15 de Outubro - Santa Teresa D'Ávila

Santa Tereza D’Ávila ou Santa Tereza de Jesus foi uma das primeiras mulheres a aprender a ler. Ela é a ilustre padroeira dos professores.

Santa Tereza nasceu em Ávila, Espanha, no dia 28 de março de 1515. Uma família com 10 irmãos. Desde cedo se interessava pela vida dos santos e foi com os irmãos que aprendeu a ler sobre histórias sacras.

 

Perdeu a mãe aos 16 anos e o pai a internou, por um ano e meio, no Mosteiro Agostiniano de Santa Maria das Graças.

Aos 20 anos , ingressou nao Mosteiro Carmelo da Encarnação.

Depois de três anos doente com febre, pediu a São José que a curasse e de forma inesplicável recuperou a saúde.

A partir de então, por toda a sua vida, propagou a devoção a São José, e todos os conventos que fundou foram consagrados a este grande santo.

“Certo dia, foi tocada pelo olhar da imagem de um Cristo sofredor, assumindo a partir dessa experiência a sua conversão e voltou ao fervor da espiritualidade carmelita, um ponto de criar uma espiritualidade modelo.

Grande amiga de São João da Cruz,  seu conselheiro espiritual, Doutor da Igreja, místico e reformador da parte masculina da Ordem Carmelita. Por meio de contatos místicos e com a orientação desse grande amigo, iniciou aos 40 anos de idade, com saúde abalada, a reforma do Carmelo feminino. Começou pela fundação do Carmelo de São José, fora dos muros de Ávila.

Santa Teresa deixou-nas obras grandiosas e profundas, principalmente escritas para as suas filhas do Carmelo: “O Caminho da Perfeição”, “Pensamentos sobre o Amor de Deus”, “Castelo Interior”, “A Vida” , Livro das Fundações, Poesias, Exclamações e mais de 500 cartas..

Morreu em Alba de Tormes na noite de 15 de outubro de 1582 aos 67 anos, e em 1622 foi proclamada santa. O seu segredo foi o amor. Conseguiu fundar mais de trinta e dois mosteiros, além de recuperar o fervor primitivo de muitas carmelitas, juntamente com São João da Cruz. Teve sofrimentos físicos e morais antes de morrer, até que em 1582 disse uma das últimas palavras: Senhor, sou filha de vossa Igreja. Como filha da Igreja Católica quero morrer ”.

Foi canonizada em 1622 . No dia 27 de setembro de 1970, o Papa Paulo VI conferiu-lhe o título de Doutora da Igreja

Santa Teresa de Ávila, rogai por nós e por todos os professores !

 

 

 

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.