Dieta do mediterrâneo

 

 

 

 

 

 

 

Uma dieta rica em ácidos graxos monossaturados, frutas, vegetais, cereais integrais e com baixos níveis de gorduras do leite e derivados, ao lado de peixes, amêndoas, legumes e baixo consumo de carne vermelha, a também denominada Dieta do Mediterrâneo. é associada a menor prevalência e menor progressão da síndrome metabólica, conforme resultados de nova metanálise, com mais de 500 mil participantes. Além disso, a aderência a Dieta do Mediterrâneo tem efeitos favoráveis nos componentes da síndrome metabólica, como a circunferência abdominal, níveis plasmáticos de HDL – colesterol e de triglicérides, pressão arterial, metabolismo da glicose, dizem os investigadores.

Os resultados da presente metanálise vieram somar aos existentes na literatura medica, indicando ser a Dieta do Mediterrâneo benéfica sobre a obesidade abdominal, níveis plasmáticos de lípides, metabolismo da glicose e níveis da pressão arterial, componentes da síndrome metabólica, que são fatores de risco para o desenvolvimento da doença cardiovascular , resistência a insulina e diabetes.

FONTE – Kastorini CM, Milionis HJ, Esposito K, et al. The effect of Mediterranean diet on metabolic syndrome and its components. J Am Coll Cardiol 2011; 57:1299-313.

corsaudavel

 

 

 

 

 

Adquira o livro coração saudável clicando aqui