Semana da Pátria
1º a 07 de setembro de 2017

07 de setembro – dia da Pátria: Vida em primeiro lugar
“A paz é o nome de Deus” (Papa Francisco)

”O Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo de São Paulo, reforçou a motivação para o Dia de Oração e Jejum pelo Brasil na carta enviada aos padres, diáconos, religiosos e leigos da Arquidiocese, na segunda-feira, 28. Na carta, Dom Odilo também recorda a celebração do aniversário da dedicação da Catedral da Sé no dia 5 de setembro.
. ”Peço que se organizem Missas e turnos de oração e adoração, na intenção posta; diáconos, ministros extraordinários da sagrada comunhão e equipes litúrgicas poderão ajudar. Para as Missas, oriento que se tomem as indicações do Missal Romano para as celebrações ‘pelo bem público’. As leituras poderão ser escolhidas de acordo com a circunstância”, orientou Dom Odilo.
Segundo o Arcebispo, será uma maneira diferente de se comemorar o Dia da Independência do Brasil. “E não esqueçamos de pedir a intercessão e a proteção de Nossa Senhora Aparecida pelo Brasil”, acrescentou.”

Acesse: Padre Jonas Orem em Línguas Brasil 

Diante do grave momento vivido por nosso país, dirijamos nossa oração a Deus, pedindo a bênção da paz para o Brasil.

Pai misericordioso, nós vos pedimos pelo Brasil!

Vivemos um momento triste, marcado por injustiças e violência. Para construirmos a justiça e a paz, em nosso país, necessitamos muito do vosso amor misericordioso, que nunca se cansa de perdoar.

Pai misericordioso, nós vos pedimos pelo Brasil!

Estamos indignados, diante de tanta corrupção e violência que espalham morte e insegurança. Pedimos perdão e conversão. Nós cremos no vosso amor misericordioso que nos ajuda a vencer as causas dos graves problemas do País: injustiça e desigualdade, ambição de poder e ganância, exploração e desprezo pela vida humana.

Pai misericordioso, nós vos pedimos pelo Brasil!

Ajudai-nos a construir um país justo e fraterno. Que todos estejamos atentos às necessidades das pessoas mais fragilizadas e indefesas! Que o diálogo e o respeito vençam o ódio e os conflitos! Que as barreiras sejam superadas por meio do encontro e da reconciliação! Que a política esteja, de fato, a serviço da pessoa e da sociedade e não dos interesses pessoais, partidários e de grupos.

Pai misericordioso, nós vos pedimos pelo Brasil!

Vosso Filho, Jesus, nos ensinou: “Pedi e recebereis”. Por isso, nós vos pedimos confiantes: fazei que nós, brasileiros e brasileiras, sejamos agentes da paz, iluminados pela Palavra e alimentados pela Eucaristia.

Pai misericordioso, nós vos pedimos pelo Brasil!

Vosso filho Jesus está no meio de nós, trazendo-nos esperança e força para caminhar. A comunhão eucarística seja fonte de comunhão fraterna e de paz, em nossas comunidades, nas famílias e nas ruas.

Pai misericordioso, nós vos pedimos pelo Brasil!

Neste ano em que celebramos os 300 anos do encontro da imagem de Nossa Senhora Aparecida, queremos seguir o exemplo de Maria, permanecendo unidos a Jesus Cristo, que convosco vive, na unidade do Espírito Santo.

Amém!
(Pai nosso! Ave, Maria! Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo!)
“Refugiei-me no amor de Deus para sempre…” (Salmo 52 (51), 10)

Fonte: Arquidiocese São Paulo
: CNBB    

 ”Nós vivemos em um mundo na qual praticamente não existe quase nada que não tenha a ver com o universo dos meios de comunicação” disse Papa Francisco

Na celebração da Ascensão do Senhor a Igreja Católica celebra o Dia Mundial das Comunicações Sociais. Nesse ano o Papa Francisco nos convida a refletir e ter a certeza que é possível viver ”esperança e confiança, no nosso tempo ” e nos confirma através da promessa que encontramos na Palavra de Deus «Não tenhas medo, que Eu estou contigo» (Is 43, 5).

Vivemos em uma sociedade conectada, impulsionada e envolvida com algum meio de comunicação social. A missão da Canção Nova é fazer com que essa comunicação seja eficaz, pacificadora e esperançosa, uma esperança que vem do Espirito Santo e que leva muitas pessoas terem um encontro pessoal com Jesus e acreditar em sua vinda gloriosa.

  Visite nosso Facebook/CançãoNovasp

“[É importante] lembrar que a Igreja está presente no mundo da comunicação, em todas as suas expressões, sobretudo para conduzir as pessoas ao encontro com o Senhor Jesus” 

A Canção Nova deseja continuar conduzindo as pessoas viverem esse encontro e para que isso aconteça os nossos fundadores e missionários estão fazendo seus apelos,  desejosos de continuar essa grande e desafiadora missão: Evangelizar através dos meios de comunicação, pregando o Evangelho e a vida nova que nos traz.

”A Canção Nova está fazendo o seu SOS Salve as nossas almas, é um grito de socorro, porque as nossas dívidas estão ai, é preciso pagar os nossos funcionários, eles tem direito, as compras de livros objetos sagrados caíram muito, com isso nós estamos na situação de SOS, faça sua oferta,  faça sua contribuição, faça o seu algo a mais.” Padre Jonas

 

”Estamos levando até  você o nosso apelo, pela Palavra de Deus no ar, pela Graça de Deus as famílias sempre tem nos ajudado. Hoje buscando a palavra do Senhor,  ” Em tudo somos oprimidos, mas não sucumbimos’” 2 Cor 4,8 confiança  em Deus. O Senhor nos concederá a vitória com sua ajuda, com sua contribuição e fidelidade!” Luzia Santiago 

 

”Meus amigos, meu irmãos em Jesus Cristo, sei que no Brasil hoje está impossível se falar de nossa Pátria, mas hoje quero fazer um pedido de coração, um pedido daquele que começou, a colocar o primeiro tijolo na obra de Jesus. Quero fazer esse apelo a todos, até você que faz um ano, dois anos, que não nos ajudam. Chegou a hora que você possa fazer algo que venha ajudar a Obra Canção Nova… Nós sempre vivemos da Providência, Providência de Deus é dizer eu quero que caia em nossas mãos, aquilo que o irmão quer nos doar. A uma promessa de Deus sobre isso ‘‘ Ide a todos pregai o Evangelho, a todas as criaturas”. Hoje Graças a Deus o Brasil e o Mundo assistem a Canção Nova, através da Rádio, Televisão, Internet, Revista, tudo que você possa imaginar nos temos nos meios de comunicação. Hoje não estamos conseguindo tocar mais nada, está difícil tocar sem dinheiro.” Eto Jardim 

Papa Francisco concede o título de Monsenhor a dois sacerdotes da Arquidiocese de São Paulo.

Durante a celebração da Missa do Crisma na Quinta-feira Santa, todos os sacerdotes da Região Sé entre eles  o Cônego José Paine e o Padre Antônio Fussari  que receberam das mãos do Dom Odilo o reconhecimento da Santa Sé pelos serviços prestados à Igreja em São Paulo.

Dom Odilo destacou em sua homília:

Lembramos em primeiro lugar que na Igreja existe um único Sacerdote, existe Jesus Cristo Sacerdote, Ele é o verdadeiro Sumo Sacerdote.

O nosso sacerdócio está relacionado a Jesus Cristo e com à Igreja, por isso, se exerce em comunhão com à Igreja e na íntima e sintonia comunhão com Jesus Cristo, Ele é o Sacerdote que dá sentido, força e vigor. Esse sacerdócio que é vivido no meio do povo de Deus, por homens que Ele escolhe, chama, consagra e unge com os Dons do Espírito Santo. Jesus Cristo quer continuar a anunciar a Palavra com liberdade, credibilidade e serviço para todos que creem e para os não creem.

Por meio dos sacerdotes Jesus Cristo quer continuar a santificar e a congregar seu povo em torno da mesa do altar, na celebração da Eucaristia que é Sacramento Dele e da Igreja, Ele quer continuar exercer a sua Verdade e a sua Misericórdia para com povo.

Que poderei retribuir ao Senhor Deus, por tão grande Graça que de nossa parte não merecemos, mas, recebemos por pura bondade e Misericórdia? Nós somos levados a retribuir a tão grande dádiva a tão grande Dom através do nosso serviço Sacerdotal, dedicado, generoso e alegre, Dom feito para toda Igreja e humanidade. Peço a todos as orações pelas vocações para que na Igreja não faltem sacerdotes que no futuro despertem boas e santas vocações.

Transcrição e adaptação: Simone Nunes (missionária Canção Nova) 

Sede os protagonistas da mudança. Usai a vossa vocação para construir um mundo melhor. É este o repto lançado este mês pelo Papa aos jovens de todo o mundo, na edição de abril de O Vídeo do Papa.

                                       Vocacional Canção Nova São Paulo 

Com imagens que fazem um paralelismo entre a atividade desportiva da moda, o cross-fit, e o contributo trazido por essa dedicação, o vídeo deste mês procura tocar os sentimentos da juventude, interpelando as novas gerações sobre o seu papel na sociedade: «Sei que vós, os jovens, não quereis viver na ilusão de uma liberdade que se deixa levar pela moda do momento… que desejais algo maior. É assim, ou estou enganado?», questiona o Sumo Pontífice.

Segundo estudos da ONU, no início de 2012, a população mundial superou os 7 mil milhões, sendo mais de metade deste número (50,5%) constituída por pessoas com menos de 30 anos. Este documento define os jovens como «fator determinante nas mudanças sociais, no desenvolvimento económico e no progresso técnico. A sua imaginação, os seus ideais, as suas perspetivas e a sua energia são imprescindíveis para o desenvolvimento das sociedades em que vivem».

A propósito da intenção deste mês, o diretor internacional da Rede Mundial de Oração do Papa e do Movimento Eucarístico Juvenil (MEJ), P. Frédéric Fornos, sj, lembra que «na sua mensagem aos jovens para as Jornadas Mundiais da Juventude de 9 de abril de 2017 (preparando o encontro no Panamá – JMJ 2019), o Papa Francisco animou-os a “melhorar o mundo”, a “deixar um sinal que marque a história”. Agora, no seu vídeo mensal, manifesta a sua confiança nas capacidades dos jovens e na sua generosidade; anima-os a responder à sua vocação e a mobilizar-se pelas grandes causas do mundo», nota o P. Frédéric Fornos, s.j.
Fonte: Rede Mundial de Oração do Papa 

UNIVERSAL

Por todos os que vivem em provação, sobretudo os pobres, os prófugos e os marginalizados, para que encontrem acolhimento e conforto nas nossas comunidades.

ESPECIAL

Rezemos pelas crianças que estão em perigo devido à interrupção da gravidez e também pelas pessoas em fim de vida.

ORAÇÃO

Deus, nosso Pai e Pai de todos.

Ao ler o Evangelho,

chama a nossa atenção a preferência de Jesus pelos mais pequenos,

pelos pobres, os doentes,

os que são postos à margem da sociedade.

Manifestou, mesmo no meio de incompreensões,

a proximidade da tua misericórdia,

curando, perdoando,

chamando cada um a fazer de novo parte da comunidade.

Nestes tempos em que tantos pobres,

marginalizados,

pessoas em busca de uma vida melhor batem às nossas portas,

passam nas nossas ruas,

pedimos que não tenhamos um coração endurecido e indiferente

às suas necessidades.

A comunidade cristã é o primeiro lugar do acolhimento.

Dá-nos, Senhor, a graça e a coragem de acolher a todos, como Jesus.


 DESAFIOS PARA ESTE MÊS:

– Num tempo em que se vivem tantos receios e resistências ao acolhimento dos refugiados no nosso país, procurar ganhar distância da propaganda que exclui e ganhar maior consciência dos dramas humanos que estão por detrás destas migrações forçadas.

– Acolher ou colaborar com instituições que acolhem refugiados ou trabalham com os marginalizados da sociedade.

– Ao cruzar-se com algum pobre e marginalizado na rua, não o evitar nem desviar o olhar, mas ser capaz de ver nele um filho de Deus e um irmão.

Rede Mundial de Oração Papa Francisco 

” Meter à prova os espíritos, para ver se provêm verdadeiramente de Deus, mas o que é que significa meter à prova os espíritos? Não se trata de fantasmas ,trata-se de provar, ver o que é que se passa no meu coração, qual é a raiz do que sinto agora, donde vem? Isso significa meter à prova para experimentar “se o que sinto vem de Deus ou se vem de uma outra parte… do anticristo”

1214

“peçamos ao Senhor, a graça de conhecer bem o que é que se passa no nosso coração, o que é que nos agrada fazer, isto é, aquilo que mais me toca o coração, se é o espírito de Deus que me leva ao serviço dos outros ou se é o espírito do Mundo que roda à volta de mim mesmo, à volta do fechar-me em mim mesmo, dos meus egoísmos, a tantas outras coisas… Peçamos a graça de conhecer o que é que se passa no nosso coração. ‘

Homilia do Papa

Fonte: Radio Vaticana