Perante as dificuldades da conversão do mundo, perante as nossas próprias resistências interiores à ação da graça divina, poderemos ser tentados ao desanimo e ao conformismo, como se já não fora possível realizar a Mensagem transmitida pela Mãe de Deus. Nessa hora da tentação e da dúvida, há que ter presente a admoestação de Jesus aos discípulos perturbados pela tempestade do lago! «Porque temeis, homens de pouca fé?». Não existe realmente motivo para desalento e receio. Nos momentos mais difíceis, nós temos a certeza da vitória da fé que vence o mundo (cfr. 1 Jo. 5, 4).. Temos a confiança inabalável na intercessão eficaz do Coração Imaculado de Maria, tantas vezes claramente demonstrada, a ponto de a piedade cristã poder exclamar: «Nunca se ouviu dizer que algum daqueles que tenha recorrido à Vossa proteção e implorado o Vosso auxílio fosse por Vós desamparado».

E disso é testemunho não só a história das pessoas, mas também a História dos povos. Posso aduzir o exemplo concreto de Portugal. Nos destinos de Portugal, foi manifesta por mais de uma vez a presença protetora da Mãe de Deus. Para aludir apenas a fatos recentes, a consagração feita em Fátima pelos Bispos portugueses ao Imaculado Coração de Maria, no ano de 1931, foi que defendeu Portugal do perigo comunista, então bem próximo das suas fronteiras, na Espanha. Foi a mesma consagração, renovada em 1940, que poupou Portugal aos horrores da última guerra mundial, quando ela espalhava a destruição e a morte em tantos países da Europa. E foi, certamente, a grande devoção do povo português à Virgem Maria, de novo ratificada pela consagração ao Coração Imaculado de Maria, efetuada pelos Bispos em 1975, que deteve o avanço do comunismo ateu, quando ele já se tinha apoderado de muitas estruturas do governo e ameaçava submergir toda a vida pública e privada dos portugueses.

E esta esperança firme e a certeza inabalável na proteção de Maria, que vos convido a celebrar. Façamo-lo em ação de graças e em súplica: em ação de graças, por tudo o que a Virgem nos tem concedido em Portugal; em súplica fervorosa, para que pela intercessão do Seu Coração Imaculado, Deus conceda a grande graça de vos tornardes pedras vivas da Igreja de Jesus Cristo. Façamos também para que, por meio do Coração Imaculado de Maria desça a paz para o mundo inteiro e a conserve nos nossos países.

(+ Pe Kondor, SVD)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *