Para ter a certeza se um diamante é verdadeiro, os espertos o  colocam na água limpa e transparente.

Porque è inevitável, no nosso caminho, conhecermos momentos de dificuldade e tribulações em vários modos e de várias naturezas? Também nestes momentos, nos quais nos parece distantes, Deus tem outros objetivos e está perto de nós para nos ajudar? Quais ensinamentos e exemplos concretos temos na Palavra de Deus para aprender a enfrentar as tribulações e poder ser de ajuda para os outros?

Ora, para ter a certeza se um diamante é verdadeiro, os espertos o  colocam na água limpa e transparente e se é verdadeiro brilha con reflexos especiais. No entanto, uma pedra falsa não brilhará em nenhum modo, e também aqui o esperto notará da diferença.

A partir de como enfrentamos os problemas, o “esperto” em discernimento, entenderá onde ou em quem abandonamos a nossa fé e se esta fé está viva ou é somente aparência, ou imitação. Parece um falar duro este, mas na realidade a Palavra de Deus o confirma sempre. Isto não deve deixar- nos na indiferença, o efeito da nossa indiferença é sempre aquele de nos auto-condenar! Até mesmo as crises profundas podem se não as ignorarmos e buscar o discernimento certo, pode nos mudar e até voltar a Deus de corpo e alma.

Cada um de nós vive uma vida que não é feita somente de alegrias e felicidades, seja lá onde nos encontremos ou nos situamos, dentro ou fora do caminho de Deus. Encontramos problemas, desafios etc. Hoje muitos de nós vive em um ambiente de tensão continua diaria e estas situações repercutem em nosso estilo de vida que queremos: é inevitável até espiritualmente. Somos também humanos mesmo na intenção de entrar no céu um dia.

Tudo isto não nos deve desencorajar, nem pensar que tudo esteja contra nós, por outro lado a falta de coragem e a depressão chegam em questão de segundos! Os problemas, as tribulações e os contratempos são consequência da natureza humana e da nossa permissão pecaminosa, como também, por estarmos em um mundo e em uma sociedade dominada pelo pecado, pelo mal, pela corrupção e que não o reconhece mais mas os vê como coisa natural da existência humana.

O Profeta Isaias, contemplando esta situação aclama:

Os povos Levantarão os olhos, depois olharão para a terra,e só verão misérias, escuridão e trevas angustiantes. Repelir-se-ão dentro da noite… No passado ele humilhou a terra de Zabulon e de Neftali, mas no futuro cobrirá de honras o caminho do mar, a Transjordânia e o distrito das nações. (Is 8,22-23).

Seja fortes, fique firme! Deus não te abandona!

Deus abençoe,

Padre Antonio Lima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *