A fonte www.acidigital.com noticia (29/10/2008) que os grupos “Opção pelos Pobres” e “Movimento Somos Igreja”, que por muito tempo se proclamaram católicos e exigiram reformas à Igreja, uniram-se a uma longa  lista de entidades que defendem o aborto e feministas para apoiar a descriminalização do aborto no Chile. Ambos os grupos, identificados com a teologia da libertação, assinaram uma “declaração pública em que dezenas de grupos anti-vida, reclamam o aborto sem restrições como parte da livre opção sobre a maternidade de acordo aos próprios projetos e condições de vida”. É pelos frutos que se conhece a árvore…

Já é conhecido há muito tempo que muitos militantes na teologia da libertação aceitam e defendem a prática criminosa e pecaminosa do aborto. O próprio Frei Betto, tão decantado por muitos infelizmente, aceita isto. O mesmo site www.acidigital.com, em 24/05/2007, publicou a seguinte notícia: “Frei Betto  propõe legalizar o aborto na América Latina”. Diz a noticia: 

SÃO PAULO, 24 Mai. 07 / 12:00 am (ACI).- Um dos representantes mais conhecidos da teologia da libertação, o frade dominicano brasileiro Alberto Libanio Christo, “Frei Betto”, tem proposto legalizar o aborto na região e considera que a defesa da vida só teria sentido em um mundo ideal. 

“Frei Betto, vinculado ao grupo de pressão de teólogos da libertação “Ameríndia”, sustenta contra os ensinamentos da Igreja que a oposição católica ao aborto “permanece aberta” pois “ao longo da história a Igreja nunca chegou a uma postura unânime e definitiva; o que não é verdade. Oscilou entre condená-lo radicalmente ou admiti-lo em certas fases da gestação” e sustenta que “até hoje nem a ciência nem a teologia têm a resposta exata” sobre “em que momento o feto pode ser considerado ser humano”.” 

Deixando de lado os ensinamentos do Código de Direito Canônico, o Catecismo da Igreja e a Encíclica Evangelium Vitae, o frade baseia suas afirmações nos textos de polêmicos teólogos e moralistas como Bernhard Haering e o bispo francês Duchene, desautorizados pela Santa Sé. 

Do mesmo modo, apóia o velho argumento de que é necessário legalizar o aborto para evitar sua prática clandestina e expõe que a legalização do aborto seria “uma legislação a favor da vida”  que “faria surgir este problema humano de entre as sombras para ser tratado adequadamente à luz do direito, da moral e da responsabilidade social do poder público”. 

Frei Betto chama “moralistas” a quem promove a defesa da vida e sustenta que se eles “estivessem sinceramente contra o aborto lutariam para que não se fizesse necessário e todos pudessem nascer em condições sociais seguras. Mas resulta mais cômodo exigir que se mantenha a penalização do aborto”. 

Esta posição lamentável de frei Betto, do grupo marxista Ameríndia, mostra de maneira inequívoca que os adeptos dessa linha teológica deixam muito a desejar em termos de moral, e caem com facilidade naquilo que o Papa Bento XVI tem chamado de “ditadura do relativismo” moral e religioso. Como pode alguém que se diz frei e religioso, contestar a posição oficial da Santa Igreja de que a vida começa no momento da fecundação? Como pode um religioso propor matar um criança inocente no ventre sagrado da mãe para resolver problemas sociais? Como pode um frei que se diz católico, caminhar insistentemente na contra mão da moral que a Igreja ensina? Os fins não justificam os meios.   

Prof. Felipe Aquino – www.cleofas.com.br 

16 Comentários

  1. Cade os superiores Domicanos para darem um jeito nesse Frei?Ele tem todo direito de ser a favor do aborto, longe da Igreja ,sem o titulo que sua Ordem lhe concedeu.Quando a Santa Igreja se livrara desse mal TL?REZEMOS SEM CESSAR PARA QUE SEJA LOGO.

  2. Carlos Eduardo de Abreu e Lima

    Frei Beto, além de outros bofes da libertação, há muito deveriam ser excomungados.

  3. Que o Senhor tenha misericórdia desses padres e bispos traidores. Que se arrependam enquanto é tempo. Caso contrário, estarão condenados a morte eterna.

    Rezemos por estes sacerdotes.

    Deus lhes abençõe.

    Vitor.

    http://www.apelosdoceu.com

  4. Otavio G Lins

    A teologia da libertação domina o jornalzinho “O Domingo”, que é distribuido a todos os fiéis em todas as Igrejas Católicas do Brasil. Até quando?

  5. que mácula na Santa Igreja, meu Deus…

  6. Mauro Cristóvão

    É preciso um forte e organizado movimento na intensão de expulsar definitivamente pessoas ditas religiosas, e que de maneira explícita se dissociam dos verdadeiros projetos da Igreja.

    Pedimos com Fé para que o mal se afaste da Casa do Pai.

    Paz e Bem

  7. Edem de Almeida

    JOÃO 10, 3;14

    …e as ovelhas ouvem a sua voz; e ele chama pelo nome as suas ovelhas, e as conduz para fora. Depois de conduzir para fora todas as que lhe pertencem, vai adiante delas, e as ovelhas o seguem, porque conhecem a sua voz; mas de modo algum seguirão o estranho, antes fugirão dele, porque não conhecem a voz dos estranhos.

    Eu sou o bom pastor; conheço as minhas ovelhas, e elas me conhecem

  8. Gisely Roberta * Aracaju-SE

    Mais um exemplo de um religioso que acredita em Deus, mas não confia em Deus, como é que esse homem pode dizer que a defesa da vida é uma coisa que´só funciona no ideal?? Isso é o cúmulo! Muitas pessoas, maior parte políticos, estão em defesa do aborto, mas também muitas pessoas, brasileiras, que convivem no dia a dia com a experiência de criar um filho, estão em defesa da vida! Se o povo que vai usufruir dessa leí, é contra, como é que os governantes podem tomar esse decisão e impôr essa lei do demonho? E esse frei, ele deve deixar Jesus entrar no coração dele, porque ele, infelizmente, depois do seu sacerdócio, depois de tanta experiência, depois de ter conhecido a Cristo, ainda é dominado pela demonho.
    Prof Felipe Aquino
    Que a paz do Senhor permanesça conosco!
    Abraços.

    Gisely, Aracaju-SE, 15 anos

  9. André Luiz

    Infelismente a Igreja esta com elementos infiltrados no seu interior para desmoraliza-la e causar confusão e divisão. Esses elementos que querem o aborto são falsos católicos, motivados por uma ideologia perniciosa que se estende por todo o mundo, O marxismo.

  10. Jerônimo

    Este senhor se diz católico, mas despreza todos os princípios desta religião, além de apoiar os regimes e ditadores que mais perseguiram a Igreja.
    Se estivesse em Cuba (seu adorado país) contestando os irmãos Castro da mesma forma que faz com a Igreja Católica, já estaria morto há muito tempo.

  11. e lamentavel e por aqui o sr edir macedo da iurd se mostra mas uma vez favoravel ao aborto em materia da folha universal do ultimo domingo inclusive falando da igreja catolica

  12. Alberi bitencourt

    É de chorar quando se ver uma editora católica como a Vozes vender livros da Teologia da Libertação.

  13. Aparecida Rosa

    Paz e Bem Eu não entendo porque o Direito Canonico não é utilizado nesses casos .É Boff pra lá, Betto pra cá ,e a Igreja(o povo)se afogando no meio.O Cân.696 garante a expulsão dessas pessoas por;Defesa e difusão pertinaz de doutrinas condenadas pelo magistério da Igreja.É hora de cortar o mal pela Raíz.Deus Seja Louvado

  14. Andre Luiz

    Aproveitando o comentario do Antônio Eymard. Quero dizer que um tal Edir Macedo (“Edir Mais cedo para o Inferno”), fundador de uma Seita dualista e gnostica, a “igreja universal”,esta apoiando a cultura da morte apoiando o aborto e visto que Jesus disse que pelo fruto conhecereis a arvore, os frutos dessa seita e não igreja , são frutos de morte. E como o diabo é homicida desde o principio o sr Edir Macedo fundou uma seita Diabólica e que apoia o feticidio( o aborto de bebes indefesos).

  15. ESSES SARCERDOTES DEVERIAM TER UMA PUNIÇÃO MAIS DURA POR PARTE DA IGREJA,POIS NÃO RESPEITAM A IGREJA NEM O PROPIO PAPA E MUITO MENOS A DIGUINIDADE HUMANA. ABORTO NUNCA!!!

  16. Marly Araujo

    Uma boa educação religiosa e cívica poderia, com certeza, mudar a realidade. Se as pessoas nao sabem como funcionam seus corpos em relação ao sexo. Período fértil, etc. Se não sabem que são “imagem e semelhança de Deus” são seus auxiliares na criação e vivem na ignorância e instinto,como os animais irracioonais. Vide exemplo da Dra. Zilda Arns – cuidar das mães, das avós, ensinar a higiêne, a alimentação, o direoto à saúde (médicos). Não há necessidade de marxismo, comunismo. Necessiodade de amor, respeito pelo corpo. Direito Humano é direito de viver com dignidade separado de luxo de cobiça, de consumismo irracional. Amém

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *