“…Respondeu-lhe o Senhor: Marta, Marta, andas muito inquieta e te preocupas com muitas coisas; no entanto, uma só coisa é necessária; Maria escolheu a boa parte, que lhe não será tirada.”(Lc.10, 41-42)

O Evangelho nos apresenta esta duas figuras, aparentemente Marta está errada, mas não é isto, o erro está no exagero que leva ao ativismo.

Como errado também é a ociosidade: A esses indivíduos ordenamos e exortamos a que se dediquem tranqüilamente ao trabalho para merecerem ganhar o que comer. (II Ts. 3,12)

Penso que não existe certa nesta história. Devemos ser pessoas trabalhadoras que cumpre bem nossos ofícios diários, como também uma pessoa de oração que escuta atentamente a voz de Jesus. Nem no ativismo nem na ociosidade.

Nós, seres humanos, oscilamos muito. Por isso o equilíbrio é o segredo. E esta graça não é fruto de um esforço humano carnal.  Mas é dom do Espírito.

Be Sociable, Share!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *