O  Papa emérito Bento XVI disse:

“Cristo nasceu para nós!

Glória a Deus nas alturas e paz na terra aos homens do seu agrado.

A todos chegue o eco deste anúncio de Belém, que a Igreja Católica faz ressoar por todos os continentes, sem olhar a fronteiras nacionais, linguísticas e culturais: O Filho da Virgem Maria nasceu para todos, é o Salvador de todos!

mariaejose

Temo novidade no App Canção Nova Kids!

DVD Uma viagem no tempo!

https://goo.gl/euZPCQ

Clipes DVD de Natal

o santo rosario9

Santo Rosário: uma Arma Poderosa!

O Papa João Paulo II, um de nossos grandes heróis, disse:Rezar o rosário pelos filhos e, mais ainda, com os filhos é uma ajuda espiritual que não se deve subestimar.”

E Nossa Senhora também disse aos 3 pastorinhos,  Lúcia, Jacinta e francisco:“Rezem o terço todos os dias para alcançar a paz para o mundo”

Quando Nossa Senhora apareceu aos 3 pastorinhos, ela também disse: “Eu sou a Senhora do Rosário.”

Vamos Colorir

nsa-sra-rosario-tia-adelita-colorir

“Deus não é um ser indiferente ou longínquo, pois não estamos abandonados a nós mesmos.” (João Paulo I)

Não é estranho que, mesmo tendo um Deus amoroso e atento ao nosso coração, constantemente escolhamos viver tão sozinhos?

É bom saber que Deus respeita nossas escolhas! Não dá para cobrá-Lo perguntando: “Onde o Senhor esteve?”. Ele sempre esteve ao nosso lado, mandando sinais: “Estou aqui!”. Como disse São Francisco de Assis, não dá para ver a luz sem abrir os olhos.

“Nada é mais gratificante que ver alguém submergindo da escuridão apenas por haver acreditado na existência da luz. Ela sempre esteve presente. Era só abrir os olhos.” (São Francisco de Assis)

“A oração é a maior força educativa no céu e na terra.” (Padre José Kentenich)

Ah, querido Dom Bosco! Ele dizia que ensinar crianças a orar, a amar Jesus na Eucaristia e a Nossa Senhora é fundamental para a eficácia de uma boa educação.

“Sempre foi uma convicção minha que sem oração não conseguiremos educar bem as crianças. Procurei encorajar as famílias a formar nas crianças o desejo de encontrar Deus na oração pessoal.”

São João Paulo II – Carta Apostólica Rosarium Virginis Mariae

O hábito da oração é um dos maiores legados, uma herança de grande valor

“Você já começou a rezar? Você precisa aprender a rezar. Sinta sempre, ao longo do dia, a necessidade da oração e dê-se ao trabalho de rezar. A prece amplia o coração, a ponto de este conter a oferta que Deus faz de Si mesmo. Peça e procure, e seu coração crescerá até recebê-Lo e mantê-Lo para si. Ao ter aprendido a procurar por Deus, terá encontrado a fonte de grande santidade para você, sua família e aqueles que o cercam.”

Madre Teresa de Calcutá

“Pai Nosso que estais no Céu, santificado seja o Vosso nome…” Jesus começou a oração do Pai-Nosso com um louvor. É do louvor que vem a força de tantos amigos de Deus.

Quando oro com meus filhos, naturalmente começamos pela palavra “obrigada”. Foi algo natural, que se tornou um hábito: “Obrigado, Senhor, pelo dia de hoje no carro, indo para a escola, pelo dia que tivemos”. As crianças enumeram os motivos que tiveram para agradecer. Penso que essa foi uma inspiração do Espírito Santo, porque temos tanto a agradecer sempre! A oração de louvor, além de ser agradável a Deus, ensina a criança a ter um olhar positivo sobre a vida. Para que parar os olhos nos espinhos, se temos a rosa para contemplar?

Da Redação
Andréia Cristina

Dar limites, dá trabalho!

Lembro de quando eu era criança em que hora e outra sempre escutava minha mãe dizendo: “Quando você for mãe vai me entender!” E para mim aquilo não passava de uma chateação. Há oito anos minha primeira filha nasceu e de repente eu passei a entender cada letra dessa frase.

Na correria de uma família muitas vezes o que menos queremos são filhos desobedecendo ou fazendo birras. Nessas horas(em meio ao cansaço) daríamos qualquer coisa por um bom comportamento. Porém quando não temos mais forças é que precisamos respirar fundo e não deixar pra depois a educação de nossas crianças.

Uma das coisas mais exigentes é ter que sustentar o “Não” diante de seres tão insistentes. Tenho duas princesas que me testam dia e noite, buscando me fazer ceder. E é isso que as crianças querem, nos testar para ver até que ponto conseguimos resistir. Se um dia cedemos um pouco, no outro eles testam mais um tanto. Até que quando percebemos não temos mais domínio da situação.

O limite dá segurança. E na verdade eles clamam por isso. Só não sabem se expressar.

Quando não desistimos (apesar do cansaço emocional), os filhos podem até se alterar, mas logo percebem que em casa tem regras em que eles mesmos podem se apoiar, e com o tempo vão aderindo naturalmente. Nesta hora o diálogo é muito importante.

sinal da cruz

Precisamos deixar claro quais regras são essas e que, principalmente na casa do amigo, quem dita essas regras são o pai e a mãe dele. Nós não seguimos necessariamente o que vive o vizinho. Cada família tem suas normas e nós pais somos os responsáveis por essa base que os forma para a vida adulta.

As crianças de hoje têm um acesso imenso à informação, e por isso precisamos conversar muito, explicar o por que do “Não”. Mostrar que o limite que colocamos é uma atitude de amor. E se mesmo explicando a criança não se conforma, o “Não” precisa continuar sendo “Não”. São João Bosco já dizia: “Sem disciplina não há santidade.”

Diversos estudiosos têm chegado à conclusão que a criança que não aprende a ter limite, cresce com uma deformação na percepção do outro. As consequências são muitas e bem graves como, por exemplo: desinteresse pelos estudos, falta de concentração, dificuldade de suportar frustrações, falta de persistência, desrespeito pelo outro, por colegas, irmãos, familiares e pelas autoridades.

A família é essencial nessa construção do caráter, sendo os adultos, referência a todo momento. Sendo assim, o pai e a mãe devem sempre sustentar o que o outro fala ou o que é determinado como conduta em casa, para que os filhos entendam que regras existem e precisam ser cumpridas. Isso os tornarão aptos para mais tarde viverem de forma equilibrada em sociedade.

Os princípios de um bom cristão e cidadão começam aí. Não tenha dúvida!

A firmeza e a coerência são essenciais nesse processo. Se somos firmes e não vivemos o que falamos não adianta também. Por isso é importante reconhecer quando falhamos e que as frustrações são coisas da vida e precisam ser superadas. Nesse processo eles aprendem que todos estamos suscetíveis a erros e que dependemos da graça de Deus. O Pai e a mãe não são anjos e muito menos perfeitos, e não devem enganar os filhos com esta falsa imagem.

Uma dica é quando perceber que você excedeu na correção ou que deu um grito desnecessário, busque viver, com seus filhos, esta ordem de Deus: “Não se ponha o sol sobre a vossa ira.”

(Ef 4,24) Esse é um lindo testemunho que você pode dar a eles.

Tenho o hábito de não dormir sem pedir perdão a eles quando falho. Explico onde erraram e o que não pode acontecer de novo. E logo após peço perdão pelo meu excesso. Momentos depois já percebo que nos aproximamos mais um do outro, com um abraço gostoso e o sentimento de amor profundo. O retorno é muito mais frutuoso, pois a criança aprende a perdoar, a pedir perdão e entende que não somos perfeitos. Estamos num árduo caminho de conversão.

O limite é extremamente necessário para a saúde mental e para a formação da pessoa, mas sem amor e exemplo se torna autoritarismo.

E por isso dá trabalho, pois é um sair de nós mesmos o tempo todo. Hora por que precisamos superar aquilo que não conseguimos ser, hora por que temos que superar o nervosismo, o estresse, o cansaço, a decepção.

Precisamos a todo momento dizer não ao comodismo e ao conformismo. Se queremos que nossos filhos sejam melhores, temos que muitas vezes agir até mesmo com uma firmeza que não faz parte de nós, mas que é necessária em determinado momento. Nossos filhos precisam disso. A nossa sociedade sofre hoje o reflexo da ausência desse valor, vindo dos pais

A Doutrina Social da Igreja nos ensina sabiamente que “a família é a alma e a norma da sociedade”. Seja firme com amor e entregue a raiva do momento para Nossa Senhora! Assim a intuição paterna e materna sempre nos levarão para o caminho certo. Que Deus nos dê a graça da fidelidade nessa missão responsabilizante de formar homens e mulheres novos para um mundo novo. O lugar de nossa família é o céu!

Elzirene Pereira

Membro da Comunidade Canção Nova, jornalista e mãe de 4 filhos lindos.

Oração da medalha milagrosa PDF Imprimir e-mail

Santíssima Virgem Mãe de Deus, eu creio e confesso a vossa santa e Imaculada Conceição, pura e sem mancha.

Ó puríssima, Virgem Maria, por vossa Conceição Imaculada e gloriosa prerrogativa de Mãe de Deus, alcançai-me do Vosso amado Filho a humildade, a caridade, a obediência, a castidade, a santa pureza de coração, de corpo e de espírito, a perseverança na prática do bem, uma boa vida e uma santa morte.

Assim seja.

Repetir três vezes:

Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a Vós.

Rezar três Avé Marias e uma Salvé Rainha.

Histórias da Biblia com o Janjão