Conheça uma linda carta escrita pelo Santo à sua mãe no século XVI…

Considerado o “Patrono da Juventude”, São Luís Gonzaga nasceu no ano de 1568 na Corte de Castiglione. Recebeu por parte de sua mãe a formação cristã. Já seu pai o motivava a ser príncipe. Sua família tinha muitas posses mas, graças ao amor de Deus, Luís – desde cedo – deixou-se possuir por esse amor. More »

“Nada é árduo aos que têm por fim somente a honra de Deus e a salvação das almas.” (São José de Anchieta)

Mais do que um importante personagem na história do nosso país, tanto no desenvolvimento como nação quanto na evangelização, São José de Anchieta, jesuíta espanhol, que aqui trabalhou praticamente em toda a sua vida, foi um gigante na fé. More »

“Toda dádiva boa e todo dom perfeito vêm de cima: descem do Pai das luzes” (Tg 1,17)

Para fazer a vontade de Deus é preciso ser humilde, “pobre de espírito” (anawin) como pediu Jesus.

A Igreja, sempre iluminada e assistida pelo Espírito Santo, em sua experiência bimilenar, nos ensina que os piores pecados são aqueles que ela chama de “capitais”. Capital vem do latim “caput”, que quer dizer cabeça. São pecados “cabeças”, isto é, que geram muitos outros. More »

Durante as negociações para o primeiro tratado de paz na história do Brasil, o armistício de Iperoig, São José ficou refém dos índios tamoios para que Pe. Nóbrega, junto aos outros caciques fizessem um acordo com as autoridades da coroa Portuguesa no Brasil.

Não foi um tempo muito fácil. Além de ser vigiado 24h por dia e correr risco de ser morto pelos índios, neste cativeiro de quatro meses, Anchieta, para fugir às tentações, lembrou-se de compor, como um voto à Virgem, esse Poema em seu louvor, em latim. Não tinha nem papel e nem pena. Recorreu ao seu bordão. E passou a rascunhá-lo na areia das praias, todas as manhãs. À noite, repetia, de cor, os versos, para gravá-los melhor, corrigia-os e estilizava-os. More »

“Assim também aqueles que sofrem segundo a vontade de Deus encomendem as suas almas ao Criador fiel, praticando o bem” (1Pd 4,19)

Um dos momentos mais oportunos para fazermos bem a vontade de Deus é quando as provações, as cruzes da vida nos atingem. Se Deus permite que isso aconteça, certamente Ele saberá usá-las para o nosso bem e nos fortalecer para o combate espiritual. Por isso, os apóstolos sempre estimularam os fiéis a enfrentá-las com coragem. São Pedro diz: More »