O aumento da longevidade e consequentemente um maior numero de pessoas com doenças próprias do envelhecimento, vem tornando cada vez mais necessária a assistência medica domiciliar.

Embora saibamos que existam programas governamentais que premiam esse tipo de assistência, estamos cientes também da precariedade desse tipo de serviço de saúde, tanto para os segurados do SUS como os da Saúde Suplementar. Resta ao paciente que tem recursos próprios solicitar esse tipo de serviço ao seu medico particular, situação que cada vez mais vem se tornando frequente, principalmente nas situações onde o deslocamento do paciente para os consultórios médicos se torna dificultosa , as vezes ate impossível e muito oneroso.

A visita do medico na casa do paciente tem muitas vantagens. Ao se evitar o deslocamento do paciente aos consultórios, os transtornos desse tipo de situação desaparecem, o estresse do transporte, a necessidade de um acompanhamento de um familiar que nem sempre esta a disposição para tal , deixam de ser preocupações.

Mas, uma das coisas que acho mais importante quando faço esse tipo de atendimento é poder ver o paciente no seu habitat , ou seja, ao conversar com o familiar presente ou mesmo com o cuidador(a) sentir de perto as dificuldades em se colocar em pratica , tudo aquilo que prescrevo e oriento. É muito bom poder ver onde o paciente dorme, o local onde se alimenta, as condições de segurança nos locais de banho, se realmente as pessoas que cuidam do paciente estão fazendo exatamente aquilo que propus etc..

      A medicina evoluiu muito nos últimos anos , com relação a tecnologia, mas involuiu demasiadamente com relação a assistência ao ser humano. Como sempre digo nas minhas palestras: deixamos de tratar o paciente para tratarmos de uma doença, mas com o envelhecimento e a existência de varias doenças simultâneas, o paciente necessita de ser visto de uma forma total, global e integrativa. Tenho absoluta convicção que a volta do medico de família que ia regularmente fazer consultas nas casas dos pacientes, poderá fazer com que toda essa tecnologia que hoje temos a nossa disposição , possa ser utilizada para tratarmos um ser humano que envelheceu e que sofre de muitas doenças.