“Vai, ó preguiçoso, ter com a formiga, observa seu proceder e torna-te sábio: ela não tem chefe, nem inspetor, nem mestre; prepara no verão sua provisão, apanha no tempo da ceifa sua comida.”(Prov.6,6-8)

Certa vez, coloquei-me a observar o trabalho das formigas que estavam no quintal de casa. Fiquei impressionado que elas carregavam  folhas dezenas de vezes superior a seu corpo e percorriam distancias que para seres humanos seriam dezenas de quilômetros. Elas davam duro para sustentar a sua “comunidade”. As formigas se tornaram para mim exemplo de trabalho.

Assim também devo ser. Não posso ser um preguiçoso no serviço de Deus. Devo trabalhar como as formigas, carregando aquela pequena “folhinha” que talvez possa parecer insignificante na obra, mas juntando com a “folhinha” de cada um, o formigueiro se manterá na sua missão.

Portanto, vamos trabalhar como formigas para que a Boa Nova atinja os confins da Terra.

A Canção Nova é uma comunidade fundada por Deus para o Fim dos Tempos.

Aqui somos formados para viver esta expectativa escatológica. No início de nossa caminhada na comunidade, passamos por um período de um ano de intensa de formação, chamado Discipulado.

Neste tempo somos formados em período integral na nossa vida de oração, na vida fraterna e no trabalho santificado.

Trabalhamos em tudo o que é necessário na casa de formação, desde tocar, cantar, pregar o evangelho, mas também a rastelar a grama, capinar horta, varrer os pátios, limpar banheiros, lavar louças – muita louça, cuidar do chiqueiro etc… Em todos estas coisas fomos sendo moldados no carisma, ganhamos têmpera para enfrentar  missão que não é fácil.

Somos formados espiritualmente, carismaticamente, humanamente, de maneira que sejamos capaz de evangelizar este mundo que caminha para o caos.

Somos formados para ser fermentos na massa. Ser operários eficazes da undécima hora, destes últimos tempos que vivemos.

Somos uma Comunidade criada por Deus para o Fim dos tempos…