mai
21

Levando uma farmácia para viagem

Para bem realizar uma viagem internacional será preciso utilizar algumas medidas com relação a saúde.

Imprevistos sempre acontecem com um resfriado ou uma má digestão. Por isso para que a sua viagem seja mais tranquila aconselhamos a levar uma farmácia com medicamentos básicos.

Vamos pensar que estes remédios precisam estar ao alcance, pois nunca sabemos quando vamos precisar deles, ainda mais se fazem parte do seu dia a dia diante de uma prescrição médica.

Um primeiro passo é deixar os medicamentos de uso contínuo e controlado na bagagem de mão, para que não corra o risco de extravio e você acabe sem eles. Fora do Brasil, comprar remédios pode ser complicado, baseando-se nas regras de cada país. Alguns chegam a exigir receita local.

Sobre os medicamentos controlados pedimos para que o médico coloque na receita o nome do paciente, o número de dias e a quantidade de remédios que serão utilizados. Solicite também uma receita em inglês.

Para montar a farmácia comece pelos medicamentos para dor de cabeça, antitérmico, cólica, dores musculares, descongestionante nasal, enjôos e etc.

Uns dias antes da viagem e durante comece a ingerir Vitamina C diariamente, para a prevenção de resfriados. Diante do fuso horário e o cansaço da viagem que é normal, a a Vitamina C fortalece o sistema imunológico e é excelente na prevenção de gripes e infecções.

Prefira os medicamentos que você está acostumado a utilizar nestas eventualidades.

Coloque-os em uma embalagem transparente juntamente com um termômetro e leve-os também na bagagem de mão.

mai
20

Gruta do Leite

Jesus nasceu na Gruta de Belém, a Gruta da Natividade.

Herodes queria matar o menino Jesus, foi então que o anjo apareceu em sonho a José.

“Levanta-te, toma o menino e sua mãe e foge para o Egito; fica lá até que eu te avise, porque Herodes vai procurar o menino para matar.” MT 2,13

José levantou pegou o menino e sua mãe e foram para o Egito.

Neste percurso, ao sair da gruta da Natividade para o Egito eles pararam em uma gruta para que Maria pudesse amamentar o menino.

Na amamentação Maria deixa cair um pouco do seu leite e a gruta fica com as paredes branquinhas.

Interior da Gruta do Leite

Interior da Gruta do Leite

Este episódio não está na bíblia, mas em Belém é um lugar muito especial para os cristãos onde é chamada carinhosamente de Gruta do Leite.

Ao visitar a Gruta do Leite, encontramos uma capela, cuidada pelos franciscanos.

Há um costume muito antigo e que até hoje é realizado, os freis trituram as pedras da gruta e colocam o pozinho em pacotinhos. As mulheres que não podem engravidar e as que estavam em período de lactação tomam deste pozinho na água, meditando os mistérios gozosos.

Imagem de Nossa Senhora

Imagem de Nossa Senhora

Muitas famílias alcançaram graças através da intercessão de Nossa Senhora, principalmente as que tinham dificuldades em engravidar e as mulheres lactantes puderam amamentar com abundancia seus bebês.

Pela intercessão de Nossa Senhora as graças são alcançadas e as pessoas enviam fotos testemunhando o milagre alcançado.

Secretaria da gruta do Leite - Testemunhais

Secretaria da gruta do Leite – Testemunhais

mai
08

Um mergulho no Mar Morto

O Mar Morto fica a 800 m abaixo do nível do mar, uma depressão profunda.

A água do Mar Morto se caracteriza por ter 25% de salinidade constituída por cloreto de magnésio e de potássio, sendo assim, torna-se matéria prima para a preparação de fertilizantes.

A salinidade da água do Mar Morto é dez vezes mais densa do que outros mares.

Uma das razões desta grande salinidade é devido à evaporação, no verão intenso é de 25 mm e no inverso 10 milímetros.

Mar Morto

Mar Morto

 

E por isso não existe vida neste nas águas do Mar Morto.

Todo peregrino é convidado a se banhar nas águas do mar Morto, experimentar sua densidade onde o corpo humano flutua sem nenhum esforço.

Sua água é muito calma e nos sentimos muito leves, como penas.

Após o banho, o local dispõe de banheiros para que possamos tomar um banho e trocar as nossas roupas.

Leia outros artigos sobre o Mar Morto.

Posts mais antigos «