crianças obesas

Os autores estudaram 1714 estudantes do ensino médio em 20 escolas de Michigan, USA e observaram que a obesidade entre os do sexo masculino estava relacionada a falta de atividade física, enquanto que nas meninas, o consumo inadequando de leite e derivados ,estava estatisticamente relacionado a maior incidência do aumento do peso.
Nesta investigação, verificaram que meninos que tinham o hábito de comer lanches nas cantinas das escolas e de assistir televisão por mais de duas horas diárias tinham maior incidência de obesidade.
Por outro lado, meninos que relatavam que faziam 20 minutos ou mais de atividade física diária eram menos obesos dos que os sedentários.
Meninas obesas relataram maior uso de computador do que as não obesas e os meninos obesos maior uso de vídeo games.
Meninos obesos tinham maiores níveis sanguíneos de colesterol total e de LDL e menores de HDL, comparados aos não obesos.
Meninas obesas tinham taxas sanguíneas de triglicérides e de glicose elevadas comparadas com normais. Ambos meninos e meninas obesas tinham aumento da pressão arterial e maiores valores da frequência cardíaca de repouso.

FONTE : Govindan M, GurmR, Mohan S, et al. Gender differences in physiologic markers and health behaviors associated with childhood obesity. Pediatrics 2013; DOI:10.1542/peds.2012-2994. Available at: http://pediatrics.aappublications.org.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *