“Naqueles dias, os filhos de Israel partiram do monte Hor, pelo caminho que leva ao mar Vermelho, para contornarem o país de Edom. Durante a viagem, o povo começou a impacientar-se, e se pôs a falar contra Deus e contra Moisés, dizendo: “Por que nos fizestes sair do Egito para morrermos no deserto? Não há pão, falta água, e já estamos com nojo desse alimento miserável”.
Então o Senhor mandou contra o povo serpentes venenosas, que os mordiam; e morreu muita gente em Israel. O povo foi ter com Moisés e disse: “Pecamos, falando contra o Senhor e contra ti. Roga ao Senhor que afaste de nós as serpentes”.
Moisés intercedeu pelo povo, e o Senhor respondeu: “Faze uma serpente abrasadora e coloca-a como sinal sobre uma haste; aquele que for mordido e olhar para ela viverá”. Moisés fez, pois, uma serpente de bronze e colocou-a como sinal sobre uma haste. Quando alguém era mordido por uma serpente, e olhava para a serpente de bronze, ficava curado”. Números 21,4-9
Somos tentados diariamente. Todos os dias somos mordidos por serpentes de pecado. Todos os dias tendemos a morrer espiritualmente. Cada dia mais e mais… As tentações são muitas. Muitas mesmo. A pergunta que fica é: diantes das ciladas, diantes das tentações, diante das mordidas de serpentes de pecado, qual a nossa reação?
Nessa leitura do livro de Números, ficou em meu coração que a “serpente abrasadora”, que o Senhor pede a Moisés para fazer, é, para nós, a representação de nosso Deus.
Então, irmãos, sempre que for mordido pela serpente do pecado, seja qual pecado for: soberba, vaidade, rancor, mágoa, ódio, idolatria, prostituição… olhe sempre para o Senhor. Ele que lhe quer sempre de voltado. Ele que é a cura contra o veneno da serpente.

Mantenha sempre o seu olhar no Senhor.

Junior Alves, missionário da Comunidade Canção Nova
Missão Rio de Janeiro

Comments closed.