-se pois Jesus quer se revelar a você!

Veja também:
:: Podcast: Ano Novo, tempo de balanço e mudanças
:: + pregação do Ricardo Sá
:: Blog do Ricardo Sá
:: Podcast: Para que fazer revisão de vida no Ano Novo?
:: Retrospectiva 2009 do Portal Canção Nova
:: Missionários da Canção Nova desejam feliz Ano Novo aos internautas


Acompanhe as pregações pelo twitter @cancaonova e
retuite a mensagem que mais falar ao seu coração

ADQUIRA ESTA PALESTRA PELO TELEFONE:
(12) 3186 2600
————————————————————–

Ricardo Sá

Consagrado da Comunidade Canção Nova, cantor e compositor.

10 Responses Subscribe to comments


  1. Twitter Trackbacks for Ricardo Sá » Sete dicas para permanecer na graça [cancaonova.com] on Topsy.com

    […] Ricardo Sá » Sete dicas para permanecer na graça blog.cancaonova.com/ricardosa/2010/01/ – view page – cached Arquivado em: 04 – Missões — Ricardo Sá at 7:52 pm on domingo, janeiro 3, […]

    jan 03, 2010 @ 22:13


  2. Ricardo Sá

    Sete dicas para permanecer na graça:

    Ricardo Sá Foto: Gustavo Borges O mais importante é aprender a permane.. http://bit.ly/6UO0ZU

    jan 03, 2010 @ 22:55


  3. edmar quintanilha

    Acesse o blog do meu amigo ricardo sà http://bit.ly/6UO0ZU

    jan 03, 2010 @ 23:23


  4. edmar quintanilha

    @aline_barros @getominaga @diegofernandes1 @showdavida @erosbiondini @ticisouza @cucacluster Acesse o blog ricardo sa http://bit.ly/6UO0ZU

    jan 03, 2010 @ 23:29


  5. Aparecida de Lima Fernandes

    Quero agradecer a Deus em primeiro lugar, por ter tido a oportunidade de ler esse texto. Tudo o que ele diz fala das coisas que tenho em meu coração, de meus objetivos e anseios. Que todos os cristãos possam ter em mente a verdadeira vontade do pai e colocá-la em prática no dia-a-dia. Deus o abençoe.

    jan 04, 2010 @ 20:36


  6. adriana

    amei essas setes dicas por que precisamos sempre tá na graça de Deus para vivemos bem obg

    jan 05, 2010 @ 11:04


  7. Maria Iolanda

    Oi irmão Ricardo! Tudo bem? Estou sentindo-me muito triste, sozinha…vários acontecimentos neste início de 2010 estão fazendo meu coração sofrer…então grito por Deus e vejo que tenho um amigo que não vai me abandonar – Jesus Cristo “Ninguém te ama como Eu, ninguém te ama como Eu…” Esta canção me faz pensar que tenho que viver, mesmo sem amigos visíveis; sou muito só…busca a amizade através da oração e de Jesus Cristo. Agradeço se você orar por mim. Eu moro em Joinville/SC – Maria Iolanda – Um grande abraço a você e sua família.

    jan 06, 2010 @ 23:13


  8. Márcia Gonçalves Simplício

    Ricardo,observo, pelas suas palestras que você é prático na sua maneira de evangelizar e gosta de passar os passos para facilitar a adesão do povo a Deus. Ao ler sobre a vida de Santa Ângela Foligno, percebi que ela também seguiu alguns passos para vivenciar o amor a Deus. Então me lembrei de você e estou colocando aqui para você usar esses passos numa de suas palestras, que eu quero ouvir para aprendera viver cada vez mais perto de você. É muito bom ver católicos equilibrados na fé. Beijos no coração! Ser Canção Nova, mesmo de longe, é bom demais!
    “Eu, Ângela de Foligno(1), tive que atravessar muitas etapas no caminho da penitencia e conversão. A primeira foi me convencer de como o pecado é grave e danoso. A segunda foi sentir arrependimento e vergonha por ter ofendido a bondade de Deus. A terceira me confessar de todos os meus pecados. A quarta me convencer da grande misericórdia que Deus tem para com os pecadores que desejam ser perdoados. A quinta adquirir um grande amor e reconhecimento por tudo o que Cristo sofreu por todos nós. A sexta sentir um profundo amor por Jesus Eucarístico. A sétima aprender a orar, especialmente rezar com amor e atenção o Pai Nosso. A oitava procurar e tratar de viver em contínua e afetuosa comunhão com Deus”.

    ”Quanto mais você rezar, mais luz receberá; e quanto mais luz receber mais profundamente verá o sumo bem e a bondade dele definida em todas as coisas. E, quanto melhor e mais profundamente ver, mais o amará; e quanto mais o amar, mais será feliz; e quanto mais for feliz, mais compreenderá Deus e será capaz de entendê-lo”.

    (1) Angela de Foligno nasceu em 1248 na cidade de Foligno, Úmbria, Itália de pais ricos e não cristãos. Casou-se cedo e teve vários filhos. Vivia uma vida mundana e as vezes sacrílega. Assim viveu até os trinta e sete anos, quando uma tragédia avassaladora mudou sua vida.

    jan 07, 2010 @ 11:35


  9. Ana Pinto

    Olá, Sou a Ana de Portugal, tenho 39 anos sou casada tenho dois filhos lindos e tento seguir Jesus, identifico-me muito com aquilo que escreveu, fez-me muito bem, ler como manter-me na graça de Deus.
    É realmente dificil, há momentos em que ´~ao sabemos como agir e que estamos fartos de ser considerados fracos e ingénuos…Temos vontade de mandar tudo para o ar e começar a fazer o que nos fazem e no fim sentimos que mais uma vez, não soubemos AMAR JESUS…
    Obrigado pelas suas palavras virei visita-lo mais vezes, preciso aprender a viver aqui…a melhorar como ser humano e a aumentar a minha fé,,,que é igual a confiança no Senhor.
    Louvado seja Deus pelo seu AMOR misericordioso.
    Beijinhos, Até Breve,
    Ana.

    jan 09, 2010 @ 13:02


  10. Almir F. Rivas Jr

    Ricardo Sá » Sete dicas para permanecer na graça http://bit.ly/92TGg1

    jan 12, 2010 @ 09:58