A missão Canção Nova em Roma celebra mais uma grande conquista com a 1ª Missa no Centro Multimídia Canção Nova.

A celebração da Santa Missa, presidida pelo padre Anderson Marçal, abriu o evento, que contou com a presença dos missionários da comunidade e do padre Delci Filho, Ecônomo Geral da “Pequena missão para surdos”. O dia foi marcante, pois os trabalhos tiveram início, na nova sede, numa quinta-feira de adoração a Jesus Sacramentado.

No novo espaço serão produzidos os programas locais e o site em italiano www.cantonuovo.eu, com as matérias jornalísticas para o CNNotícias, TV Canção Nova e WEBTVCN. Localizado a 5 minutos do Vaticano, as palavras do Santo Padre e as notícias da Igreja chegarão com mais rapidez e eficiência ao público.

Agradecemos a todos que sustentam material e espiritualmente o Sistema Canção Nova de Comunicação e que nos ajudam a levar o amor de Nosso Senhor Jesus Cristo ao mundo inteiro. Que Deus abençoe a cada um em especial!

Canção Nova em Roma, você mais perto do Papa.

Acompanhe o nosso trabalho:

Twitter: @cantonuovo @cnroma

Facebook:Comunità Canto Nuovo ; CNRoma

Centro Multimídia Canção Nova em  Roma

Via degli Ombrellari, 53

Roma – Itália

Tel: (0039) 0695223106

Na Celebração da Paixão do Senhor no Vaticano, presidida pelo Santo Padre Bento XVI e com toda a cúria romana, o pregador da Casa Pontifícia, Frei Raniero Cantalamessa afirmou na homilia que Cristo é o melhor aliado das mulheres vítimas de violência.

Veja as fotos da celebração

Silencio e o recolhimento fazem parte da Liturgia da Paixão do Senhor. Nem mesmo as luzes da Basílica Vaticana se acendem, sinal que nesta celebração o Filho de Deus è oferecido como vitima pelos pecados da humanidade.

Mesmos com os casos de pedofilia na Igreja divulgados pela imprensa nestes últimos tempos, Frei Raniero Cantalamessa se deteve em falar dos casos de violência contra a mulher.

Na primeira parte, ele refletiu sobre a lógica da violência e de como Cristo a superou com o seu sacrifício. Em Cristo disse ele, não é mais o homem que oferece o Sacrifício a Deus, mas é Deus que si sacrifica pelo homem.

O Sacrifício não serve mais a aplacar a divindade, mas sim para aplacar o homem e fazê-lo desistir da sua hostilidade no confronto de Deus e de Seu próximo.

O pregador, assinalou que per uma rara coincidência, este ano a Nossa Páscoa cai na mesma semana da Páscoa hebraica, origem da páscoa cristã.
Esta data nos impele a dirigir um pensamento aos irmãos hebreus. Esses sabem por experiência o que significa ser vitima da violência coletiva e também por isso são prontos a reconhecer os sintomas hodiernos.

Neste sentido, se referiu a uma carta de um amigo hebreu, no qual se solidariza com o Papa e com os católicos a propósito dos ataques recebidos dos meios de comunicação em todo o mundo.
O Uso de estereótipo, a passagem da responsabilidade e culpa pessoal à aquela coletiva me recorda os aspectos vergonhosos do Anti-semitismo, Le-se no texto. A Carta termina exprimindo ao Papa e a toda a Igreja a minha solidariedade de Hebreu do dialogo e todos aqueles que no mundo hebraico, e são muitos, que partilham destes sentimentos de fraternidade.

A liturgia deu prosseguimento com a oração Universal rezada em várias línguas, a Veneração da Cruz gloriosa do Senhor e a distribuição da Eucaristia a todos os fiéis.


A Congregação dos Sacerdotes do Sagrado Coração de Jesus, os dehonianos, celebram desde o dia 17 de maio até 12 de junho, em Roma, seu XXII Capítulo Geral. O capítulo que aborda várias temáticas de orientação da vida da congregação e sua presença em todo o mundo tem como tema: “O amor de Cristo nos impele. Apaixonados por Cristo que nos une em fraternidade anunciamos o Evangelho”.

Quarenta nações estão representadas no evento, que conta com 95 participantes, distribuídos entre membros de direito, eleitos e encarregados dos serviços. Padre José Ornelas Carvalho foi reeleito por mais seis anos para o cargo de Superior Geral dos dehonianos.

Padre José Ornelas redefiniu e coordenou o projeto para a digitalização do grande arquivo dos escritos do Padre. Lèon Dehon, fundador da Congregação. Em meio a controvérsias, ele deu andamento ao processo de beatificação do Padre Dehon, que aguarda o ato público de proclamação.

O capítulo Geral está voltado sobre três pontos fundamentais:
1º a centralidade de Cristo que transforma o Coração com o seu amor;
2º a vida fraterna aberta à realidade multicultural da Congregação;
3º a universalidade do amor de Deus que impulsiona à missão em todas as raças e culturas, para tornar possível um “crer com”, na diversidade das expressões culturais.

O andamento dos trabalhos do capítulo geral pode ser acompanhado nos sites da província (www.dehonianos.org) e da congregação (www.dehon.it).