O que a Igreja diz sobre a união civil homossexual

O que a Igreja diz sobre a união civil homossexual

Se faz urgente tratar desse tema, uma vez que, não raro, nos deparamos com opiniões completamente equivocadas sobre o assunto. Até aí sem novidades… se não viessem de pessoas muito “esclarecidas”. Temos que reconhecer, muitos cristãos ficam desorientados quando precisam emitir uma opinião sobre a união civil homossexual, por incrível que pareça.

É de conhecimento de todos que em 2011, no Brasil, houve a aprovação, pelo STF, da união civil homossexual e que representantes da Igreja se pronunciaram terminantemente contra essa decisão, porém, outros membros da Igreja, entre eles, alguns de grande expressão, se pronunciaram dizendo que não viam problema algum nessa aprovação pois eram apenas leis civis.

Ainda outros se posicionaram claramente a favor, fazendo a observação de que esse fato seria um direito dos homossexuais, o direito de reconhecerem a sociedade que existe entre eles, e que essa união precisaria estar civilmente amparada para que os homossexuais pudessem garantir seus direitos e que essa questão não era uma questão religiosa.
Não vou dizer o que eu, Tiba, acho, recorro ao posicionamento da Igreja, emitido por alguém um pouco mais capacitado que eu: Cardeal Joseph Ratzinger, quando Prefeito da Congregação Para a Doutrina Da Fé, em documento de publicação oficial da Congregação sob o Pontificado do Beato João Paulo II, com o título:
“CONSIDERAÇÕES SOBRE OS PROJETOS DE RECONHECIMENTO LEGAL DAS UNIÕES ENTRE PESSOAS HOMOSSEXUAIS”

Continue lendo