Começaram em Roma as atividades de encerramento do ano sacerdotal promovido pela Congregação para o clero. As festividades durarão 3 dias e serão realizadas nas basílicas papais de Roma. Hoje, foi na basílica de São Paulo fora dos Muros, onde o evento surpreendeu pelo numero de sacerdotes que literalmente lotaram a Basílica. Dom Claudio Hummes participou da adoração e presidiu a missa que foi concelebrada por padres de 91 países. A expectativa da Congregação para o Clero, é que ate o final do evento que termina com a missa presidida por Bento 16 na próxima sexta feira, no Vaticano, 14 mil padres passem por aqui.

A tarde o compromisso foi na Sala Paulo VI, no vaticano e foi promovido pelo movimento dos Focolares, Movimento de Schoenstatt e a Renovação Carismática Católica. Os temas propostos foram: Homens de Deus, ícone de Cristo; Irmãos entre os irmãos em um único povo e profetas de um mundo novo. O Momento foi intercalado por apresentações e testemunhos de padres e bispos. O cardeal Dom Claudio Hummes, prefeito da Congregação para o Clero, encerrou o evento com a oração das Vésperas

Confira as fotos das conferências e adoração

Confira as fotos da missa

Num forte momento de oração, direcionado aos sacerdotes, Matteo Calisi, presidente da Faternidade Católica das Novas Comunidades, e Michelle Moran, presidente do ICCRs, órgão responsável pela Renovação Carismática em todo o mundo, abriram este dia de retiro para o encerramento do Ano Sacerdotal.

A primeira palestra do dia, intitulada o “Dom do Sacerdócio”, foi proferida por Dom Joseph Grech, bispo de Sandhurst, na Austrália. Em um discurso emocionante, ele ressaltou que os sacerdotes foram ungidos e escolhidos por Deus independente de qualquer fraqueza.

O Bispo também destacou que cada ministro ordenado é chamado a levar o povo a querer ser de Jesus. Logo em seguida, Dom Mauro Piacenza, secretário da Congregação para o Clero, disse que é o Espírito Santo quem faz cada sacerdote participante do Sacerdócio de Cristo.

A primeira parte do retiro, que se estendeu até a 13h, terminou com a adoração ao Santíssimo Sacramento.

À tarde, com orações e testemunhos de sacerdotes sobre o tema “Efusão do Espírito Santo”, padre Kevin Scallon e irmã Briege Mckenna apresentaram aos sacerdotes algumas revelações particulares que os levaram a rezar pelo clero. O dia encerrou-se com uma Missa presidida pelo cardeal Peter Turkson, presidente do Pontifício Conselho para a Justiça e a Paz.