Jovens da JMJ em Madrid receberão um kit surpresa

Faltam 6 meses para o maior evento da juventude cristã. A última Jornada Mundial da Juventude foi em 2008, em Sydnei, na Austrália, e em agosto desse ano, o papa Bento XVI tem encontro marcado em Madri, na Espanha, com jovens dos 5 continentes, que já se preparam para essa grande aventura.

Pe. Maurício, responsável da pastoral da juventude em Roma, conta que eles vão de barco, como que em uma grande peregrinação, passando por Barcelona, Valenza e depois Madri. O cruzeiro será um momento de festa, música e também de oração. Diz que já estão se preparando com catequeses e acredita que os jovens italianos irão em massa para a jornada e o grande boom de inscrições deve ser agora, no início da primavera.

More »

Um concerto oferecido pelo presidente da república italiana, Giorgio Napolitano, em ocasião do 4° aniversário de pontificado do Papa Bento XVI, foi realizado na tarde desta quinta-feira, 30 de abril, às 17h30 na Sala Paulo IV, no Vaticano. O chefe do Estado, em seu discurso, parabenizou em nome dos italianos e agradeceu ao Pontífice pela recente visita em Abbruzzo e expressou felicitações pela sua viagem a Terra Santa.

As composições musicais foram interpretadas pela Orquestra Sinfônica e o Coro Sinfônico de Milão «Giuseppe Verdi», dirigidos respectivamente pelas maestrias Xian Zhang e Erina Gambarini.

O Pontífice escutou a «Sinfonia número 95» de Franz Joseph Haydn, o «Magnificat em sol menor» de Antonio Vivaldi; o famoso «Ave Verum Corpus», de Mozart.

Como grande admirador de Mozart, Bento XVI disse no discurso de agradecimento que «a meditação dá lugar à contemplação: o olhar da alma se detém sobre o Santíssimo Sacramento para reconhecer o Corpo do Senhor, o Corpo que foi verdadeiramente imolado na cruz e do qual surgiu o manancial da salvação universal».

«Mozart compôs este motete pouco antes de morrer,concluiu o Papa, e nele se pode dizer que a música se converte verdadeiramente em oração, abandono do coração a Deus, com um sentido profundo de paz», Bento XVI agradeceu ao presidente napolitano por esta homenagem, e pediu aos presentes: «Lembrai-vos de mim em vossas orações, para que eu possa cumprir sempre com meu ministério como quer o Senhor».