O Ministério do Catequista

A catequese é um verdadeiro “ministério”. ( A palavra “ministério” quer dizer “serviço” ). O papa João Paulo II disse que a catequese deve ser a primeira preocupação dos bispos. E os bispos chamam os catequistas a colaborar nessa tarefa.

O catequista não age sozinho. Deve atuar sempre em comunhão com a Igreja. Está ligado a sua comunidade paroquial e seu Pároco. Através do Pároco está também ligado ao Bispo e à Diocese.

Seu trabalho catequético será feito dentro do Plano de Pastoral da Diocese e dentro do planejamento paroquial. Mesmo se o catequista atuar dentro de uma comunidade menor, não pode estar desligado da Paróquia e da Diocese.

O catequista está também ligado aos outros catequistas da sua comunidade. É interessante observar que os discípulos, no tempo de Jesus, formaram uma comunidade em volta Dele. Eles foram enviados por Jesus, dois a dois               ( Lc 10, 1 ), e Jesus disse: “onde dois ou três estão reunidos em meu nome, eu estou no meio deles” ( Mt 18, 20 ).

Os catequistas devem trabalhar juntos, como grupo ou equipe. Assim terão certeza de que Cristo está no meio deles e os envia.

Realmente, o Senhor nos chamou a trabalhar. A messe é grande.

Para refletir:

1- Você se sente chamado a ser catequista? Quem o(a) chama?

2- Você sente a vocação de catequisar?

Texto extraído do Livro: Para Você, Catequista – Missão e Formação do Catequista. Autora: Inês Broshuis