A palavra “Amigo” tem um significado bem subjetivo. Quer dizer bem pessoal. Cada pessoal pode dar uma definição pessoal da palavra “amigo”. Por isso, não discutirei sobre a sua opinião sobre o seu ponto de vista.

Eu fico com o significado bíblico que diz que: “Amigo fiel é poderosa proteção: quem o encontrou, encontrou um tesouro.” (Eclo. 6, 14)

Por isso, não se preocupe se você não tem milhares de amigos. Nem todos que fazem parte de nosso círculo de amizade serão nossos amigos. Não é preciso “forçar a barra” para se tornar amigo de alguém. Amigos de verdade é dom de Deus, quem diz que tem milhões de amigo é mentiroso. Repito, não é preciso forçar a barra para se tornar amigo de alguém.

O verdadeiro amigo é um fragmento precioso de nossa vida.

Confira mais com um especialista: http://blog.cancaonova.com/fragmentos/

“Não faço o bem que quero, mas faço o mal que não quero…” ( Rm. 7,19)

São Paulo, grande santo e apóstolo da Igreja, sofria com sua luta contra as tedências carne. Cada qual sabe qual é o seu espinho na carne.

Não venha ninguém querer me enganar querendo ser um “anjo” aqui na terra. Todos passamos por esta luta, até o próprio Senhor Jesus passou no Horto da Oliveiras.

Assim como o personagem “Smeagol ou Gollum”do filme O Senhor dos Anéis. Uma parte quer fazer o bem, a outra quer fazer o mal. É a luta constante do homem novo com o homem velho. O homem novo quer as coisas do alto, o homem velho quer os bens terrenos.

Devemos lutar contra o homem velho com a força do Espírito Santo, porque sem Ele é impossível vencer este bendito…

Caro irmão, o evangelho nos fala: “… onde está o teu tesouro, lá também está teu coração.”(Mat.6,21)

Qual é o seu “precioso”? As coisas do mundo – do homem velho ou as coisas do Céu – do homem novo.

O meu “precioso” é o Senhor Jesus…

 

Ontém em casa tivemos a graça de partilhar nossa história de salvação. E puder perceber o tesouro que é a vida de cada irmão e irmã, como Deus tece um fio de ouro que conduz a nossa vida. Nisto percebi também que não devo julgar ou falar mal dos irmãos. Ficar julgando os defeitos e limites do próximo.

Ouvindo a história de cada um além de ter sido cura para mim, pude compreender certas atitudes deles. Pude perceber nisto que não existem pessoas más, mas existem feridas. Ninguém é perfeito, caminhamos nesta vida na busca de restauração interior para alcançar a graça deste homem novo. Eu não estou pronto como exigir que o irmãos estejam…

Nesta partilha cresceu em meu coração o amor por cada um, por adentrar no sagrado dos meus irmãos.

Portanto, antes de julgar o seu irmão, procure conhecer sua história…