Hoje dia 16, foi o ultimo dia deste Encontro Internacional de Padres para o encerramento do ano Sacerdotal.

Un dia sem duvida especial, dia do Sagrado Coração de Jesus, a Igreja viveu um momento único, a maior concelebração Eucaristica da história de Roma.

Mais de 15 mil sacerdotes do mundo inteiro estiveram presentes na Praça de São Pedro, esta sexta feira, para celebrar os 150 anos de morte do santo Cura d’Ars, João Maria Vianney. Bento XVI, celebrou usando o calice de Cura D’Ars conservado hoje na paroquia de Ars (França).

A cerimonia iniciou com a aspersão de agua benta como acto penitencial de purificação. Onde do Coração de Jesus emana o sangue e a agua para o mundo.

Durante a sua homilia Bento XVI, fala de como neste ano sacerdotal, aparecem escandalos de pedofilia,e  estes devem ser vistos como uma purificação. Pede perdão para Deus e para os homens, e promete fazer o possivel afim de que tais abusos não aconteçam nunca mais. Promete que na admissão do ministerio sacerdotal e na formação durante o caminho de preparação para o sacerdocio, farão o possivel para avaliar a autentecidade da vocação.

Bento XVI fala-nos do Bom Pastor, que cuida, que guia, em meio aos vales tenebrosos do desencorajamento, das provações, Deus conhece e cuida da sua ovelha.

Apos a homilia, os sacerdotes do mundo inteiro, junto com o seu pastor, renovaram as promessas sacerdotais, momento de especial emoção entre os presentes.

A manhã findou com um momento de renovação do ato de consagração dos sacerdotes ao Imaculado Coração De Maria, Rainha dos Apostolos, Mãe dos sacerdotes.

O santo padre despediu-se nas varias linguas enviando a cada um para o seu campo de missão.

Hoje dia 9 de Junho se dà inicio ao encontro de encerramento do ano sacerdotal, promovido pela congregação para o clero.

Devido ao grande numero de sacerdotes viu-se a necessidade de este evento acontecer em dois lugares, divididos pelas varias linguas ; Basilica de São Paulo fora dos Muros, em Inglês, Alemão e Italiano e na Basilica de São João de Latrão, em Portugues,Frances e Espanhol.

As colocações tem lugar na Basilica de São Paulo fora dos Muros, e os sacerdotes presentes na Basilica de São João de Latrão, assistem pela tela e televisão destribuidas por toda a Basilica.

Confira as fotos da conferência na Basilica São Paulo fora dos Muros

Os momentos de oração, como Adoração e a Santa Missa foram vividos pelos presentes de cada Basilica.

Ao longo da manhã, foram vividos varios momentos marcados por um clima de alegria e recolhimento. Em especial na pregação de Cardeal Joachim Meisner, Arcebispo de Colónia, que focou varios pontos da vida e vivência dos sacerdotes.

Confira as fotos da missa

No ponto mais alto da manhã, a Santa Missa deste primeiro dia do encontro de encerramento do ano sacerdotal, Dom Mauro Piacenza, falou que o objectivo deste ano sacerdotal, foi renovar a consciência dos sacerdotes e leigos para a vivência da vida sacerdotal e espiritual.

Convidou-os a se voltarem para Aquele de onde vem toda a eficacia da missão, com um coração humilde, confiante e alegre abraçando os meios da Palavra, da Oração e Eucaristia que è o centro e a fonte.

Foto da adoração

Hoje dia 8 de Junho de 2010, estamos na Basílica de São João de Latrao , onde acontece o encontro com os padres, seminaristas e amigos da RCC, em virtude do termino do ano Sacerdotal.

Este foi promovido pela RCC e Fraternidade Católica das Novas Comunidades. Michelle Moran ( Presidente do ICCRS ) e Matheus Calise ( Presidente da Fraternidade Católica das Novas Comunidades) deram as boas vindas, aos presentes.

Michelle Moran, traz como intenção, que este encontro seja de profunda Renovação Espiritual, para os sacerdotes em seu ministério.

Já Matteo Calisi, fala que a presença e participação dos sacerdotes na vida comunitária é fundamental importância pois são indispensável ponto de referencia para a vivencia correta da fé.

Após oração das laudes, S.E. Mons. Joseph Grech, dirigiu-se aos sacerdotes presentes dizendo que Jesus lhes propõe serem sinais de contradição com a sua vivencia, sendo em primeiro lugar testemunho.

Alertou estes para a urgência da escuta de Deus, caminho essencial para serem melhores instrumentos para ajudar o povo, que lhes é confiado.

Estes procuram essa vida de Ressurreição e que precisam ser ministros desse mistério, ser instrumentos de transformação.

A manha findou com adoração ao Santíssimo Sacramento.

Confira os vídeos:

http://www.webtvcn.com/

Em Turim, Norte da Itália, a festa de Nossa Senhora Auxiliadora reuniu milhares de fiéis. O Reitor Mor dos Salesianos, Dom Pascual Chaves presidiu a Eucaristia comemorando os 150 anos da Congregação e centenário da morte de Dom Miguel Rua, primeiro sucessor de Dom Bosco.

“Povos todos cantai ao Senhor”, essa foi a música que acompanhou a procissão de entrada da Solene Festa de Nossa Senhora Auxiliadora. Concelebraram mais de 100 bispos salesianos vindos dos cinco continentes.

Dom Altiere, Bispo de Caraguatatuba (SP) se emocionou ao falar da alegria de estar na casa mãe e ver um carisma que se espalhou pelo mundo.

O Bispo de Bom Jesus da Lapa (BA) Dom César Teixeira, disse que os salesianos estão presentes nos cinco continentes evangelizando ao modo de Dom Bosco.

Dom Pasqual Chaves ressaltou em sua homilia que Dom Bosco está no céu maravilhado por tudo que Nossa Senhora fez pela Congregação. “Na quantidade dos bispos espalhados pelo mundo, ele contempla a fecundidade do carisma salesiano a serviço da Igreja, fruto maduro da eclesialidade de Dom Bosco”, enfatizou.

Em entrevista exclusiva para a TV Canção Nova, Dom Pascual Chaves disse: “nos dias de hoje, Maria nos ensina a descobrir o nosso ser Igreja e devemos procurar construí-la como fruto do Espírito e debaixo da sua proteção”.

Para finalizar os dias de Festa, o Cardeal Arcebispo de Turim, Dom Severino Poletto presidiu a procissão com o andor de Nossa Senhora Auxiliadora pelas ruas da cidade.

Na história da congregação, o idealizador da procissão em honra a Maria Auxiliadora foi Dom Miguel Rua, primeiro sucessor de Dom Bosco, uma iniciativa de 1901 que se tornou tradição até os dias de hoje.

O Reitor do Santuário, padre Franco Lotto falou que a cada ano mais pessoas participam da Festa, elas rezam e seguem a procissão; para ele isso é um sinal de que o Senhor está trabalhando e Maria atrai sempre.