Em 2017 o Convento e Santuário São Francisco também celebra 370 anos de atividades.
O convento foi fundado em 17 de setembro de 1647. Recentemente, ganhou uma nova pintura na fachada, resgatando as cores originais.

A Festa de São Francisco deste ano, no Convento e Santuário São Francisco, terá a presença do Pe. Zezinho, scj. Ele confirmou que irá celebrar a última missa de 4 de outubro, às 18 horas. O sacerdote é considerado um dos maiores nomes da música cristã e pioneiro do gênero no Brasil. Além de cantar, desde 1967, começou a compor em 1964.
Antes da missa das 18 horas, outras sete celebrações estão programadas, praticamente de hora em hora: 7h30, 9 horas, 10h30, 12 horas, 13h30, 15 horas e 16h30.
A programação diária ainda inclui benção das criaturas (com os freis do santuário abençoando os animais de estimação), stand de adoção de animais, stand vocacional,
stand do Zoológico de São Paulo, apresentações culturais, mini quermesse, almoço no Convento e a venda do tradicional bolo de São Francisco, com medalhinhas do santo em seu recheio.
Novena
Até 3 de outubro também acontece a Novena de São Francisco. As missas, de
terça a sábado, são celebradas às 15 horas. No domingo às 10h30 e na segunda às 12
horas.
SERVIÇO
Local: Santuário São Francisco (próximo à estação Sé do Metrô)
Endereço: Largo São Francisco, 133 – Centro – São Paulo/SP
Contato: (11) 3291-2400 (Secretaria Geral)
http://santuariosaofrancisco.com.br/

CONTATOS PARA IMPRENSA
Pastoral da Comunicação – Pascom Santuário São Francisco
pascom.santuariosaofrancisco@gmail.com
(11) 98412-1818 e (19) 99749-7121 – Rafael Faria
(11) 99823-4476 – Ana Machado

Pedido da CNBB é que prece seja feita pelos fiéis nas paróquias e comunidades católicas em 15 de junho, na Solenidade de Corpus Christi.

CNBB

A presidência da CNBB, atendendo ao pedido de seu Conselho Episcopal de Pastoral (Consep), reunido em 30 a 31 de maio, elaborou uma sugestão de oração pelo Brasil, recomendando que seja na Solenidade de Corpus Christi, em 15 de junho, os fiéis se unam em prece nesta intenção.

“Como o Santo Padre pediu que rezássemos pela paz no mundo, poderíamos pedir às nossas comunidades que rezem pelo Brasil. Diante de tantas incertezas, corrupção, violência, injustiças, elevemos juntos a nossa oração. No dia em que celebramos a presença singela, próxima, alimentadora, esperançada de Jesus entre nós na Eucaristia, prestemos esse serviço ao nosso país”, expressou em carta aos bispos, enviada junto com a oração, Dom Leonardo Ulrich Steiner, secretário-geral da CNBB

Abaixo, segue a íntegra da oração:

 

Jornada de Oração pelo Brasil

Dia de “Corpus Christi”

15 de junho de 2017

A verdadeira paz começa no seu coração

 

Diante do grave momento vivido por nosso país, dirijamos nossa oração a Deus, para que dê a paz ao Brasil e ao mundo inteiro. “Reconhecemos a necessidade de rezar constantemente pela paz, porque a oração protege o mundo e o ilumina. A paz é o nome de Deus”. (Papa Francisco)

 

Pai misericordioso, nós vos pedimos pelo Brasil!

Vivemos um momento triste, marcado por injustiças e violência. Necessitamos muito do vosso amor misericordioso, que nunca se cansa de perdoar, para nos ajudar a construir a justiça e a paz, em nosso país.

 

Pai misericordioso, nós vos pedimos pelo Brasil!

Estamos indignados, diante de tanta corrupção e violência que espalham morte e insegurança. Pedimos perdão e conversão. Cremos no vosso amor misericordioso que nos ajuda a vencer as causas dos graves problemas do País: injustiça e desigualdade, ambição de poder e ganância, exploração e desprezo pela vida humana.

 

Pai misericordioso, nós vos pedimos pelo Brasil!

Ajudai-nos a construir um país justo e fraterno. Que todos estejam atentos às necessidades das pessoas mais fragilizadas e indefesas! Que o diálogo e o respeito vençam o ódio e os conflitos! Que as barreiras sejam superadas por meio do encontro e da reconciliação! Que a política esteja, de fato, a serviço da pessoa e da sociedade e não dos interesses pessoais, partidários e de grupos!

 

Pai misericordioso, nós vos pedimos pelo Brasil!

Vosso Filho, Jesus, nos ensinou: “Pedi e recebereis”. Por isso, nós vos pedimos confiantes: fazei que nós, brasileiros e brasileiras, sejamos artesãos da paz, iluminados pela Palavra e alimentados pela Eucaristia.

 

Pai misericordioso, nós vos pedimos pelo Brasil!

Vosso filho Jesus está no meio de nós, no Santíssimo Sacramento, trazendo-nos esperança e força para caminhar. A comunhão eucarística seja fonte de comunhão fraterna e de paz, em nossas comunidades, nas famílias e nas ruas. Seguindo o exemplo de Maria, queremos permanecer unidos a Jesus Cristo, que convosco vive, na unidade do Espírito Santo. Amém!

 

(Pai nosso! Ave, Maria! Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo!)

Papa Francisco concede o título de Monsenhor a dois sacerdotes da Arquidiocese de São Paulo.

Durante a celebração da Missa do Crisma na Quinta-feira Santa, todos os sacerdotes da Região Sé entre eles  o Cônego José Paine e o Padre Antônio Fussari  que receberam das mãos do Dom Odilo o reconhecimento da Santa Sé pelos serviços prestados à Igreja em São Paulo.

Dom Odilo destacou em sua homília:

Lembramos em primeiro lugar que na Igreja existe um único Sacerdote, existe Jesus Cristo Sacerdote, Ele é o verdadeiro Sumo Sacerdote.

O nosso sacerdócio está relacionado a Jesus Cristo e com à Igreja, por isso, se exerce em comunhão com à Igreja e na íntima e sintonia comunhão com Jesus Cristo, Ele é o Sacerdote que dá sentido, força e vigor. Esse sacerdócio que é vivido no meio do povo de Deus, por homens que Ele escolhe, chama, consagra e unge com os Dons do Espírito Santo. Jesus Cristo quer continuar a anunciar a Palavra com liberdade, credibilidade e serviço para todos que creem e para os não creem.

Por meio dos sacerdotes Jesus Cristo quer continuar a santificar e a congregar seu povo em torno da mesa do altar, na celebração da Eucaristia que é Sacramento Dele e da Igreja, Ele quer continuar exercer a sua Verdade e a sua Misericórdia para com povo.

Que poderei retribuir ao Senhor Deus, por tão grande Graça que de nossa parte não merecemos, mas, recebemos por pura bondade e Misericórdia? Nós somos levados a retribuir a tão grande dádiva a tão grande Dom através do nosso serviço Sacerdotal, dedicado, generoso e alegre, Dom feito para toda Igreja e humanidade. Peço a todos as orações pelas vocações para que na Igreja não faltem sacerdotes que no futuro despertem boas e santas vocações.

Transcrição e adaptação: Simone Nunes (missionária Canção Nova)