Família-Feliz-

Por Reinaldo Azevedo

Escolas de SP acabam com “O Dia das Mães” e instituem o “Dia dos Cuidadores”. Viva o fim da família, prefeito Fernando Haddad!

Pois é, pois é… Recebi na Jovem Pan a informação de um pai indignado, morador de São Mateus, na Zona Leste de São Paulo. Na semana passada, as instituições públicas de ensino em que seus filhos estudam deixaram de comemorar o tradicional “Dia das Mães” para celebrar o inovador “Dia de quem cuida mim”. Continue lendo…

Sobre 3 pontos a Igreja Católica nunca vai abrir mão:

  1. A defesa da vida humana desde a concepção até a morte natural
  2. A manutenção do matrimônio formado por um homem e uma mulher
  3. O direito dos pais cristãos de educarem os  filhos segundo os próprios valores

Muito bem, quero falar sobre o direito nº 3, e que está sendo colocado em jogo  pela  famigerada “Lei da palmada”, que é o mais escancarado desrespeito do governo aos direitos individuais do cidadão e da liberdade dos pais em educarem seus filhos.

Se essa lei for sancionada estará inaugurado no Brasil o processo de tomada da guarda dos filhos pelo Estado, como já acontece, por exemplo, na Alemanha onde pais cristãos já foram, aos montes, condenados à prisão por não permitirem que seus filhos participassem de aulas sobre ”Educação sexual” do Governo. Já escrevi sobre isso; Veja matéria.

O problema quando se discute sobre essa lei é que sempre tem aqueles que não fazem a leitura de todo o contexto do que envolve o assunto e começam a confundir palmada com espancamento, cuja  punição já é prevista no Código Penal Brasileiro e precisa ser cada vez mais cumprida, totalmente diferente é a palmada. Continue Lendo…

Cristão é condenado a morte no Irã por…ser cristão.

.

_______________________________________________________________________________

Este caso reacende a discusão da perseguição  contra os cristãos em todo mundo.

Atualmente os cristãos são o grupo mais perseguido no mundo, o que  foi  denunciado recentemente pelo representantes da Igreja Católica na ONU, Dom Migliore.

Recentemente, Asia Bibi, a Cristã Católica presa e condenada à morte no Paquistão escreveu para sua família e entre as frases estava essa:

“Somos cristãos e pobres, mas nossa família é um sol (…). Não sei ainda quando me enforcam, mas fiquem tranqüilos meus amores, irei com a cabeça bem alta, sem medo, porque estarei em companhia de Nosso Senhor e com a Virgem Maria, que me acolherão em seus braço

Veja a carta de Asia Bibi à sua família: http://www.acidigital.com/noticia.php?id=23201

Asia Bibi

Família de Asia Bibi

Saiba mais sobre o caso Asia Bibi: http://blog.cancaonova.com/tiba/2011/04/14/esta-catolica-foi-condenada-a-morte-por-blasfemia-pelos-islamicos-do-paquistao-quem-ergue-a-voz-em-sua-defesa/


Taciana foi linda a vida inteira a única loira de olhos verdes lá de casa e se destacava também pelo nariz bem modelado e os dentes todos lindos que ficavam ainda mais lindos no sorriso sempre pronto e espontãneo! Era única na personalidade também! Taciana era uma das minhas 3 irmãs e faleceu a 7 anos atrás deixando uma saudade imensa nessa família mineira, grudenta e apegada às coisas boas! Minha  mãe? maternidade mais forte nunca vi, teve 5 e se lamentava de não ter tido mais um entre eu e minha irmã; Minha mãe sofreu muito com a morte de minha irmã e dessa mulher das dores saiu esta poesia:

.

.

Imaginação

Faço de contas que voce está aqui

Olho pro espelho

E te vejo sorrir

Coloco meu rosto triste em suas claras mãos

Afago seus cabelos com amor

Abotou seu casaco

Que calor!

E calço seus sapatos em você

Faço de contas que você está aqui

Coloco seus brincos

E por querer deixo cair

Apanho em seu colo a jóia rara

E falo que vai sumir

Você ri…

Eu choro…

Não existe brinco…

Nem jóias raras…

Nem sapatos…

Nem casaco…

Nem você…

……………………………………………………………………………………………………………….Carmélia Manata Camargos

.

.

.

____________________________________________________________________________________________

Aprovado Estatuto do Nascituro na comissão de Seguridade e família.

Deputada faz declaração fortíssima e emociona a muitos no parlamento:

Nasci depois de um estupro. Não posso ser a favor do aborto!” – Deputada Fátima Pelaes durante reunião que aprovou o Estatuto do Nascituro na Comissão de Seguridade e Família, na última quarta-feira, 19.

Para isto Fátima nasceu. A menina que veio à luz num presídio misto e lá viveu por três anos após um ato de violência sexual sofrido por sua mãe. Fátima Pelaes, deputada amapaense, militante pelas causas das mulheres, crianças e adolescentes! Ela relatou a CPI sobre o extermínio de crianças e adolescentes (1992), presidiu a CPI que investigou a mortalidade materna no Brasil (2000/2001) e criou a lei, de 2002, que estendeu a licença-maternidade para mães adotivas.

Mas o melhor de Fátima estava por vir. Aconteceu ontem, durante a sessão da Comissão de Seguridade e Família, na Câmara Federal, quando estava em pauta o Estatuto do Nascituro.

Foram quatro horas de discussão! Quatro horas evitando que o projeto de lei fosse rejeitado… Quatro intensas horas de resistência psicológica ante as provocações das abortistas enfurecidas com um projeto que se for sancionado pelo presidente da república terá o poder de paralisar as ações contrárias ao bem-estar da mãe e do bebê.

Os deputados pró-vida defenderam a urgência da aprovação do projeto. Os deputados abortistas aterrorizaram a todos denunciando – sempre falsamente – que o Estatuto do Nascituro tinha por objetivo criminalizar as mulheres e revogar o Artigo 128 do Código Penal, que autoriza o aborto praticado por médico em casos de estupro e de risco de vida para a mãe.

Fátima tomou do microfone e contou ser fruto de um estupro realizado dentro da prisão. Sua mãe quis abortá-la, a princípio, mas decidiu por sua vida e para isto ela nasceu: para que sua história pudesse salvar a história de muitos outros, muitas outras.

Quando ela acabou de falar, todos estavam chorando, emocionados. O deputado Arnaldo Faria de Sá tomou o microfone e convocou uma resposta à altura do depoimento de Fátima: “Senhores, depois deste testemunho como não ser a favor da vida dos nascituros?”

Foi aprovado o Estatuto do Nascituro na Comissão de Seguridade Social e Família. Agora o projeto dos deputados Luiz Bassuma e Miguel Martini segue para a Comissão de Finanças e Tributação e depois para a Comissão de Constituição. Sendo aprovado por lá o projeto é encaminhado para votação no plenário e por último é entregue para sanção do presidente da república.

O projeto define o direito à vida desde à concepção e protege o nascituro contra qualquer forma de discriminação que venha privá-lo de algum direito mesmo em razão de deficiência física ou mental, ou ainda por causa de delitos cometidos por seus genitores.

Assim votou a relatora do projeto, deputada Solange Almeida:

Portanto, o projeto de lei em exame, com os aperfeiçoamentos constantes do presente substitutivo, pretende tornar realidade esses relevantes objetivos, quais sejam, os de proteção e promoção da pessoa humana em sua fase de vida anterior ao nascimento, quando é designada pelo termo “nascituro”, com todas as benéficas repercussões para o futuro de sua vida. Isso interessa não só ao indivíduo e sua família, mas também à nação. Parece evidente, pois, sua plena compatibilidade com os objetivos fundamentais da República, nos termos estabelecidos no art. 3º, itens I a IV, da Constituição Federal.

Os esforços continuam. Obrigado por ter mobilizado seu deputado federal! Obrigado pelas orações e pela disponibilidade… Obrigado a todos que estiveram envolvidos diretamente com a votação do projeto de lei, lá em Brasília. E a tantos outros que simplesmente assumiram a belíssima missão de difundir a cultura da vida.

Fonte: O possível e o Extraordinário

e Agência Câmara

.

.

.

_____________________________________________________________________________

Estamos com fome de amor

(Arnaldo Jabor)


O que temos visto por ai ???
Baladas recheadas de garotas lindas, com roupas cada vez mais micros e transparentes.

Com suas danças e poses em closes ginecológicos, cada vez mais siliconadas, corpos esculpidos por cirurgias plasticas, como se fossem ao supermercado e pedissem o corte como se quer… mas???

Chegam sozinhas e saem sozinhas…
Empresários, advogados, engenheiros, analistas, e outros mais que estudaram, estudaram, trabalharam, alcançaram sucesso profissional e, sozinhos…
Tem mulher contratando homem para dançar com elas em bailes, os novíssimos “personal dancer”, incrível.

E não é só sexo não!

Se fosse, era resolvido fácil, alguém dúvida?
Sexo se encontra nos classificados, nas esquinas, em qualquer lugar, mas apenas sexo!
Estamos é com carência de passear de mãos dadas, dar e receber carinho, sem necessariamente, ter que depois mostrar performances dignas de um atleta olímpico na cama … sexo de academia . . .

Fazer um jantar pra quem você gosta e depois saber que vão “apenas” dormir abraçadinhos, sem se preocuparem com as posições cabalisticas…
Sabe essas coisas simples, que perdemos nessa marcha de uma evolução cega.
Pode fazer tudo, desde que não interrompa a carreira, a produção…
Tornamo-nos máquinas, e agora estamos desesperados por não saber como voltar a “sentir”, só isso, algo tão simples que a cada dia fica tão distante de nós…..
Quem duvida do que estou dizendo, dá uma olhada nos sites de relacionamentos “ORKUT”, “PAR-PERFEITO” e tantos outros, veja o número de comunidades como: “Quero um amor pra vida toda!”, “Eu sou pra casar!” até a desesperançada “Nasci pra viver sozinho!”
Unindo milhares, ou melhor, milhões de solitários, em meio a uma multidão de rostos cada vez mais estranhos, plásticos, quase etéreos e inacessíveis, se olharmos as fotos de antigamente, pode ter certeza de que não são as mesmas pessoas, mulheres lindas se plastificando, se mutilando em nome da tal “beleza”…

Vivemos cada vez mais tempo, retardamos o envelhecimento, e percebemos a cada dia mulheres e homens com cara de bonecas, sem rugas, sorriso preso e cada vez mais sozinhos…
Sei que estou parecendo o solteirão infeliz, mas pelo contrário…
Pra chegar a escrever essas bobagens?? (mais que verdadeiras) é preciso ter a coragem de encarar os fantasmas de frente e aceitar essa verdade de cara limpa…
Todo mundo quer ter alguém ao seu lado, mas hoje em dia isso é julgado como feio, démodê, brega, famílias preconceituosas…

Alô gente!!! Felicidade, amor, todas essas emoções fazem-nos parecer ridículos, abobalhados…

Mas e daí? Seja ridículo, mas seja feliz e não seja frustrado…
“Pague mico”, saia gritando e falando o que sente, demonstre amor…
Você vai descobrir mais cedo ou mais tarde que o tempo pra ser feliz é curto, e cada instante que vai embora não volta mais…

Perceba aquela pessoa que passou hoje por você na rua, talvez nunca mais volte a vê-la, ou talvez a pessoa que nada tem haver com o que imaginou mas que pode ser a mulher da sua vida…
E, quem sabe ali estivesse a oportunidade de um sorriso a dois…
Quem disse que ser adulto é ser ranzinza ?

Um ditado tibetano diz: “Se um problema é grande demais, não pense nele…  E, se ele é pequeno demais, pra quê pensar nele?”
Dá pra ser um homem de negócios e tomar iogurte com o dedo, assistir desenho animado, rir de bobagens e ou ser um profissional de sucesso, que adora rir de si mesmo por ser estabanado…
O que realmente, não dá é para continuarmos achando que viver é out… ou in…
Que o vento não pode desmanchar o nosso cabelo, que temos que querer a nossa mulher 24 horas, maquiada, e que ela tenha que ter o corpo das frutas tão em moda, na TV, e também na playboy e nos banheiros, eu duvido que nós homens queiramos uma mulher assim para viver ao nosso lado, para ser a mãe dos nossos filhos…..

Queira do seu lado a mulher inteligente: “Vamos ter bons e maus momentos e uma hora ou outra, um dos dois, ou quem sabe os dois, vão querer pular fora, mas se eu não pedir que fique comigo, tenho certeza de que vou me arrepender pelo resto da vida”…

Porque ter medo de dizer isso, porque ter medo de dizer: “amo você”, “fica comigo”, então não se importe com a opinião dos outros, seja feliz!

Antes ser idiota para as pessoas que infeliz para si mesmo!

___________________________________________________________________________________

.

.

.

__________________________________________________________________________________

Matrimônio e filhos tornam o homem mais feliz, revela estudo britânico

DENVER, 15 Nov. 09 / 06:35 am (ACI).- Um estudo realizado por peritos da Universidade de Glasgow comprovou que contrair matrimônio e ter filhos aumenta a felicidade e a satisfação de viver.

Os resultados do Dr. Luis Ángeles foram publicados no Journal of Happiness Studies.

Segundo o perito, quando os entrevistados foram questionados sobre as coisas mais importantes em suas vidas, a maioria pôs a seus filhos ao início da lista.

Para as pessoas casadas de todas as idades e as mulheres casadas em particular, as crianças são sua maior satisfação e esta sensação aumenta segundo o número de crianças no lar.

Em troca, as pessoas solteiras ou separadas de seus casais que devem criar sozinhos os seus filhos reportam experiências negativas. Os meninos são vistos nestes casos como uma limitação para a vida social, a quantidade e o uso do tempo livre.

“Existe a tentação de acreditar que as crianças podem fazer-nos melhores pessoas só nas ‘condições adequadas’, um tempo na vida em que as pessoas sintam que estão preparados para a paternidade, ou ao menos deseja está-lo. Este momento pode chegar em etapas muito distintas para as pessoas, mas um sinal adequado deste enfoque pode ser o ato do matrimônio”.

__________________________________________________________________________________________

.

.

.

__________________________________________________________________________________________

Eduardo. Um jovem de 19 anos, que vivia uma vida como a de todo mundo. Porém, ele se encontrou com Deus, num desses retiros espirituais; Começou, então, a mudança no seu modo de ver o mundo e as pessoas, típica consequência de quem tem uma experiência de Deus!

Ele não possuía uma relação muito afetiva com seu pai. A frieza dessa relação era um pouco por culta do álcool na vida do pai.

Somente que algo incomodava Eduardo, ele nunca tinha dito: “Pai, eu te amo.”

Para quem não conhecia o coração daquele jovem, poderia parecer um incômodo quase sem importância, por estar na condição de filho, mas para ele, esta frase dizia muito mais que um termo poeticamente formulado; representava tudo aquilo que Eduardo guardava dentro dele, era uma espécie de gratidão, não só por aquilo que o pai havia feito, mas por aquilo que o pai representava. Ali, naquela frase, estava contida a história daquele menino, sua infância, sua existência e coisas que nem ele mesmo sabia dar nomes.

A falta de coragem de dizer a bendita frase olhando diretamente nos olhos de seu pai, não o fez recuar. Rasgando uma folha de caderno ao meio, pegou uma caneta e fez um bilhetinho para seu pai dizendo o que precisava ser dito, e no final, a frase: “Pai eu te amo”.

Ele colocou o bilhetinho dentro da mala do pai, que estava pronta para uma viajem, e se retirou.

O tempo passou, seu pai chegou de viagem e quando Eduardo entrou no escritório de seu pai, olhou para a parede e lá estava a tal carta posta numa moldura feito Obra de arte.

Nossa mente consegue então, entrar um pouco no coração daquele pai, que não conhecia outra forma de dizer para seu filho que  também o amava, a não ser tornando obra rara e preciosa, aquele bilhetinho de folha de papel rasgado ao meio.

Depois que Eduardo entregou o bilhete, no prazo de dois meses, seu pai descobriu um câncer e veio a falecer. Por pouco, por muito pouco  a frase deixa de ser dita

Eduardo disse à tempo para que nós nos perguntássemos :Será que não estou perdendo o meu tempo?

Tiba Camargos

Comunidade Canção Nova

Dedicado à Eduardo Rivelli, um grande amigo.

Se você mostra para uma criança a janelinha do avião em pleno vôo , ela terá uma visão que nunca teve do mundo. Eu me lembro quando eu tinha meus 5 anos de idade e pensava que o fim do mundo era lá na casa da Ângela do Milton. Eu que não tinha muita noção de realidade,ficava impressionado como era longe aquele lugar; Minha nossa!!!.

Assim também quando encontramos com Jesus, que é a Verdade, nossa visão muda sobre tudo. Começamos a enxergar coisas que não enxergávamos, e perceber o que não percebíamos.

Isso é bom, porém, corremos o risco de ficarmos críticos demais, só enxergando, incomodados, tudo o que não é correto. Então no aniverssário daquele primo a gente sofre, porque parece que tá tudo errado e a gente se sente um E.T. quando a família reúne.

Família será sempre família. A gente pode ser o“santinho”para os de fora, mas dentro de casa a gente é o chulezento, não tem jeito. Em família eles nos apelidam e não estão nem aí! Eles sabem dos nossos defeitos que o grupo de oração não sabe; eles nos conhecem e não querem nem saber se a gente é pregador, cantor ou encanador, pra eles tanto faz. É o lugar privilegiado pra gente ser a gente mesmo. Na família, o padre tira o clegimam, o médico veste preto e o juiz tempera a carne.

Entre os nossos familiares não temos que ficar dando lições de moral, mas mostramos com a vida, com as atitudes que fizemos uma opção diferente.   Então perceberão que a gente é amigo de todos, conversamos com todos, somos felizes e amáveis, mas não caimos no papo da infidelidade, palavrões, fofocas e piadas sujas.

Perceberão que a gente não é nenhum E.T., apenas optamos por Cristo; e isso não nos faz … verdinhos.

.

.

.

___________________________________________________________________________________________________