jan
21

Dia de Santa Inês

Festa de Santa Inês

Ainda não preparada para o sofrimento

e já madura para a vitória!

Santa Inês

Santa Inês

Celebramos o natalício de uma virgem: imitemos sua integridade; é o natalício de uma mártir: ofereçamos sacrifícios. É o aniversário de Santa Inês. Conta-se que sofreu o martírio com a idade de doze anos. Quanto mais detestável foi a crueldade que não poupou sequer tão tenra idade, tanto maior é a força da fé que até naquela idade encontrou testemunho.

Haveria naquele corpo tão pequeno lugar para uma ferida? Mas aquela que quase não tinha tamanho para receber o golpe da espada, teve força para vencer a espada. E isto numa idade em que as meninas não suportam sequer ver o rosto zangado dos pais e choram como se uma picada de alfinete fosse uma ferida!

Santa Inês

Santa Inês de Roma

Mas ela permaneceu impávida entre as mãos ensanguentadas dos carrascos, imóvel perante o arrastar estridente dos pesados grilhões. Oferece o corpo à espada do soldado enfurecido, sem saber o que é a morte, mas pronta para ela.

Levada à força até os altares dos ídolos, estende as mãos para Cristo no meio do fogo, e nestas chamas sacrílegas mostra o troféu do Senhor vitorioso. Finalmente, tendo que introduzir o pescoço e ambas as mãos nas algemas de fero, nenhum elo era suficientemente apertado para segurar membros tão pequeninos.

Novo gênero de martírio? Ainda não preparada para o sofrimento e já madura para a vitória! Mal sabia lutar e facilmente triunfa! Dá uma lição de firmeza apesar de tão pouca idade!

Uma recém-casada não se apresaria para o leito nupcial com aquela alegria com que esta virgem correu para o lugar do suplício, levando a cabeça enfeitada não de belas tranças mas de Cristo, e coroada não de flores mas de virtudes.

Todos choram, menos ela. Muitos se admiram de vê-la entregar tão generosamente a vida que ainda não começara a gozar, como se já tivesse vivido plenamente. Todos ficam espantados que já se levante como testemunha de Deus quem, por causa da idade, não podia ainda dar testemunho de si.

Afinal, aquela que não mereceria crédito se testemunhasse a respeito de um homem, conseguiu que lhe dessem crédito ao testemunhar acerca de Deus. Pois o que está acima da natureza, pode fazê-lo o Autor da natureza.

Quantas ameaças não terá feito o carrasco para incutir-lhe terror! Quantas seduções para persuadi-la! Quantas propostas para casar com algum deles! Mas sua resposta foi esta:

“É uma injúria ao Esposo esperar por outro que me agrade. Aquele que primeiro me escolheu para si, esse é que me receberá. Por que demoras, carrasco? Pereça este corpo que pode ser amado por quem não quero!” Ficou de pé, rezou, inclinou a cabeça.

Mártirio de Santa Inês

Mártirio de Santa Inês

Terias podido ver o carrasco perturbar-se, como se fosse ele o condenado, tremer a mão que desfecharia o golpe, e empalidecerem os rostos temerosos do perigo alheio, enquanto a menina não temia o próprio perigo.

Tendes, pois, numa única vítima um duplo martírio: o da castidade e o da fé.

Inês permaneceu virgem e alcançou o martírio.

 

Que Santa Inês nos inspire a fé e a coragem. Santa Inês, rogai por nós

Canção Nova Brasília

Texto tirado do Tratado sobre as Virgens, de Santo Ambrósio…

 

 

jan
19

Grupo Jovens Sarados

Você #jovem que procura um lugar para estar com os amigos, venha participar do Grupo “Jovens Sarados”.

Todos os sábados, 16h30 na Pároquia Imaculado Coração de Maria, QNC 12 Area Especial, Taguatinga Norte.
Venha rezar, se divertir e partilhar de um ambiente sádio e de muita alegria.
Jovens Sarados Brasília – Canção Nova

Canção Nova Brasília

jan
16

1º Aprofundamento de 2015

Aprofundamento da Divina Misericórdia

Dias 07 e 08 de Março

Dias 07 e 08 de Março

“A misericórdia divina é fonte de milagres”

Um grande aprofundamento para você. Aprofundamento da Divida Misericórdia, com presenças de Ricardo e Eliana Sá. Dias 07 e 08 de Março.

Faça a sua inscrição nas lojas Canção Nova Brasília.

Local: Salão da Paróquia ‘Verbo Divino’ SQN 609

Participe conosco.

Informações: (61) 3252-7050

Canção Nova Brasília

jan
07

Agenda Canção Nova

Fevereiro na Canção Nova Brasília

Fevereiro inicia com novos momentos de oração para você. Um momento para estarmos juntos e rezarmos uns pelos outros.

1000 Ave-Marias

1000 Ave-Marias na Loja Canção Nova

Dia 07 de Fevereiro, sábado. A tradicional 1000 Ave-Marias. Um momento especial com a Virgem Maria, onde rezamos pelas suas intenções e as intenções da Canção Nova. Dia 07 de fevereiro  a partir das 8h, na capela da loja Canção Nova do Plano Piloto, W3 Sul 502 loja 39. Em frente ao Santuário Dom Bosco

1ª Missa do Clube da Evangelização

1ª Missa do Clube da Evangelização

Dia 12 de Fevereiro, quinta – Feira, a 1ª missa do Clube da Evangelização do ano de 2015. Um momento para rezarmos juntos e entregarmos o ano de 2015 nas mãos de Deus. Clamando por milagres e curas e entregando a Deus todas as nossas necessidades. Venha participar e traga a sua familia, amigos e vizinhos. Dia 12 de fevereiro 20h, no Santuário São Francisco de Assis na 915 Norte.

Não deixe de participar dos nosso encontros e momentos de oração. Esperamos por você.

Canção Nova Brasília

jan
02

Previsões para o seu 2015

Quero dar a você algumas previsões para o próximo ano.

- “Buscai o Reino de Deus e a sua justiça e tudo o mais vos será acrescentado”. (Mt 6, 33. )

- “Os que confiam no Senhor são como os montes de Sião que não se abalam”. (Sl 125,1)

- “Tudo concorre para o bem daqueles que amam a Deus”. (Rm 8,28)

- “Eu vos disse essas coisas para que em mim tenhais paz. No mundo tereis aflições, mas coragem, eu venci o mundo.” (Jo, 16,33 )

- “Estou convosco todos os dias até os fins dos tempos”. (Mt 28,20 ) Jesus está e estará conosco todos os dias do ano de 2015

Agora quero convidar você agora a fazer uma viagem até Belém. A partir do evangelho Lc 2, 16 – 21, em que conta a visita dos pastores ao menino Jesus, lá afirma que os que ouviram os pastores ficavam maravilhados.

Nesta passagem diz que os pastores foram as pressas comprovar o que os enviados de Deus anunciaram a eles. Eles sentiram o desejo de encontrar o que lhes foi anunciado, o sinal que veio do céu os provocou. Que neste ano sejamos apressados para estar com o Senhor, para ir onde Ele está. Seja através de um momento de oração, adoração, mas que tenhamos pressa para estar com o Senhor. Se você se arrastou espiritualmente no ano passado o Senhor quer que nos adiantemos, recuperemos o tempo perdido neste novo ano.

Bethlehem

Ícone da Natividade de Jesus – Belém

Continuando nossa viagem, chegamos à estribaria. Os pastores chegaram lá porque acreditaram nas promessas do Senhor. Ainda que tivesse demorado se realizar a vinda do Salvador. Eles acreditaram na mensagem do céu, na Palavra do anjo. Precisamos crescer no contato com a Palavra neste ano que se inicia.

Eles encontraram o recém-nascido deitado na manjedoura. A manjedoura é um cocho, local onde o boi come, ali era o bercinho de Jesus. Segundo santo Agostinho Jesus estava dentro do cocho para dizer a mim e a você que Ele é o nosso alimento para nos conduzir ao céu. Belém é a cidade do pão, mais tarde Jesus mesmo afirma ser o pão do céu. Neste novo ano devemos nos comprometer ao menos com a Missa dominical. Ele é o alimento que gera a vida eterna.

“Tendo o visto, contaram o que fora dito sobre o menino”. Os pastores deram testemunho daquilo que eles tinham escutado, nós também devemos testemunhar as graças do Senhor. “Todo aquele que se declarar por mim diante dos homens, eu me declararei por ele diante do meu Pai que está no céu” (Mateus 10, 32). Precisamos aprender com os pastores a testemunhar o que Deus realiza em nós. E isto com a vida, comportamento, palavras, que as pessoas vejam que você é diferente, que você foi alcançado pela graça de Deus. “Talvez a sua vida seja o único Evangelho que alguém consiga ler”. (Francisco de Assis)

Outro passo que quero te convidar é a voltar a se maravilhar. Muitas coisas, tem perdido o sentido para muitas pessoas, por causa dos grandes espetáculos midiáticos, pelas tecnologias perdemos a capacidade de nos maravilharmos com o menino que nasceu na manjedoura. Precisamos voltar a compreender, dar sentido a nossa fé, o que proporciona sentido a nossa vida, o secularismo tem roubado de nós a razão das coisas. Peçamos ao Espírito Santo que nos encha de sentido novamente.

Padre Roger Luís

Trecho da Homilia de Padre Roger Luís do dia 01/01/2015

 

 

via: cancaonova.com

dez
30

Projeto Dai-me almas

Celebramos os 98% e estamos ainda na LUTA pelos 100% deste mês de Dezembro.

 

dai_me_almas-DEZ2014

 

Contamos com sua ajuda e com sua oração.  Nos ajude uma vez mais… 

Clique aqui e veja as melhores formas…

Que Deus lhe pague.

 

dez
11

Novos Horários da Loja Canção Nova

 

lojanatal

Horarios Especiais

Aproveite este período natalino e compre presentes que evangelizam para seus amigos e parentes. As Lojas Canção Nova tem horários especiais durante este tempo. Visite-nos e nos ajude a evangelizar.

Loja Canção Nova Plano Piloto, aberta das 9h às 19h.

Loja Canção Nova Taguatinga, aberta das 9h às 20h.

Faça-nos uma visita…

Canção Nova Brasília

dez
08

Padre Jonas Abib: Feito tudo para todos

Padre Jonas Abib: Feito tudo para todos

Jakeline Megda D’Onofrio
Da Redação
pjonasjaneiro2007

Monsenhor Jonas Abib

“Anunciar o Evangelho não e glória para mim; é uma obrigação que se me impõe. Ai de mim, se eu não anunciar o Evangelho! […] Fiz-me fraco com os fracos, a fim de ganhar os fracos. Fiz-me tudo para todos, a fim de salvar a todos” (I Coríntios 9,16 e 22).

O lema sacerdotal “Feito tudo para todos” reflete a vida desse profeta da modernidade, cuja missão e obra são dedicadas inteiramente à propagação do Evangelho e do amor salvífico de Deus, sendo por isso chamado carinhosamente de “padre Jonas da Bíblia”. Um sacerdote da Palavra, escolhido por Deus para evangelizar por intermédio da música, dos livros, das pregações e dos meios de comunicação, cujos frutos para a Igreja e para o mundo são incontáveis. Ele narra, com muita emoção, a sua entrega ao chamado de Deus por meio do sacerdócio:

“Chegou, enfim, o grande momento da minha vida. Tudo havia sido preparado e ensaiado. Agora era o momento de entrar em cena e mostrar que todo o aprendizado tivera sentido. Tanto o aprendizado que veio das aulas, dos livros, como aquele que veio dos sinais. Sinais que me davam provas concretas da real existência de milagres. Estava ali para entregar-me. Uma entrega total, consciente. Uma entrega alimentada por tantas refeições de dores e de certezas, de pobreza e de bonança, de solidão e de acolhimento. Momentos que hoje são leves, mas que, na época, meu Deus, só o Senhor sabe pelo que passei”, testemunha.

Saiba um pouco da história do chamado ao sacerdócio do monsenhor Jonas

Aos 12 anos, ele passou a estudar no Liceu Coração de Jesus, pertencente à Congregação dos Salesianos, na capital paulista, e a trabalhar nas oficinas de artes gráficas, no setor de encadernação. E um senhor chamado José Pinto disse-lhe que havia vagas abertas para o seminário São Manoel de Lavrinhas (SP) e lhe passou a lista dos materiais necessários para o ingresso, na qual estava escrito que ele deveria levar dois sacos de roupas. Contudo, por um mal-entendido, os pais, ao lerem a lista, pensaram que ele precisaria de dois sacos cheios de roupas. Por isso ele diz ter chorado à noite inteira, sem esperança de ingressar no seminário, porque os pais eram pobres e não teriam condições financeiras de comprar tantas roupas, nem de mantê-lo lá. Segundo monsenhor essa foi a maior dor que ele sentira quando criança.

No outro dia o senhor José Pinto perguntou a ele: “Falou com seus pais?”. Jonas respondeu: “Meus pais são pobres e não têm dinheiro para encher um saco de roupas; imagine dois!”. Monsenhor conta que esse homem caiu na gargalhada, porque os dois sacos eram para ele colocar as roupas sujas. E assim se iniciava um tempo novo na vida daquele jovem garoto de apenas 12 anos de idade.

Preparação para a ordenação sacerdotal

Jonas Abib se programou para fazer dois dias de retiro para a ordenação. E no primeiro dia de retiro, no final do dia, seus pais, Sérgio Abib e Josepha Pacheco Abib, foram levar os seus paramentos e lhe dar a bênção. Ficaram ali com o futuro sacerdote conversando um pouco, recordando-se dos momentos marcantes e até mesmo do mal-entendido acerca dos dois sacos de roupa suja. Riram, choraram e se despediram. Monsenhor partilhou que não sabe dizer se o que o marcou foi aquele momento de lembrança ou a sua ordenação.

Padre Jonas: Feito tudo para todos

No total foram ordenados dezessete sacerdotes no dia 8 de dezembro de 1964, contando com ele, na Igreja de Nossa Senhora Auxiliadora, no Seminário São Manoel, da Congregação dos Salesianos de Lavrinhas (SP). Na hora dos ensaios para a cerimônia de ordenação, ele disse que estava na quarta fileira, no meio da turma, não seria o primeiro. Mas, quando se iniciou a chamada para a ordenação, o oficiante disse: “Jonas Abib”. Ele narra que não sabe o que acontecera para que o seu nome fosse o primeiro da lista e que ouvira essas palavras no seu coração: “Não viste tua doença? Foste o único com a certeza da ordenação. És o primeiro a ser ordenado entre os teus colegas”. Pois toda a sua vida havia sido marcada por milagres: do nascimento, quando sua mãe tivera complicações na hora do parto e recorreu à intercessão de São João Bosco, até a graça do tratamento correto e da cura do tracoma dos olhos, contraída aos dois anos de idade. E também ao ficar curado de um mal-estar que o deixava com fortes dores de cabeça e a visão turva, sem que os médicos descobrissem a causa, um pouco antes de ser ordenado.

Seus padrinhos de ordenação foram seu tio Santos e a tia Irene.

Já no primeiro dia de padre, ele foi o escolhido para fazer o discurso da ordenação. Deus já havia lhe dado o dom da eficácia da Palavra, conforme ele havia pedido ao Senhor, espelhando-se em Dom Bosco. E disse ter escolhido na última hora o lema sacerdotal: “Fiz-me tudo para todos” (I Cor 9, 22). Escreveu no seu convite de ordenação sacerdotal: “Jonas, sacerdote do Senhor, feito tudo para todos”.

Como esse grande homem de Deus mesmo diz: “Como tinha escolhido aquele lema, precisei colocá-lo em prática já no dia seguinte, atendendo ao pedido do meu colega. Não sou eu que mando, já que fui feito tudo para todos. Aí já estava delineada a minha missão. Meu modo de vida. Feito tudo para todos”.

Como dizemos na Canção Nova: “Deus fala nos fatos!”. A vida desse sacerdote do Altíssimo sempre foi uma entrega total para os seus filhos da Comunidade Canção Nova e para a Igreja. Sempre em busca da santidade para ser um bom pai espiritual a todos e, principalmente, para ser aquilo que Deus sonha: um sacerdote santo para um mundo novo. Um sacerdote cuja missão é preparar o povo de Deus para a segunda vinda de Cristo.


Celebremos como alegria a vida deste grande homem de Deus que nos indica dia após dia o caminho para o céu.

**texto copiado do portal: cancaonova.com

Posts mais antigos «

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com