“É bom ficarmos aqui”: a Festa da Transfiguração do Senhor

“Jesus levou consigo Pedro, João e Tiago, e subiu à montanha para orar. Enquanto orava, seu rosto mudou de aparência e sua roupa ficou branca e brilhante”. MT 17,1-2

Cristãos locais participam da missa solene presidida por Frei Francesco Patton, ofm, Custódio da Terra Santa

Na noite anterior, um grupo se reuniu na porta da Basílica da Anunciação e subiu o monte, foram a pé até o Monte Tabor. 
Uma caminhada longa, mas vale a pena! Chegar lá no alto e poder exclamar como Pedro: “Mestre, é bom ficarmos aqui”.
Tradicionalmente, cristãos locais se dirigem à santa montanha a pé ou acampam, desde o dia anterior, no entorno da Basílica da Transfiguração. Na madrugada é um momento intenso de movimentação, orações e também de uma agradável convivência!
Às 5h da manhã eles participam da santa missa em árabe. 
Ao amanhcer, cristãos da Terra Santa, peregrinos e religiosos chegam para a missa solene. 

Após a celebração, todos prosseguem até a capela de estilo bizantino que recorda estas palavras:

“Ordenou-lhes que não contassem a ninguém o que tinham visto, até que o Filho do Homem ressuscitasse dos mortos” (Mc 9,9).

Agora, é levar a experiência da montanha, isto é, da intimidade para o cotidiano, em comunhão com a Igreja, a tenda de Deus em meio aos homens.

Que neste dia o Senhor possa te levar a uma profunda experiência e intimidade com Ele.

 

Cristãos na madrugada em direção ao Monte Tabor

 

Após a santa missa, procissão até a capela de estilo bizantino

 

 

 

 

Santa Missa

  

 

 

 

03. agosto 2018 · Comentários desativados em Mosteiro Muhraq · Categories: Lugares Santos · Tags: , , ,

No Monte Carmelo, a 480 metros acima do nível do mar, está o Mosteiro Muhraqa [PRONUNCIA-SE “MURRÁKA”], onde, segundo a tradição, o profeta Elias vivenciou o desafio contra os profetas de Baal.

Um lugar santo, importante para as três religiões, e que leva à profissão de fé no Deus Único.

O Mosteiro de Muhraqa, sob a guarda dos carmelitas descalços desde 1846, está a 480 metros acima do nível do mar, no Vale de Esdrelon ou de Jezreel. Em seu pátio, uma grande estátua do profeta Elias.

Nas laterais e saída da capela, em árabe e hebraico, o texto bíblico de Elias com os profetas de Baal. O sacrário se remete à narrativa em que Elias foi consolado por um anjo. O altar, composto por 12 pedras, faz memória aos versículos em que Elias construiu o altar do Senhor: “Tomou doze pedras, segundo o número das doze tribos saídas dos filhos de Jacó, a quem o Senhor dissera: Tu te chamarás Israel ” (1Rs 18,31).

Um santuário que leva à contemplação, inclusive no admirável panorama que abraça o Mediterrâneo e a Galileia. Elias, cuja missão era restaurar a aliança entre Deus e o povo de Israel, é protagonista de cenas marcantes das escrituras, como, por exemplo, quando foi levado aos céus num carro de fogo. Entretanto, também no Monte Carmelo, experimentou o Senhor na brisa suave. O inspirador da ordem carmelitana é considerado o “Pai dos contemplativos”.

 

Assista!

 

24. março 2018 · Comentários desativados em Seguindo os passos de Cristo · Categories: Lugares Santos, Semana Santa · Tags: , , ,

Da Cidade Santa – Jerusalém, a Canção Nova quer trazer até você os passos de Cristo.

Padre Arlon Cristian, missionário da comunidade Canção Nova na missão da Terra Santa, estará, na Semana Maior nos locais onde Jesus viveu e mudou a nossa história. A cada dia apresentaremos vídeos exclusivos com reflexões que te levarão a viver o mistério da Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus.

Você pode acompanhar também pelo face @cnterrasanta

Uma boa Semana Santa pra você!

17. abril 2014 · Comentários desativados em Santo Sepulcro, local da morte e Ressurreição de Cristo. · Categories: Lugares Santos, Semana Santa · Tags: , , , ,

No tempo de Jesus o lugar da crucificação era fora da cidade e ao mesmo tempo vizinho a porta da cidade de forma q a sua morte fosse visível, pela maior parte das pessoas. Isto é importante inclusive para nós, porque significa que muitos foram testemunhas da verdade desse evento.

Pe.Eugenio Alliatta, OFM Arqueologista Studium Biblicum Franciscanum/Jerusalem nos ajudará nesta reflexão.

Assista este vídeo e confira

 

Uma ótima semana santa!

16. janeiro 2014 · Comentários desativados em A estrela do Oriente · Categories: Lugares Santos · Tags: , , , ,

imagesQF1PGNL6Os santos foram homens e mulheres que não tiveram medo de entregarem a própria vida a Cristo numa continua entrega de amor! Foram e são nossos heróis na fé! Convido você a embarcar nesta viagem rumo a Terra Santa para conhecer a vida de uma grande mulher que aqui viveu.
Seu nome de Batismo Maria Baouardy, conhecida mais pelo seu nome Religioso Maria de Jesus Crucificado, ou Miriam Carismática, Miriam do Espírito Santo e aqui na Terra Santa popularmente chamada “A pequena Árabe”. Miriam Nasceu em 05 de Janeiro de 1846 na pequena Cidade de Ibillin que fica entre Nazareth e Haifa, filha de um fervoroso casa católico de Rito Melquita.

 

Seus pais por não poderem engravidar vão em peregrinação ate a Basílica da Natividade em Belém, lá eles pedem a Virgem Maria um Milagre, que se eles conseguissem engravidar e fosse uma menina eles a chamariam de Maria em honra a Virgem Santíssima. Como diz o grande São Bernardo “Nunca se ouviu dizer que alguém que tenha recorrido a Virgem Maria tenha sido por ela desamparado ou esquecido.” Ao voltarem pra Ibillim o milagre acontece! Para a surpresa de todos nasce a pequena Maria. Sua infância se passa tranquilamente na Galiléia ate os 3 anos de idade quando a Cruz bate a sua porta, perde seu pai inesperadamente. Antes de seu pai morrer ele á confia ao Patrocínio de São José, pedindo a ele que assuma o lugar de pai na vida dela, que ele não a deixe órfã. Dias mais tarde perde também sua mãe.

 

Então a pequena Miriam vai morar com os tios na cidade de Alexandria no Egito. Com 12 anos seu tio quer obrigá-la a casar-se, mas ela não aceita, pois em seu coração existe um grande desejo dar-se totalmente a Deus. Como seu tio não conseguia vencê-la começa a humilha-la e coloca-a como escrava, uma simples empregada da casa. Em meio a tantos sofrimentos ele decide escrever uma carta a seu irmão que vivia na palestina contando a ele todo o sofrimento que ela estava passando, por não saber escrever; vai ate um Muçulmano que era empregado do seu tio pedir pra ele escrever uma carta para o seu irmão. Quando ela começa a contar todo o sofrimento que passava o empregado do seu tio disse pra ela “Maria se você casar comigo você não vai sofrer tudo isso.” Ele tenta converter-la ao Islã, Mas ela diz “Jamais, sou filha da Igreja Católica, jamais serei muçulmana!”

O homem cheio de cólera tira da bainha uma espada e ferre a pequena jovem no pescoço, com um grande corte. Pensando que estivesse morta ele joga o corpo num lugar deserto e distante. Dias depois a pequena Miriam acorda dentro de uma caverna com uma senhora toda de Azul cuidando dela, ela dizia que era a freira de azul. Milagrosamente ela sobrevive! Anos mais tarde em um êxtase a Ir.Miriam descobre que a freira de Azul era Nossa Senhora. Durante o periodo de recuperação a senhora de azul cuidou da pequena Miriam,sendo verdadeiramente uma mãe para ela,um dia disse ela a Miriam na gruta “O livro da sua Vida não terminou de ser escrito” E que “Miriam iria para França e lá entraria num convento e depois se tornaria Filha de Teresa de Jesus”.

Miriam então embarca rumo a França a Cidade de (Marselha) lá ela conhece a Congregação das Irmãs de São José da Aparição, entra no noviciado da Congregação tendo apenas 19 anos. Durante o período de noviciado coisas estranhas começam a acontecer com a jovem Miriam, Dons extraordinários como (Êxtases, levitações, e os estigmas, duas vezes por semana ela revive a paixão do Senhor em sua carne, falava em línguas estranhas – Dom de Línguas) Depois de 2 anos intenso de Noviciado ela não é aceita para fazer a profissão Religiosa e é convidada a deixar a congregação pois não poderia permanecer com estes dons dentro de uma vida religiosa ativa. A Divina Providência leva Miriam ao Carmelo de Pau, entrando nele em Junho de 1867. Cumprindo assim a profecia da senhora de Azul. Recebe o nome religioso de Ir. Miriam de Jesus Crucificado, pois toda a sua vida esta relacionada com a paixão de Cristo.
No dia 21 de Novembro de 1876 funda o Carmelo na cidade de Belém, cumprindo seu grande desejo de fundar um Carmelo na sua Terra.Ela ao chegar a Cidade de Belém diz “Aqui começou tudo na minha vida e aqui se findará tudo.” Verdadeiramente uma profecia, pois ela só viveu 3 anos aqui na Terra Santa como Carmelita. Ir.Miriam se dedicava aos trabalhos mais humildes era semi-analfabeta, não sabia escrever o Árabe.

A Beata Miriam viveu uma vida de escondimento, trabalho, silencio e oração. Se ofereceu como uma vitima oblativa ao sacrifício de Cristo Crucificado. Ela teve a mesma Graça que sua Santa Fundadora, o Dom da “Transverberarão do Coração” Teve o coração transpassado pela lança, transpassado de amor! Um dia ao colocar um pano branco em cima do coração, sai estampado no pano pelo sangue que escoria da ferida causada pela lança uma cruz e em baixo da Cruz as letras do Santíssimo nome de Jesus. Um dia a Ir.Miriam trabalhando no Carmelo em Belém cai de uma escada e parte um braço. A gangrena vai avançando rapidamente e no dia 26 de Agosto de 1878 morri aos 32 anos.

Foi Beatificada no dia 13 de Novembro de 1983 pelo Papa João Paulo II. Seu corpo foi sepultado no Carmelo em Belém e seu coração no Carmelo de Pau na França. Uma Beata genuinamente Árabe, filha desta Terra, filha deste povo! Miriam de Belém, Miriam da Terra Santa, enfim Miriam da Igreja!

José Dimas – Missionário da Canção Nova Terra Santa

 

Confira vídeo sobre a Beata Miriam no Carmelo onde ela viveu!