Décimo primeiro apelo da Mensagem de Fátima: “Jesus quer estabelecer no mundo a devoção ao meu Imaculado Coração”[1].

Estabelecer no mundo a devoção ao Coração Imaculado de Maria significa levar as pessoas a uma plena consagração de conversão, doação, íntima estima, veneração e amor. É, pois, neste espírito de consagração e conversão que Deus quer estabelecer no mundo a devoção ao Coração Imaculado de Maria.

Décimo primeiro apelo da Mensagem de Fátima: “Jesus quer estabelecer no mundo a devoção ao meu Imaculado Coração”

Imaculado Coração de Maria

Todos sabemos o que representa, numa família, o coração da mãe: é o amor! Na verdade, é o amor que leva a mãe a desvelar-se junto do berço do filho, a sacrificar-se, a dar-se, a correr em defesa do filho. Todos os filhos confiam no coração da mãe, e todos sabem que tem nele um lugar de íntima predileção. O mesmo se passa com a Virgem Maria. Assim diz a Mensagem: “O meu Imaculado Coração será o teu refúgio e o caminho que te conduzirá até Deus”[2]. O Coração de Maria é, portanto, para todos os seus filhos, o refúgio e o caminho para Deus. Continue lendo…

Meditemos sobre a presença da Virgem Maria nos três Pentecostes, que dizem respeito a mistérios da vida de Jesus Cristo.

A Santíssima Virgem Maria esteve presente em três Pentecostes, ou seja, em três derramamentos do Espírito Santo, que foram de singular importância no desígnio de salvação da humanidade. Esta presença da Mãe de Deus nessas manifestações do Espírito não somente evidencia um desígnio divino com relação ao mistério de Jesus Cristo, seu Filho amado, mas também quanto ao mistério da Igreja de todos os tempos.

Meditemos sobre a presença da Virgem Maria nos três Pentecostes, que dizem respeito a mistérios da vida de Jesus Cristo.

O Pentecostes no Cenáculo em Jerusalém

Neste primeiro Sábado do mês de Junho, que precede a Solenidade de Pentecostes, é significativo que meditemos sobre estes três mistérios, especialmente para aquelas pessoas que praticam a Devoção dos Primeiros Sábados em reparação das ofensas cometidas contra o Imaculado Coração de Maria. Continue lendo…

Saiba por que o oferecimento a Deus se identifica com a reparação e a consagração ao Imaculado Coração de Maria.

Há 100 anos, Nossa Senhora do Rosário perguntou aos três Pastorinhos de Fátima e continua a perguntar a cada um de nós: “Quereis oferecer-vos a Deus?”[1].

Segundo as palavras da Virgem Maria, em Fátima, a reparação das blasfêmias contra o Seu Coração Imaculado é idêntica à entrega do homem a Deus em sacrifício para a salvação dos homens. Por isso, o homem não pode prestar ao Coração Imaculado de Maria outra reparação que não seja a entrega total de si próprio a Deus, em sacrifício de adoração; nisto consiste exatamente a reparação das injúrias dos homens contra o Coração Imaculado de Maria, porque estas atingem diretamente o próprio Deus através de Maria.

Saiba por que o oferecimento a Deus se identifica com a reparação e a consagração ao Imaculado Coração de Maria.

Nossa Senhora do Rosário de Fátima

Consagração, reparação e santificação são a mesma realidade; realizam-se na adoração pelo oferecimento do próprio eu ao Deus-Amor. Consagrar-se a Deus é obrigatoriamente reparar e deixar-se santificar interior e exteriormente, em todas as dimensões da personalidade. Continue lendo…

Meditemos sobre a Páscoa do Senhor Jesus Cristo neste ano dedicado especialmente a Virgem Maria.

Neste Tempo Pascal deste Ano Mariano, no qual comemoramos os 300 anos de Aparecida e os 100 anos das aparições de Fátima, meditemos sobre a Páscoa de nosso Senhor Jesus Cristo e à luz da fé inabalável da Santíssima Virgem Maria. Esta meditação torna-se ainda mais significativa e oportuna, pois estarmos comemorando a Páscoa neste mês dedicado a Nossa Senhora. Além disso, foi justamente no dia 13 de Maio que a Senhora do Rosário apareceu aos Três Pastorinhos de Fátima, Portugal.

Meditemos sobre a Páscoa do Senhor Jesus Cristo neste ano dedicado especialmente a Virgem Maria.

Aparição de Jesus ressuscitado a Virgem Maria

Esta meditação torna-se ainda mais especial se praticamos a Devoção dos Primeiros Sábados, em reparação das ofensas cometidas contra o Imaculado Coração de Maria. Pois, uma dessas práticas reparadoras é a meditação de 15 minutos a respeito de um ou mais mistérios do Santo Rosário. Este texto que se segue, uma transcrição e adaptação de um vídeo do Padre Paulo Ricardo sobre “A fé de Maria no Ressuscitado”, pode nos ajudar a meditar sobre a Páscoa de nosso Senhor Jesus Cristo, que a Igreja Católica comemora durante cinquenta dias. Continue lendo…

Meditemos com Santo Afonso Maria de Ligório o mistério das dores e da morte do Senhor Jesus Cristo.

Na proximidade da Semana Santa, é muito oportuno que meditemos sobre o mistério doloroso da morte de nosso Senhor Jesus Cristo. Primeiramente, é conveniente meditarmos sobre o mistério da dor e da morte de Jesus, por que Ele sofreu e morreu por amor a cada um de nós em particular. Pois, sendo Deus, Jesus conhece os nossos corações e, apesar de nossas misérias e fraquezas, quis entregar-Se e morrer por amor a nós!Meditemos com Santo Afonso Maria de Ligório o mistério das dores e da morte do Senhor Jesus Cristo.

Neste primeiro sábado do mês de Abril, esta meditação sobre o sofrimento e a morte de Jesus Cristo torna-se especialmente oportuna na prática da devoção reparadora das ofensas cometidas contra o Imaculado Coração de Maria. Pois, por essa devoção consolamos o Coração amoroso de Jesus Cristo, que tanto padeceu por nossos pecados, inclusive pelas ofensas contra sua Mãe Santíssima. Sendo assim, meditemos com piedade o mistério da paixão e morte de nosso Senhor Jesus Cristo na intenção da reparação das ofensas contra o Imaculado Coração de Maria. Continue lendo…

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com