Dia 2 de fevereiro é a Festa da Apresentação de Jesus no Templo. Esse dia também se tornou marcante na Igreja, sendo instituído, em 1997, pelo Papa João Paulo II, como o Dia do Consagrado.

Na Comunidade Canção Nova, Associação Internacional Privada de Fiéis, o primeiro compromisso dos seus membros foi realizado no dia 2 de fevereiro de 1978; e assim tem sido renovado sempre nesta data tão importante para nós, enquanto consagrados e enquanto Igreja.

foto com o bispo - compromisso 2017

  A Frente de Missão de Vitória da Conquista teve a Missa de Renovação do Compromisso presidida pelo Arcebispo da cidade, Dom Luís Pepeu.

Veja + fotos na página do Facebook da Missão Canção Nova Conquista

Pela consagração, o homem se torna uma especial pertença de Deus. O Senhor o separa para Si, o adquire para Si. Ele vive para Deus. É posse exclusiva de Deus. Ele é de Deus, exclusivo de Deus. Não pertence a mais ninguém, nem a si mesmo.” (Monsenhor Jonas Abib, fundador da Comunidade Canção Nova)

A Comunidade Canção Nova tem a missão de evangelizar! E todos que se consagraram e ainda vão se consagrar a esta obra de Deus, renovam este compromisso com Deus, assumindo a responsabilidade do chamado a santidade.

 

:: Conheça a comunidade Canção Nova: http://comunidade.cancaonova.com/

:: Saiba mais sobre a Vocação Canção Nova: http://blog.cancaonova.com/conquista/vocacional/

 

Há certos momentos em que perguntas surgem e respostas precisam ser dadas: “ O que fazer da minha vida? O que Deus pensou para mim quando me criou? Para onde ir e colocar todos estes anseios em prática?”

Parece que nesta hora um “chamado” surge e é como que nos sentíssemos impelidos a dar passos na descoberta do “nosso lugar neste mundo”. Grande possibilidade de entrar neste processo de cabeça e quem sabe descobrir sua vocação?
Já vou direto ao assunto: “Talvez você seja Canção Nova!”

adriano

Analise:

( ) Quando olha para sua vida, você encontra uma história de sede de Deus, momentos de intensa proximidade com a Palavra, adoração, missa, intimidade com Nossa Senhora são realidades que te mantem de pé! De fato Deus o centro de toda sua vida, agir e ser! Vive uma constância em se abandonar ao “Deus proverá”, pois a Divina providência tem conduzido a sua vida há tempos!
( ) Ao rastrear suas intuições se depara com um anseio de ser um homem novo, uma mulher nova para um mundo novo. Há vontade de ser formado, curado. Você busca em pessoas mais experimentadas na vida conselhos, direção. Não para na conversão de 3 anos atrás, mas vive cada dia em profundo desejo de santidade! Porém como não quer guardar para si a “pérola preciosa” você quer ajudar a outros, quer que eles possam ser feliz, acredita no processo de cada pessoa, impulsiona. Olha com olhos positivos para o outro sempre na expectativa de que ele pode ser melhor!
( ) Viver sozinho te causa certa angústia, gosta de estar com as pessoas, partilhar sonhos projetos, vida! Lidar com as diferenças entre as pessoas é para você um desafio gostoso, onde o que conta é o “bom” a ser partilhado, e o “mau” pode ser trabalhado com olhos de misericórdia! Neste mundo tão “erotizado” você acredita e deseja viver a pureza de relacionamentos, entre o masculino e feminino em uma profunda sadia convivência!
( ) E quanto mais a fundo você vai mais encontra um ardente desejo em fazer a diferença neste mundo! Por isso não mede esforços em trabalhar, dar duro para que as pessoas se encontrem com Deus! Tem disposição de literalmente “suar a camisa” para que Jesus seja anunciado a todos sem distinção! Trabalhar, ser ativo é uma marca que você deixa por onde passa! E porque sabe viver bem a autoridade e submissão onde está, tem uma boa aptidão ao trabalho em equipe!
É meu caro (a) se ao ler os parágrafos acima você disse: “ Cara eu sou isso, é bem assim” quero te dizer que: “Talvez você seja Canção Nova”.
O Mons. Jonas Abib, fundador da Comunidade Canção Nova diz: “Se o Pai criou alguém para ser Canção Nova, esta pessoa possui, pelo menos em embrião, tudo o que acabo de enumerar”. (Padre Jonas)

Eu tentei enumerar um pouco do que é ser Canção Nova, quem sabe você tenha marcado um (X) nos parágrafos acima?
Então não perca tempo em entrar neste “caminho de descoberta”!

Adriano Gonçalves
Missionário da comunidade Canção Nova.

 

Conheça mais da Canção Nova! Entre em contato com a nossa equipe vocacional pelo email: vocacionalconquista@cancaonova.com

 

 

 

Vocação, chamado de Deus

Deus que contou com Maria,
que conta comigo,
quer contar contigo.
E você? Aceita o convite?
Pense nisso!!!
Natal cn

 

” O que eu vos mando é que ameis uns aos outros.” Jo.15,17.
Um dos grandes males que assola o mundo moderno é a falta de amor. O próprio Jesus predisse que: ” a maldade se espalhará tanto que o amor esfriará no coração de muitos.” Jo 24,12.
Esta é uma triste realidade. Infelizmente, ‘há mais pessoas no mundo que amam o poder do que pessoas com o poder de amar.’ Não se trata aqui de um mero jogo de palavras, mas de uma dura verdade que precisa ser invertida, convertida.
Não foi a toa que o Senhor nos deu como mandamento o amor.
” O que eu vos mando é que ameis uns aos outros.” Jo. 15,17.
Conta uma história que ‘um homem ao retirar a água de um poço, encontrou uma cobra. E todas as vezes que ele tentava tirar a cobra, ela tentava picá-lo. – Outro homem que fazia companhia àquele indivíduo, logo perguntou:  por que você insiste em retirar essa cobra sendo que todas as vezes que você tenta tirá-la, ela tenta picá-lo? Então ele respondeu:  na cobra está o instinto de picar, mas no homem está a vocação de amar.’  Entendeu?
Em você está a vocação de amar. Não importa se as ‘cobras da vida’ estão querendo te picar ou não, em você está o dom de amar. Então não perca tempo e decida-se a amar. Reze como Santa Terezinha e diga: a minha vocação é o amor.  – Senhor , que eu ame; Senhor, que eu ame; Senhor, que eu ame…
Lembre-se do mandamento do amor: O que eu vos mando é que ameis uns aos outros.” Jo. 15,17 e decida-se a amar como o próprio Jesus nos amou.
Que Deus abençoe o seu propósito e sua decisão de amar.
Unido em oração,
Natal cn – Com. Canção Nova

Minha vocação é o amor – Santa Terezinha do Menino Jesus

Hoje, 1º de outubro, a Igreja celebra Santa Teresinha do Menino Jesus.  Santa Teresinha descobriu que, não somente, sua vocação no coração da  igreja era  o amor, mas também sabia que o seu coração – e o de todos nós  – foi feito para amar…

Santa Teresinha do Menino Jesus, rogai por nós!

Família abençoada

Uma família abençoada. Assim, poderíamos definir a família de Imaculada e Alejandro, casal espanhol, que se consideram agraciados por Deus pela vocação religiosa de suas filhas.

Acompanhe matéria.

Imaculada Sánchez e Alejandro Ripoll têm cinco filhas que abraçaram a vida consagrada como religiosas do novo instituto de vida contemplativa Iesu Communio. Estes pais espanhóis asseguram que receberam a consagração de suas filhas como uma verdadeira bênção.
“É como quando um filho se casa. Você quer tê-los ao seu redor, perto, mas cada um tem que levar seu estudo, igual quando um filho se casa e você não pode intervir em sua história, no caso, é em um convento, mas tem um segredo especial. E o segredo é que com cada uma e com cada consagração Deus derrama uns dons impressionantes à família, e portanto é uma bênção”, afirmou Alejandro.
Irmã Jordán, Irmã Amada de Jesus, Irmã Francesca, Irmã Ruth, e Irmã Nazaret, têm entre 20 e 28 anos de idade e são as cinco irmãs de sangue que compartilham sua vida dentro da Iesu Communio, a nova comunidade de clausura que surgiu das clarissas de Lerma na Espanha e que surpreendeu o mundo com uma explosão de vocações.
“Mas os primeiros surpresos somos nós e a própria Igreja. Que em uma família haja cinco vocações a um convento de clausura acredito que desde Teresa de Lisieux isso não aconteceu”, considerou Imaculada.
De um total de sete irmãos, as cinco jovens decidiram ingressar no mesmo instituto religioso, onde três já são consagradas e as outras duas são noviças.
Cada história de vocação foi algo pessoal e único, cada uma “teve uma história de muitos anos nos que se deram encontros com o Santo Padre desde João Paulo II. Cada uma foi um processo distinto, porque entre elas são muito diferentes”, explicou o pai ao grupo ACI.
A vocação de nossas filhas só pode ter uma explicação divina, “a própria Igreja está surpresa e esperando”, mas nisto “os primeiros assombrados somos nós. Explicação humana não tem”, acrescentou Imaculada.

Leia mais…

Fonte: ACIDIGITAL

Vocação, um chamado de Deus

A Pastoral vocacional da Arquidiocese de Vitória da Conquista estará realizando nos dias 19 e 20 de outubro, um encontro vocacional com o tema: ” jovens, arrisquem a vida por grandes ideais.”

Participe!!! Faça já a sua inscrição na sua paróquia

Informações: 77 3426-0384

Canção Nova
Vocação – Chamado de Deus
‘Toda vocação começa simples e pequena quando eu me dedico ao que Deus me pede no momento’, diz padre Carlos

Para os católicos, agosto é o mês das vocações, o período de celebrar o chamado que Deus faz para cada um, convidando ao exercício da ordem ou à vida em família, por exemplo. Seja qual for a vocação, ela existe e vai sendo descoberta aos poucos.

Para o padre Carlos Alberto Victal, da Comunidade Canção Nova, a dedicação de um mês inteiro para falar sobre vocação é um trabalho vocacional da Igreja no Brasil. O objetivo é valorizar o chamado de Deus para cada um de seus filhos, em especial os batizados, que são chamados a evangelizar.

A cada semana deste mês, os católicos refletem sobre determinado tipo de vocação. Leia mais …

Junto a um dos cartões postais da cidade, o Pão de Açúcar, os jovens do mundo inteiro terão a oportunidade descobrir novos caminhos para ir ao encontro da vontade de Deus em suas vidas. A Feira Vocacional da Jornada Mundial da Juventude Rio2013 reunirá congregações, movimentos e novas comunidades, entre outros, que poderão expor ali o seu carisma.

A Feira acontecerá durante os dias da Jornada em 2013, no bairro da Urca, na Praça General Tibúrcio, em espaço cedido pela prefeitura. “Quando os jovens entrarem no bairro já poderão ver banners falando da Feira Vocacional, com mensagens de santos, para que comecem ali as interrogações, o questionar-se vocacionalmente. No espaço teremos palco para shows, pregações, momentos de oração e praça de alimentação”, explicou o diácono Arnaldo Rodrigues, um dos responsáveis pelo Setor de Preparação Pastoral da JMJ Rio2013.

Haverá ainda tendas para Adoração ao Santíssimo Sacramento. Também serão montadas tendas onde poderão acontecer missas, além de confessionários. “Os padres que por algum motivo não puderem celebrar com seus grupos de peregrinos terão ali um lugar para celebrar a Eucaristia”, lembrou Arnaldo.

Leia mais…

Igreja é o horizonte de toda a vocação, diz Bento XVI

O Papa Bento XVI encontrou-se com as familias e os sacerdotes na Catedral de São Ciríaco, em Ancona, neste domingo, 11, às 17h (horário de Roma – 12h no horário de Brasília). No local, estavam presentes famílias e sacerdotes de várias dioceses do país, reunidos por ocasião do XXV Congresso Eucarístico Nacional.

O papa falou sobre a necessidade de conduzir tanto o matrimônio quanto o Ministério sacerdotal à Eucaristia. “Nenhuma vocação é questão privada, nem mesmo a do matrimonio, porque o seu horizonte é a Igreja inteira”.

Ele afirmou que ambos os estados de vida são expressão da doação de Cristo.Logo em seguida, o Santo Padre falou da ligação que deve existir entre os dois sacramentos, os quais são chamados à complementariedade no serviço pastoral.

“O ministério que nasce do Sacramento do Matrimonio é importante para a vida da Igreja: a família é lugar privilegiado de educação humana e cristã e permanece para esta finalidade, a melhor aliada do ministério sacerdotal; ela é um dom precioso para a edificação da comunidade. A proximidade do sacerdote à família é importante, que por sua vez, o ajuda a tomar consciência da própria realidade profunda e da própria missão, favorecendo o desenvolvimento de uma forte sensibilidade eclesial”, ressaltou.

Acesse
.: NA ÍNTEGRA: Discurso de BentoXVI aos casais e aos sacerdotes

Falando do Matrimônio, o Pontífice disse que o mesmo constitui o local propício para a educação humana, enquanto que o sacerdócio expressa o sentido da paternidade que abraça a grande família que faz parte Corpo de Cristo que é a Igreja.

“Caros sacerdotes, diante do dom que vocês receberam na ordenação, vocês são chamados a servir como Pastores a comunidade eclesial, que é a família das famílias, e portanto a amar cada um com coração paterno, com autentico desapego de vós mesmos, com dedicação plena, continua e fiel”, comentou

Voltando a falar do mistério eucarístico, o Papa disse que tanto o Sacramento do Matrimônio quanto o Sacramento da Ordem tem como fonte plena e necessária a celebração da Santa Missa.

“O vosso agir cotidiano tenha na comunhão sacramental a sua origem e o seu centro, a fim que tudo seja feito para a Glória de Deus. Desde modo, o sacrifício de amor de Cristo vos transformará, ao ponto de fazer-vos nele um só ‘corpo e um só espírito'”, disse.

CASTEL GANDOLFO, domingo, 30 de agosto de 2009 (ZENIT.org).- O Papa explicou hoje como os pais preparam as vocações de seus filhos, ajudando-os a descobrir o plano de amor de Deus, com generosa dedicação.

Ele o fez ao meio-dia de hoje no pátio da residência de Castel Gandolfo, por ocasião do Ângelus, no encontro semanal com os peregrinos.

“Quando os cônjuges se dedicam generosamente à educação dos filhos, guiando-os e orientando-os no descobrimento do plano de amor de Deus, preparam esse fértil terreno espiritual no qual florescem e amadurecem as vocações ao sacerdócio e à vida consagrada”.

“Revela-se quão intimamente estão ligadas e se iluminam mutuamente o matrimônio e a virgindade, a partir de sua comum firmeza no amor esponsal de Cristo”, acrescentou.

Para indicar a importância da família na vocação de cada pessoa, Bento XVI destacou o exemplo de numerosas “autênticas famílias cristãs que acompanharam a vida de generosos sacerdotes e pastores da Igreja” ao longo da história.

Concretamente referiu-se aos esposos beatos Luigi Beltrame Quattrocchi e Maria Corsini e às famílias dos santos Basílio Magno e Gregório Nacianceno.

O Santo Padre se deteve a explicar o exemplo de Santa Mônica, cuja festa celebrou-se nesta quinta-feira, e sua influência no caminho de santidade de seu filho Santo Agostinho.

Para aquele que chegou a ser bispo de Hipona, Santa Mônica se converteu em “mais que mãe, a fonte de seu cristianismo”, e ele repetiu que sua mãe “o havia gerado duas vezes”, destacou o Papa.

Também se referiu à Exortação Apostólica de João Paulo II Familiaris consortio, afirmando que “este documento, além de ilustrar o valor do matrimônio e as funções da família, solicita aos esposos um particular compromisso no caminho de santidade, que, tirando graça e força do sacramento do matrimônio, acompanha-os ao longo de toda sua existência”.

Finalmente, o Papa tomou uma parte da oração do Ano Sacerdotal para pedir que, “por intercessão do Santo Cura d’Ars, as famílias cristãs se convertam em pequenas igrejas, nas quais todas as vocações e todos os carismas, dados pelo Espírito Santo, possam ser acolhidos e valorizados”.

Fonte : ZENIT.org

17. junho 2009 · 5 comments · Categories: Igreja · Tags: ,

“Queridos irmãos e irmãs:
Depois do grande Papa João Paulo II, os senhores cardeais elegeram a mim, um simples humilde trabalhador na vinha do Senhor. Consola-me o fato de que o Senhor sabe trabalhar e atuar com instrumentos insuficientes e, sobretudo, confio nas vossas orações.”

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com

Network-wide options by YD - Freelance Wordpress Developer