Ascensão do Senhor

Hoje vivemos a Solenidade da Ascensão de Jesus.

Em Jerusalém podemos ver o local que Jesus subiu aos céus. 

26. março 2018 · Comentários desativados em Seguindo os passos de Cristo - Segunda-feira Santa · Categories: Semana Santa 2018 · Tags: , , , , , , ,

Seguindo os passos de Cristo
Segunda-feira Santa
Estamos em Betânia, ou melhor, estamos na casa dos amigos de Jesus: Lázaro Marta e Maria.
Hoje, na Liturgia, vemos no evangelho de São João 12,1-11 que Jesus tinha ressuscitado Lázaro; e esse, junto com suas irmãs, oferecem-Lhe um jantar e Maria, unge os pés de Jesus, e os enxugam com os cabelos.
Mas, Jesus já sabia o que iria viver, e ali vai se despedindo dos seus amigos. Bem ali, ao longo da sua vida pública, Ele esteve várias vezes, ali Ele não era o Jesus dos milagres, ali Ele sentia-se a vontade, livre na casa dos seus amigos.
Hoje, rezamos pelas pessoas que nos são caras, os nossos amigos.
Reze conosco e  acompanhe!

Nesta Segunda-feira Santa fomos à Betânia, casa dos amigos de Jesus – vídeo 1

25. março 2018 · Comentários desativados em Domingo de Ramos na Cidade Santa · Categories: Semana Santa 2018 · Tags: , , , ,

Neste domingo, 25, a Igreja Católica inicia a Semana Santa, também chamada de Semana Maior, essa inicia-se com uma celebração especial: a Procissão de Ramos.

De acordo com o Evangelho, Jesus pede para que os apóstolos providenciem um jumentinho. Nele Jesus sobe e entra na cidade de Jerusalém e Ele é aclamado.
Desse modo, Ele cumpre algumas profecias do Antigo Testamento, como a do livro dos Reis e a do profeta Zacarias. Segundo os textos, o filho do rei Davi, Salomão, também iria montar em uma mula, ou ainda, o profeta Eliseu iria consagrar Jeú e, quando esse passasse, as pessoas estenderiam seus mantos.

Na Cidade Santa acontece tradicionalmente – a procissão – partindo da região de Betfagé, em Jerusalém, local esse em que Jesus teria pedido o burrinho e seguido até à Cidade Velha, nas proximidades de onde o templo era localizado. Ali, Jerusalém e o povo O receberam de portas abertas; e, hoje, somos nós quem abrimos o nosso coração para o aclamarmos e entrarmos com Ele nesta Santa Semana.

Em Jerusalém, hoje, a Igreja reunida canta Hosana ao Filho de Davi.

Em todas as línguas o povo celebra o Domingo de Ramos.

A alegria de adentrar a Cidade Santa.

05. junho 2014 · Comentários desativados em Vinde Espírito Santo · Categories: Especial · Tags: , , , , ,

O Papa Paulo VI disse certa vez que a primeira oração do dia deve ser esta: “Vinde Espírito Santo…”

Comecemos o nosso dia:

Vem, Espírito Criador!pentecost

Vinde, Espírito Criador, a nossa alma visitai
e enchei os corações com vossos dons celestiais.
Vós sois chamado o Intercessor de Deus excelso dom sem par,
a fonte viva, o fogo, o amor, a unção divina e salutar.
Sois o doador dos sete dons e sois poder na mão do Pai,
por Ele prometido a nós, por nós seus feitos proclamai.
A nossa mente iluminai, os corações enchei de amor,
nossa fraqueza encorajai, qual força eterna e protetor.
Nosso inimigo repeli, e concedei-nos a vossa paz,
se pela graça nos guiais, o mal deixamos para trás.
Ao Pai e ao Filho Salvador, por vós possamos conhecer
que procedeis do Seu amor, fazei-nos sempre firmes crer. Amém!

Estejamos atentos e vigilantes para que  chama do Espírito Santo não se apague em nós.  A oração, a comunhão, a confissão, a intimidade com Nossa Senhora e a Palavra de Deus nos será alimento.

Ele revela aos nossos corações que de Deus nós somos filhos, devolve a dignidade e a convivência perdida pelo pecado original: E a prova de que sois filhos é que Deus enviou aos nossos corações o Espírito do seu Filho, que clama: “Abbá, Pai!”  (Gl 4,6).

Quando que devemos pedir o Espírito Santo?

Todos os dias de nossa vida! Não podemos esperar que algo nos aconteça para pedir, nossa atitude deve ser ativa, para agora, sempre.

O pecado tenta nos arrancar da graça de Deus a todo custo, o Espírito Santo, nosso defensor, está de prontidão  e nos defende de nós mesmos para que façamos a vontade de Deus.

Estamos em clima de Pentecostes na Terra Santa. Este fim de semana teremos em Jerusalém um encontro onde celebraremos juntos a ação do Espírito Santo em nossas vidas.
#VemEspiritoSanto
#PentecostesNaTerraSanta

26. maio 2014 · Comentários desativados em Visita ao Grã-Mufti de Jerusalém · Categories: Papa Francisco na Terra Santa · Tags: , , , ,

brasão-papa_-modificações1

Edifício do Grã-Conselho na Esplanada das Mesquitas (Jerusalém)

Segunda-feira, 26 de Maio de 2014

 

Excelência,
Fiéis muçulmanos
Queridos amigos!

Estou grato por poder encontrar-vos neste lugar sagrado. De coração vos agradeço pelo amável convite que me quisestes fazer e, de modo particular, agradeço a Vossa Excelência e ao Presidente do Conselho Supremo Muçulmano.

Seguindo os passos dos meus Antecessores e, em  particular, a luminosa esteira da viagem de Paulo VI há cinquenta anos – a primeira viagem de um Papa à Terra Santa –, desejei ardentemente vir como peregrino visitar os lugares que viram a presença terrena de Jesus Cristo. Mas esta minha peregrinação não seria completa, se não contemplasse também o encontro com as pessoas e as comunidades que vivem nesta Terra e, por isso, sinto-me particularmente feliz por me encontrar convosco, fiéis muçulmanos, irmãos amados.

Neste momento, o meu pensamento volta-se para a figura de Abraão, que viveu como peregrino nestas terras. Embora cada qual a seu modo, muçulmanos, cristãos e judeus reconhecem em Abraão um pai na fé e um grande exemplo a imitar. Ele fez-se peregrino, deixando o seu povo e a própria casa, para empreender aquela aventura espiritual a que Deus o chamava.

Um peregrino é uma pessoa que se faz pobre, que se põe a caminho, propende para uma grande e suspirada meta, vive da esperança duma promessa recebida (cf. Heb 11, 8-19). Esta foi a condição de Abraão, esta deveria ser também a nossa disposição espiritual. Não podemos jamais considerar-nos auto-suficientes, senhores da nossa vida; não podemos limitar-nos a ficar fechados, seguros nas nossas convicções. Diante do mistério de Deus, somos todos pobres, sentimos que devemos estar sempre prontos para sair de nós mesmos, dóceis à chamada que Deus nos dirige, abertos ao futuro que Ele quer construir para nós.

Nesta nossa peregrinação terrena, não estamos sozinhos: cruzamos o caminho de outros fiéis, às vezes partilhamos com eles um pedaço de estrada, outras vezes vivemos juntos uma pausa que nos revigora. Tal é o encontro de hoje, que vivo com particular gratidão: uma aprazível pausa comum, tornada possível pela vossa hospitalidade, naquela peregrinação que é a vida nossa e das nossas comunidades. Vivemos uma comunicação e um intercâmbio fraternos que podem revigorar-nos e dar-nos novas forças para enfrentar os desafios comuns que se nos apresentam pela frente.

Na realidade, não podemos esquecer que a peregrinação de Abraão foi também uma chamada para a justiça: Deus qui-lo testemunha do seu agir e seu imitador. Também nós queremos ser testemunhas do agir de Deus no mundo e por isso, precisamente neste nosso encontro, sentimos ressoar profundamente a chamada para sermos agentes de paz e de justiça, para implorarmos estes dons na oração e para aprendermos do Alto a misericórdia, a magnanimidade, a compaixão.

Amados irmãos, queridos amigos, a partir deste lugar santo, lanço um premente apelo a todas as pessoas e comunidades que se reconhecem em Abraão:

Respeitemo-nos e amemo-nos uns aos outros como irmãos e irmãs!

Aprendamos a compreender a dor do outro!

Ninguém instrumentalize, para a violência, o nome de Deus!

Trabalhemos juntos em prol da justiça e da paz!

Salam!