«

»

amigosdoceu

Aventuras de São Tomé

Arqueólogos e Garotos Apaixonados por descobertas, curtam…

As Aventuras de São Tomé!

Como já sabemos, os apóstolos não precisavam de avião para viajarem para as terras mais distantes, graças a uma ajudinha do Espírito Santo., eles “bilocavam”.. Mas essa é outra história que você pode conferir na Bíblia, em “Atos dos Apóstolos”.

Quer curtir eu contando a História de são Tome pra Web TV CN?

Devido a essa “ajudinha” do Céu, de biocar de um lado para outro milagrosamente e até de aparecer ao mesmo tempo em dois lugares do planeta, arqueólogos e historiadores ao longo dos séculos descobrem as histórias mais incríveis, inacreditáveis e misteriosas envolvendo esses primeiros missionários… Do tipo:

No Peru, os Incas possuíam uma pedra de mármore com uma Cruz que, segundo a tradição de seus antepassados, lhes fora presenteada por São Tomé.

Na Bolívia, há uma cruz que os indígenas da região, de acordo com tradição muito antiga, asseguravam ter sido deixada por São Tomé a seus ancestrais.

Venera-se hoje, na cúpula do altar-mor da catedral de Sucre, uma cruz confeccionada com a madeira negra da aludida cruz de São Tomé.

E Fernão Cortez, quando chegou ao México, achou um muro de pedra quadrada, e no meio uma cruz de dez palmos de altura, venerada pelos aztecas, implantada pelo Apóstolo.

E no Brasil? Será possível??? São Tomé no Brasil?!

Em 1514, foi publicado a descoberta de cruzes e a existência das impressões dos pés de São Tomé no litoral e mesmo no interior.

Os índios diziam pertencer a um tal de “Sumé”. E quando falavam do Apóstolo, chamavam-no de deus pequeno que havia falado do Deus maior.

Padre Manoel da Nóbrega,  o companheiro de missão de José de Anchieta, em suas “Cartas do Brasil”, em março de 1549 escreveu:

Dizem os índios que São Tomé passou por aqui e isto lhes foi dito por seus antepassados.

Suas pisadas estão sinaladas junto de um rio, as quais eu fui ver, por mais certeza da verdade, e vi com os próprios olhos quatro pisadas sinaladas com seus dedos.

Dizem que quando deixou estas pisadas, São Tomé ia fugindo dos índios que o queriam flechar, e chegand

o ali se abrira o rio e ele passou por meio dele à outra parte sem se molhar.

Contam os índios que quando queriam o flechar, as flechas se entortavam e voltavam-se para eles. E os matos se abriam e lhe faziam caminhos para que passasse”.

Desde o Rio Grande do Sul, passando por São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia, Paraíba, Ceará e Maranhão, encontramos pegadas atribuídas a São Tomé, que, pelo relato dos índios, todos anteriores ao Descobrimento em 1500.


Outra História Incrível!!!

São Tomé e o Cinto de Nossa Senhora

São Tomé encontrava-se numa dessas viagens missionárias quando recebeu um recado de São Pedro: “Volte rápido à Jerusalém, pois  Maria, a mãe do Senhor,  está morrendo e deseja despedir-se de todos.” (clique aqui para ler essa história)

Link permanente para este artigo: https://blog.cancaonova.com/amigosdoceu/outras-historias-de-sao-tome/

1 comentário

  1. carlos disse:

    linda as historias…

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com