Esperamos por você!

18627_914742848576792_5647500491225844204_n

A história da TV Canção Nova mistura-se com a história das pessoas que a fizeram. São 25 anos de trabalho em equipe, coragem e fé, contados por quem esteve sempre presente.

Lançamento do Livro  A Vida por trás das Câmeras de Paula Guimarães da TV Canção Nova

Dia 25/04

09h30

Loja Canção Nova

Rua XV de Novembro, 3131 Centro

Luzia-Santiago“Eu sou o pão da vida. Quem vem a mim não terá mais fome e quem crê em mim nunca mais terá sede” (Jo 6,35).

O Senhor é fonte de vida, de paz, alegria e de todas as bênçãos de que necessitamos. Nele somos alimentados e matamos nossa sede; assim, nossa alma é saciada.

Ele faz conosco como fez com a Samaritana na beira do poço de Jacó, dizendo-nos: “Todo o que beber desta água terá sede de novo; mas quem beber da água que eu darei, nunca mais terá sede” (Jo 4,13).

Estamos a caminho de Pentecostes! Peçamos a Jesus a graça de sermos cheios do Espírito Santo, para assim nos conduzirmos à Sua graça.

Jesus, eu confio em Vós!

Luzia Santiago

Cofundadora da Comunidade Canção Nova

O Brasil cresce cada vez mais na competição e no desamor

O-Brasil-precisa-de-mudanças1Todas as leituras deste tempo até Pentecostes nos levam ao derramamento do Espírito Santo. Propositadamente, a Igreja faz isso, porque ela quer nos preparar para uma efusão do Espírito. A palavra “efusão” é forte, porque tem um peso. Não é receber algo simples, mas uma efusão do Espírito Santo; e foi isso que nos falou o Evangelho de hoje: “Vós deveis nascer de novo”. E nós vimos que resultado disso está na Primeira Leitura.

Meus irmãos, é a nova sociedade, tremendamente competitiva, que quer “derrubar o outro”; e isso é totalmente oposto à sociedade de Pentecostes. Só teremos uma sociedade perfeita, de igualdade entre os irmãos, com a efusão do Espírito.

É por isso que o Senhor quer que a face da Terra seja inundada pelo Paráclito, possuída por Ele. Assim, teremos uma sociedade nova.

Seu irmão,

Monsenhor Jonas Abib
Fundador da Comunidade Canção Nova

Na catequese, Papa identificou o risco de retroceder na teoria de gênero, tendo em vista dúvidas e ceticismos introduzidos na sociedade moderna

Da Redação, com Rádio Vaticano

Nesta quarta-feira, 15, prosseguindo o ciclo de catequeses sobre a família, o Papa Francisco falou de um tema que ele considera central: a complementariedade entre homem e mulher.

papa

Acesse
.: Catequese do Papa na íntegra

“Deus criou o ser humano à Sua imagem, criou-os homem e mulher.” Esta afirmação do Gênesis, explicou Francisco, diz que não só o homem nem só a mulher são imagem de Deus, mas ambos, como casal, são imagem do Criador. A diferença entre eles tem em vista a comunhão e a geração, e não a contraposição nem a subordinação. “Somos feitos para nos ouvir e nos ajudar reciprocamente. Sem esse enriquecimento recíproco, não se pode entender profundamente o que significa ser homem e mulher”, disse o Papa. More »

 Eu sou um milagre de Deus

omilagrenossodecadadiaTodas as leituras deste tempo até Pentecostes nos levam ao derramamento do Espírito Santo. Propositadamente, a Igreja faz isso, porque ela quer nos preparar para uma efusão do Espírito. A palavra “efusão” é forte, porque tem um peso. Não é receber algo simples, mas uma efusão do Espírito Santo; e foi isso que nos falou o Evangelho de hoje: “Vós deveis nascer de novo”. E nós vimos que resultado disso está na Primeira Leitura.

Meus irmãos, é a nova sociedade, tremendamente competitiva, que quer “derrubar o outro”; e isso é totalmente oposto à sociedade de Pentecostes. Só teremos uma sociedade perfeita, de igualdade entre os irmãos, com a efusão do Espírito. É por isso que o Senhor quer que a face da Terra seja inundada pelo Paráclito, possuída por Ele. Assim, teremos uma sociedade nova. More »

misericordiaComunidade Canção Nova realiza de 10 a 12 de abril, em sua sede, na cidade de Cachoeira Paulista (SP), a Festa da Misericórdia com o tema: “Quanto mais a alma confiar, tanto mais receberá” (Diário de Santa Faustina, número 1578).

Em 22 de fevereiro de 1931, Jesus Cristo apareceu à jovem religiosa de nome Santa Faustina (Helen Kowalska) em Cracóvia, Polônia. Ela vinha de uma família pobre que havia trabalhado muito em sua pequena fazenda durante os terríveis anos da I Guerra Mundial. Irmã Faustina teve apenas três anos de educação muito simples. Suas tarefas eram as mais humildes do convento. More »

Muitas vezes, queremos ajudar nossa família, mas não sabemos como fazer isso

Nós Conheça-a-melhor-forma-de-ajudar-sua-família-600x450precisamos, pela graça de Deus, ser firmes, nadar correnteza acima e arrastar os nossos irmãos junto de nós. Precisamos colocar nossos joelhos no chão e rogar ao Senhor pela nossa família. Esse é o único meio que temos para salvar nossa família. Não estamos sozinhos em nossos pedidos, temos no céu, vivo para sempre, Jesus. Ele mostra Suas chagas ao Pai e intercede por nós.

“Senhor, se Jesus fez, até ao extremo, a vontade do Pai com prazer, queiramos também fazer até o extremo a vontade d’Ele, para que não nos percamos e para que nenhum daqueles que o Senhor nos deu se percam.”

Deus lhe deu uma família, por isso você tem a obrigação de fazer, ao extremo, a vontade d’’Ele.

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém!

Seu irmão,

Monsenhor Jonas Abib
Fundador da Comunidade Canção Nova

SANTA PÁSCOA!

“ALEGRAI-VOS!”(Jo 28,9)

James_Tissot_Christ_Appears_to_the_Holy_Women_525“Alegrai-vos”, é a saudação de Nosso Senhor Jesus Cristo Ressuscitado a Maria Madalena e a outra Maria, que voltavam do sepulcro, no primeiro dia da semana, após receberem a palavra do Anjo, que tinha a “aparência  como um relâmpago e as vestes brancas como a neve”, de que deveriam dizer aos discípulos que o Ressuscitado se encontraria com eles na Galileia.

A alegria espiritualizada de forma cristã é parte constitutiva da nossa vida de fé que se fundamenta no Mistério de Nosso Senhor Jesus Cristo glorificado pela Cruz e Ressurreição. N’Ele nos alegramos e nos tornamos transmissores da alegria da salvação, do perdão dos pecados, da vida eterna feliz como nosso futuro próximo e da ressurreição final como destino definitivo.

A celebração da Páscoa, nos próximos cinquenta dias, reavive em nós a fé, o desejo e o empenho moral para “possuir” as realidades celestes. Experimentando já o que nos aguarda, sejamos  pessoas restauradas, participantes alegres da Igreja de Nosso Senhor Jesus Cristo e construtores de uma sociedade que cultiva a cultura da justiça, da paz e da solidariedade fraterna, realidades que só frutificam se fundadas na verdade e na caridade.

Feliz e Santa Páscoa! Deus nos abençoe!

+ Tomé Ferreira da Silva
Bispo Diocesano de São José do Rio Preto/SP

mi_2652936481775014De uma antiga Homilia no grande Sábado Santo (séc IV), de um autor grego desconhecido – Da Liturgia das Horas – II leitura do Sábado Santo.

“Que está acontecendo hoje? Um grande silêncio reina sobre a terra. Um grande silêncio e uma grande solidão. Um grande silêncio porque o Rei está dormindo; a terra estremeceu e ficou silenciosa, porque o Deus feito homem adormeceu e acordou os que dormiam à séculos. Deus morreu na carne e despertou a mansão dos mortos.

Ele vai, antes de tudo, à procura de Adão, nosso primeiro pai, a ovelha perdida. Faz questão de visitar os que estão mergulhados nas trevas e na sombra da morte. Deus e seu Filho vão ao encontro de Adão e Eva cativos, e agora libertos dos sofrimentos. Continue lendo…