22. julho 2018 · Comentários desativados em 22 de julho, dia de Santa Maria Madalena · Categories: Especial · Tags: , , ,

De Magdala, lugar do encontro de Maria Madalena com Jesus, padre Arlon Cristian da comunidade Canção Nova aqui na Terra Santa, reza em especial por todas as mulheres.

 

22. julho 2018 · Comentários desativados em 22 de julho, dia de Maria Madalena · Categories: Especial · Tags: , , ,

Por 12 vezes o Novo Testamento cita o nome “Maria Madalena”; este nome Maria era um nome muito comum naquela época inclusive este era o nome da Mãe de Jesus. Maria Madalena, ou Maria de Magdala, recebe este nome ou sobrenome, para alguns, apelido, exatamente por causa deste lugar, Magdala, lugar onde ela nasceu. 

 

Apesar de nos evangelhos não encontramos uma referência direta sobre Maria Madalena como sendo uma prostituta é, se não provável ao menos “possível” que ela tenha tido seus muitos e graves pecados… pecados que os evangelhos preferiram deixar ocultos e velados, como quando fazemos uma confissão sacramental `a um sacerdote…
Maria, chamada Madalena, da qual haviam saído sete demônios”, estes sete demônios segundo a interpretação de São Gregório Magno, Doutor da Igreja, são também os sete pecados capitais: Avareza, gula, luxuria, inveja, preguiça, ira e orgulho (soberba).
Podemos ver na foto o que talvez seja o mais lindo mosaico em relação ao momento em que Jesus expulsava os sete (07) demônios de Maria Madalena.

Seis (06) demônios representados por seis (06) espíritos negros e uma grande serpente, referência a antiga serpente do Jardim do Éden…

 

 

 

Sua roupa, vestes femininas, que outrora, foram vestes de sedução, vão pouco a pouco dando lugar as vestes de salvação, referencia a veste nupcial de Mateus 22, 11 são vestes do homem novo, Efésios 4,24 “e no seu caso das vestes da mulher nova”… 

 

   

Encontra nele “o rosto da misericórdia”(MV). Seu olhar misericordioso, era um olhar facinante , um olhar diferente. Seus olhos não eram como os dos outros homens, que enxergavam somente o lado de fora, ele, a enxergava por dentro… não era um olhar condenador, e muito menos sedutor, era o olhar de um Amor… um amor que ela ainda não conhecia, e agora, apaixonada estava. Não era uma paixão qualquer, era uma paixão com P maiúsculo, paixão com P de pureza, e de paraíso.

Maria Madalena encontra também “as mãos da misericórdia”, mão que apontava de forma diferente para ela, não como aqueles que a escolhiam para suas aventuras ou mesmo os que a condenavam. Aqui, a mão, o dedo de Cristo indicava quatro dimensões do amor de Deus. 

 

A primeira que o amor cria
Segundo, que o amor cura.
Terceira dimensão que o amor liberta.
A quarta dimensão é que o amor, chama.

Esse mal foi expulso da vida de Maria Madalena, e a Salvação de Jesus a transformou em uma mulher livre, feliz e restaurada…

Assim, o Senhor quer fazer com você hoje!