Durante algum tempo os santos foram nos apresentandos como criaturas celestiais quase  “semi-anjos”…Esta é uma falsa imagem, pois com certeza todos os santos da Igreja viveram com profundidade sua humanidade, tiveram tentações, fraquezas e pecados. Porém, tiveram um grande diferencial, souberam em Jesus Cristo santificar suas vidas por uma busca sincera pela santidade.

Muitos pensam que para ser santo é preciso estar em um convento, mosteiro, ser padre ou freira, pertencer a uma comunidade de vida como a Canção Nova. É claro que estes lugares e funções propiciam àqueles que tem vocação e carisma um caminho certo de santidade. Mas é engano pensar que só nestes lugares se pode alcançar a santidade. Você pode ser santo no cotidiano da vida, como leigo e leiga, no seu jeito de ser, nas suas particularidades, na suas atividades, diversões e etc. Sendo um Santo de Calça Jeans.

O Beato João Paulo II nos aproximou desta dimensão da santidade. Mostrando-nos que é possível ser santo em nossos dias. Esta denominação Santo de Calça Jeans do Beato serve para caracterizar os santos deste novo milênio.

Ser santo não é utopia! Hoje mesmo, muitos estão dando a vida na busca da santidade pelo anuncio do Evangelho. Aqui junto a Relíquia do Beato João Paulo II, por sua intercessão, eu seja um verdadeiro santo de calça jeans.

Forte Abraço,

Ademir Costa


Eu graças a Deus pertenço a geração João Paulo II

Quem não se recorda daquele domingo,  no qual o Papa João Paulo II saiu na janela de seu quarto para proclamar o Angelus e não conseguiu pronunciar nenhuma palavra. Para mim esta foi a maior pregação da vida deste santo homem. Aquela imagem foi riquíssima em significado, porque apresentou o testemunho de quem consumiu toda sua vida pela causa do Evangelho mediante a Igreja.

Seguindo o exemplo deste homem, peço a Deus força para consumir a minha vida sem reservas pela causa do Evangelho.

Faltam 12 dias – Beatificação do Papa João Paulo II

Beato João Paulo II rogai por nós…