terco-1Proponho que você reze o ‘Terço do Perdão’, nesta Quaresma, para que alcance a graça de perdoar quantas vezes for necessário.

Nas contas pequenas:
“Eu amo e perdoo, eu perdoo e amo… (citar os nomes)”.

No fim de cada dezena, rezar o Glória e acrescentar:
Senhor Jesus, abençoe (citar o nome das pessoas que você está perdoando) e ajude-me a perdoá-las, amá-las, abençoá-las e aceitá-las como elas são.

Primeiro mistério
No primeiro mistério, peço perdão a Jesus, que orou e suou sangue no horto, porque, muitas vezes, me deixo levar pelo orgulho e egoísmo, pela vaidade e raiva. More »

christmas-1046072_1280O Tempo do Advento vivido pela Igreja e oferecido ao mundo como apelo à conversão é cheio de ensinamentos, correspondentes às realidades de nossa fé. Séculos se passaram, gerações e gerações de homens e mulheres plantaram e alimentaram a esperança, aguardando o cumprimento das promessas de Deus. Os profetas foram arautos da benevolência de Deus, cujo carinho e cuidado se refletia na atenção com aquele povo limitado e ao mesmo tempo teimoso na expectativa da realização dos planos de Deus. More »

Conheça e entenda o significado dos símbolos do Natal

 Clique em  Natal

natal

Misericórdia foi o foco da catequese do Papa Francisco nesta quarta-feira, um dia depois da abertura do Ano Santo dedicado ao tema

Jéssica Marçal
Da Redação

papa_misericordiaA Igreja católica já vive o Ano da Misericórdia. Nesta quarta-feira, 9, no Vaticano, o tradicional encontro do Papa com os fiéis teve como foco essa temática: na catequese, Papa Francisco explicou o significado desse Ano Santo, destacando o chamado urgente a viver a misericórdia no mundo de hoje.

Acesse
.: Íntegra da catequese

“Não digo: é bom para a Igreja este momento extraordinário…não, não! Digo: a Igreja precisa desse momento extraordinário”, disse o Papa referindo-se ao Ano da Misericórdia, que começou nesta terça-feira, 8, com a abertura da Porta Santa na Basílica de São Pedro.

ano-misericordia-noticiasFrancisco enfatizou o sentido desse Ano Santo: um tempo favorável para contemplar a misericórdia divina que ultrapassa qualquer limite humano. Mas esse período só será realmente favorável se as pessoas escolherem o que agrada a Deus: perdoar seus filhos, usar de misericórdia para com eles para que possam ser misericordiosos para com os outros.

Seja na sociedade, no trabalho e até mesmo na família, a humanidade precisa urgentemente de misericórdia, disse o Santo Padre. Alguns podem até dizer que há problemas mais urgentes para serem resolvidos e Francisco reconhece isso, mas lembrou que na raiz da falta de misericórdia está o amor próprio. More »

Aproximamo-nos do tempo do Natal, mas como temos nos preparado para que Cristo nasça em nós?

 

02122015A Palavra meditada hoje está em São Lucas 2,1-14:
“Naqueles dias, saiu um decreto do imperador Augusto mandando fazer o recenseamento de toda a terra – o primeiro recenseamento, feito quando Quirino era governador da Síria. Todos iam registrar-se, cada um na sua cidade. Também José, que era da família e da descendência de Davi, subiu da cidade de Nazaré, na Galiléia, à cidade de Davi, chamada Belém, na Judéia, para registrar-se com Maria, sua esposa, que estava grávida. Quando estavam ali, chegou o tempo do parto. Ela deu à luz o seu filho primogênito, envolveu-o em faixas e deitou-o numa manjedoura, porque não havia lugar para eles na hospedaria. Havia naquela região pastores que passavam a noite nos campos, tomando conta do rebanho. Um anjo do Senhor lhes apareceu, e a glória do Senhor os envolveu de luz. Os pastores ficaram com muito medo. O anjo então lhes disse: ‘Não tenhais medo! Eu vos anuncio uma grande alegria, que será também a de todo o povo: hoje, na cidade de Davi, nasceu para vós o Salvador, que é o Cristo Senhor!  More »

Em dezembro, o Clube da Evangelização preparou uma ação exclusiva para os sócios evangelizadores

02122015_Clube2Todos os anos, a Canção Nova enfrenta o desafio de fechar o ano sem dívidas. Dezembro chegou e queremos contar novamente com suas orações e iniciativas. Por isso, o Clube da Evangelização preparou uma ação exclusiva para os sócios evangelizadores, o “Meu presente Canção Nova”, um meio de agradecermos sua fidelidade durante todo este ano.

Serão 15 produtos digitais disponíveis para download.

Como participar?

Para participar desta ação exclusiva, basta fazer o pagamento do boleto extra que foi junto com a Revista Canção Nova de dezembro, ou entrar em meupresente.cancaonova.com e fazer a impressão de um boleto online ou contribuir pelo cartão de crédito.

Após o pagamento, o sócio evangelizador receberá uma mensagem por e-mail com o endereço para download dos produtos. Se não chegar o e-mail, basta acessar o site da ação e fazer o download do produto. More »

aguenta firme

O Ano Litúrgico inicia-se com o Advento

formacao_o-que-e-o-advento

Foto: Wesley Alemida/cancaonova.com

Ano Litúrgico e um novo ciclo da liturgia com o Advento, tempo de preparação para o nascimento de Jesus Cristo no Natal. É hora de renovação das esperanças, com a advertência do próprio Cristo, quando diz: “Vigiai!”, para não sermos surpreendidos

Realização e confirmação da Aliança de Deus

A chegada do Natal, preparado pelo ciclo do Advento, é a realização e confirmação da Aliança anunciada no passado pelos profetas. É a Aliança do amor realizada plenamente em Jesus Cristo e na vida de todos aqueles que praticam a justiça e confiam na Palavra de Deus.

Estamos em tempo de educação de nossa fé, quando Deus se apresenta como oleiro, que trabalha o barro, dando a ele formas diversas. Nós somos como argila, que deve ser transformada conforme a vontade do oleiro. É a ação de Deus em nossa vida, transformando-a de Seu jeito. More »

terçomaoA doutrina e o uso das indulgências na Igreja Católica há vários séculos encontram sólido apoio na Revelação divina, e vem dos Apóstolos.

“Indulgência é a remissão, diante de Deus, da pena temporal devida aos pecados já perdoados quanto à culpa, que o fiel, devidamente disposto e em certas e determinadas condições, alcança por meio da Igreja, a qual, como dispensadora da redenção, distribui e aplica, com autoridade, o tesouro das satisfações de Cristo e dos Santos”. (Norma 1 do Manual das Indulgências).

O Catecismo da Igreja Católica nos ensina que: “Pelas indulgências, os fiéis podem obter para si mesmos e também para as almas do Purgatório, a remissão das penas temporais, sequelas dos pecados (n. 1498).oquesaoasindulgencias

O pecado tem duas consequências: a culpa e a pena. A culpa é perdoada na Confissão; a pena, que é a desordem que o pecado provoca no pecador e nos outros, e que precisa ser reparado, é eliminada pela indulgência que pode ser plenária (total) ou parcial.

De acordo com o Manual das Indulgências, para se ganhar uma indulgência plenária (uma vez por dia apenas), para si mesmo ou para as almas, deve-se fazer: More »

Jesus_Crist11O caminho do homem em direção da Verdade e o seu Destino não está à mercê daquilo que ele mesmo pensa ou daquilo que pensam os outros e, muito menos, do que pensa e deseja a sociedade em que vive. O caminho é objetivo, é dado de fora: não se trata de imaginar ou inventar, mas de seguir um caminho que nos é proposto. “Seguir” – eis, precisamente, um dos verbos tipicamente próprios do cristianismo.

 

O caminho até a Verdade, apesar de toda humana fragilidade, incoerência e debilidade, pode ser, para o homem, pleno de paz, se for um seguimento a Alguém, como decisão amorosa em direção a um Destino que o faz verdadeiramente homem. Sendo assim, para o homem, caminhar para o seu próprio Destino significa seguir o Cristo e o seu Corpo misterioso (a Igreja), caminhando com aqueles que se reconhecem unidos sacramentalmente em Cristo e são unidos entre si visivelmente como membros uns dos outros.

A Igreja, Corpo do Cristo – Aquele mesmo que, Alfa de tudo, de tudo tornou-se o Ômega – torna-se o lugar onde se pode experimentar a vida, a força, a ação, daquele que é o Destino do homem. Ela é, então, o lugar onde a misericórdia de Deus continua a presença de Cristo e onde o homem realiza, pouco a pouco e incessantemente, a sua aspiração à Verdade e à Felicidade. Assim, o Destino do homem é indicado e realizado durante a sua vida terrena por uma realidade nova, operante na história e no mundo como sinal e germe de uma manifestação gloriosa final. Em outras palavras: a Igreja – comunidade dos renascidos em Cristo pelo Batismo e a ele continuamente unidos pela Eucaristia, espaço no qual se encontra objetivamente o Caminho até o Destino – é o Corpo do Senhor, no qual se pode experimentar já em germe, mas de modo real, aquela Vida plena, Destino último do homem que, um dia, lhe será dado.

E toda esta maravilhosa e misteriosa realidade tem início exatamente com o mistério da Encarnação e da Páscoa do Senhor.

Fonte: http://domhenrique.com.br/