Gostaria de informar que a carta que escrevi D. Pedro Casaldáliga, a respeito de seu artigo “A Verdade, Pilatos, é…”, foi exclusiva para ele; CONFIDENCIAL, e não uma Carta Aberta; tanto assim que não a coloquei no Portal da Canção Nova, nem no meu blog e nem na minha página na internet; não a divulguei nem pela Rádio e nem pela TV Canção Nova. Lamento alguém ter agido de maneira anti-ética e a ter divulgado. É sabido que uma carta Confidencial é muito diferente de uma carta aberta.

A Canção Nova não tem nada a ver com isso; e ninguém nela tem responsabilidade por isso; portanto seria injusto e desleal querer partir para acusações à CN, ou vincular esta carta ao Pe. Jonas ou outra pessoa da CN. A iniciativa foi somente minha.

Como infelizmente esta carta CONFIDENCIAL veio a público, totalmente contra a minha vontade, pela internet, sinto necessidade de esclarecer o que se segue.

D. Pedro me respondeu em duas linhas dizendo apenas que fica feliz por haver na Igreja diversidade de pensamentos. Nada mais.

Na Carta circular de D. Pedro, acima citada, considero que ele foi ofensivo com o Vaticano e a Cúria Romana; e por isso eu quis me manifestar particularmente a ele.

Em minha carta mostrei a minha total discordância com o apoio que alguns bispos sempre deram à teologia da libertação, defendida por D. Pedro em sua carta circular. Não é novidade para ninguém que a Santa Sé não concorda com esta teologia vivida especialmente na América Latina. Dois dos seus mais fortes defensores já foram corrigidos pelo Vaticano, Leonardo Boff e Jon Sobrinho. Leonardo Boff acabou de dar uma entrevista ao site www.amaivos.uol.com.br dizendo que “Roma está perdendo a luta contra a teologia da libertação”; esta entrevista deixa claro que a Igreja é contra essa teologia e a combate.

A minha intenção não foi de ofender os bispos citados, nem de denegrir as suas imagens; e muito menos de desejar-lhes o mal; apenas quis dizer que sempre discordei profundamente do caminho que tomaram, dando o apoio que sempre deram à teologia da libertação; teologia esta que sempre desagradou a Santa Sé.

Se outro entendimento foi dado às minhas palavras eu quero dizer que não foi esta a minha intenção, e desde já peço perdão se elas magoaram alguém; quis apenas debater idéias e não condenar pessoas.

O então Cardeal Ratzinger, hoje Papa, em 1984 disse que “a teologia da libertação é uma heresia singular” (“Eu vos explico o que é a Teologia da Libertação, Revista “Pergunte e Responderemos”, Ano XXV – No 276 – 1984).Como não dar um peso enorme a essas palavras que vêm de um homem que foi o braço direito do Papa João Paulo II por 24 anos, e que agora é Papa? O que fazer, senão combate-la?

Reconheço as lutas árduas e o valor dos Bispos ligados à TL, mas lamento que tenham seguido este caminho, pelo exposto acima. Nada mais. Peço-lhes perdão se minhas palavras ultrapassaram o que eu sinceramente quis dizer. Atenciosamente,

Prof. Felipe Aquino – 15 de abril de 2007Festa da Divina Misericórdia

18 Comentários

  1. Eduardo Zombini

    Muito bem, professor!

    Não ligue para aqueles que querem atacá-lo por causa desta carta. São aproveitadores, partidários da TL que a querem “ressucitar” na ocasião da visita do papa.

    O bom povo católico deste país está com o senhor e o apóia!

    Lembre-se o que Cristo disse: “Felizes os que sofrem perseguições por causa de mim”

    Estamos com o senhor. Continue sendo esta voz corajosa da Igreja do Senhor!

    Que Deus o abençoe!

    Eduardo Zombini
    e.zombini@itelefonica.com.br

  2. Rudini Sampaio

    Prof. Felipe é um Santo Atanásio dos nossos tempos. A teologia da libertação já foi condenada pela Igreja. Ele só está mostrando isso. Curioso é que Casaldáliga, Betto e Boff podem criticar abertamente o Papa e sua própria Igreja, mas prof. Felipe não pode criticar privadamente um punhado de bispos da TL. É um absurdo! “A quem muito foi dado, muito será cobrado”. Não esmoreça, professor. Nossa Igreja precisa de combatentes como o Sr.

  3. Renato Colonna Rosman

    Prezado Prof. Felipe Aquino:

    Infelizmente na Igreja há os verdadeiros católicos (os que estão em comunhão com o Magistério da Igreja Católica e o papa) e os falsos católicos (os que consideram o Magistério da Igreja e o papa malvados porque os adverte que a doutrina de fé e de moral que ensinam não é católica). Os falsos católicos (leigos, padres, bispos, ou teólogos ou não) estão sempre reclamando do Magistério da Igreja e do papa, e às vezes elogiam hipocritamente um papa falecido, que quando vivo era ridicularizado e menosprezado por eles, porque tal elogio lhes será útil para algum objetivo não-católico.

    Caro Prof. Felipe Aquino, siga em frente, com coragem, como bom católico, sem medo dos falsos católicos. Estes perecerão, e a Igreja Católica continuará firme e forte.
    Um abraço
    Renato Rosman

  4. A devida reposta ao Bispo comunista Dom Pedro Casaldáliga está no texto “Teologia da Libertação: A verdade, Judas, é…” disponível em http://www.pascendi.org/veritajudas.htm.
    No artigo, o leitor conhecerá o que realmente fazem, e fizeram, os sequazes da seita da Teologia da Libertação.

  5. O professor Felipe Aquino agiu certíssimo
    A TL precisa ser denunciada juntamente com a CNBB, que nada faz para defender a Igreja e fica acobertando esses Bispos traidores.

  6. Manoel Limoeiro

    Caríssimo Professor Aquino.

    O Sr. nao precisa se sentir magoado pelo fato de sua carta CONFIDENCIAL se tornar pública. Morei muitos anos em S.Felix do Araguaia e convivi muitos anos com Dom Pedro. Politicamente sempre fui da direita, porém, minha convivencia com o Sr. Bispo sempre foi pacífica. Muito compreensivel a resposta do bispo Pedro. O sr. sabe melhor do eu que o mais importante na Igreja é o Senhor Jesus que nos une e nos ilumina, e nao necessáriamente essa ou aquela teologia. Avancemos!

  7. A Igreja católica é a maior igreja do mundo. Por isso merece todos os nossos repeitos. Um abraço de Manoel Limoeiro de Recife-PE.
    Meu por favor visite: http://grupounidoderodafogo.blogspot.com/

  8. O Brasil, reconhece os trabalhos da nossa Igreja católica. Um abraço de Manoel Limoeiro de Recife-PE.
    Meu Blog por favor visite: http://grupounidoderodafogo.blogspot.com/

  9. Se a essa ou aquela Teologia não importasse, os Apóstolos nunca teriam ensinado UMA doutrina. Ora, Cristo fundou UMA Igreja para que ela ensinasse UMA doutrina. E a Teologia da LIbertação é contrária à doutrina de Cristo, que é ensinada pela sua Igreja.

  10. A manjedoura do menino Jesus, não estava em lugar bem cheiroso…estava entre pobres e os animais…
    Então, porque será que nos achamos mais que Deus e os irmãos!

  11. Cara Luciana,
    Salve Maria

    Vc tem razão, o Menino Jesus não nasceu na riqueza e na fartura.
    Mas, também não nasceu no meio de ladrões, assassinos, sequestradores, torturadores ou ditadores tais como Fidel Castro, Che Guevara, FARCs e MST e toda a laia de bandidos exaltados pela famigerada Teologia da Libertação de Boff, Betto e Casaldáliga.

  12. Caro DEIVISSON DIAS CHAGAS, vc escreveu: “…que leva no coração a esperança de ver nossa Igreja Libertada de tudo o que a distancia do seu verdadeiro papel, ser presença viva e atuante na historia do homem, principalmente daqueles que mais sofrem devido à ambição do capitalismo e da alienação da nossa Igreja.” ORA, ASSIM COMO VC EU DESEJO VER A IGREJA CATÓLICA DO BRASIL LIVRE DE TUDO QUE A DISTANCIA DO SEU VERDADEIRO PAPEL, QUE É LEVAR CRISTO PARA AS PESSOAS. LOGO, A TEOLOGIA DA LIBERTAÇÃO (que parece que vc desconhece), É A HERESIA QUE, HJ MAIS DISTANCIA A IGREJA DO SEU VERDADEIRO PAPEL. A TL É UMA NOVA MANEIRA DE INTERPRETAR O CRISTIANISMO BASEANDO-SE NO MARXISMO. PARA SER SOLIDÁRIO AOS POBRES NÃO É NECESSÁRIO SER COMUNISTA. SÃO FRANCISCO QUE O DIGA! A IGREJA SEMPRE CONCLAMOU AS PESSOAS A SE SOLIDARIZAREM COM OS MAIS POBRES, VEJA A AIS (Ajuda a Igreja que Sofre), VEJA A TOCA DE ASSIS E MUITOS OUTROS MOVIMENTOS QUE VIVEM DO AMOR AOS POBRES. AO CONTRÁRIO, NÃO É ISSO QUE SE VÊ EM CUBA E NOS PAISES SOCIALISTAS.
    NÃO PODEMOS ASSOCIAR A LUTA PELO VERDADEIRO SOCIAL COM A LUTA SOCIALISTA! SÃO DUAS COISAS DISTINTAS. UMA VEM DO VERDADEIRO AMOR CRISTÃO E A OUTRA VEM DE UMA DOUTRINA COMUNISTA E ANTI-CRISTÃ.
    VC QUER SABER SE A TEOLOGIA DA LIBERTAÇÃO DARIA CERTO, TENTE EXPRESSAR O SEU CATOLICISMO NA CHINA?

    OUTRA COISA, JESUS CRISTO, PARA GARANTIR A UNIDADE DE SUA IGREJA, DEU A PEDRO O PODER DE LIGAR E DESLIGAR AS COISAS DA TERRA COM AS DO CÉU. LOGO, ELE (PAPA) É A REFERÊNCIA DO QUE É CERTO PARA MANTERMOS O NOSSO CRISTIANISMO FIEL A JESUS CRISTO.

    Sugiro que vc leia:
    “EU VOS EXPLICO A TEOLOGIA DA LIBERTAÇÃO” Escrito pelo PAPA quando ainda Cardeal, e
    o documento “Libertatis nuntius” (é fácil achar no google).

    LEMBRE-SE QUE O FATO DE A IGREJA SER CONTRA O COMUNISMO NÃO IMPLICA QUE ELA SEJA A FAVOR DO CAPITALISMO OPRESSOR.

    LEIA ESSES TEXTOS QUE VC VAI COMEÇAR A COMPREENDER!

  13. Manoel Carlos

    Professor sua atitude em lembrar a este Bispo que não vive em comunhão com o catolicismo é louvável. Se todos os ditos católicos agissem assim, o mundo seria mais cristão.

  14. infelizmente essas pragas estão dentro da igreja,mais temos esperamça em cristo!

  15. Que pena que nós que nos apresentamos como cristãos ainda construímos lutas contra alguns grupos da igreja enão vivemos a verdadeira igreja de Deus. O tempo é de rezar pela unidade, pois Deus nos deu dons diferentes, a uns o dom da contemplação, a outros o dom do serviço que é a própria oração, e a outros os diveros dons. o mais bonito disso é o que ocorreu em minha Paróquia, quando nós das Pastorais sociais que temos o trabalho de levarmos o evangelho aos excluídos e buscarmos estratégias em conjunto com esses irmãos, no sentido da construção de uma vida digna,enqunato isso o grupo da renovação carismática sempre estava em oração por todos …Acredito que o amor de Deus seja isso e esse seu maior mandamento…”cuidar dos órfãos e das viúvas” que as mãos se unam, cada mão com a a missão destinada por Deus .

  16. A Teologia da Libertação está levando a Igreja Católica da América Latina à esculhambação total. Os padres adeptos, só pensam no social e nos pobres financeiros, deixando de lado, toda a questão espiritual, para a qual foram ordenados. TODOS os esforços deveriam ser tomados para que essa ‘praga’ da TL fosse exterminada da face da terra.

  17. Louvo o zelo do Prof.Aquino em estar em comunhão com o magistério da igreja. E por isso mesmo, o alerto para o fato de que esse magistério jamais condenou a teologia da libertação como heresia. Ao contrário,incorporou essa teologia ao patrimônio do Ensino Social da Igreja. O santo padre João Paulo II disse : “eu também sou teólogo da libertação” e o bispo que veio em nome do papa pregar retiro aos bispos do Brasil (Dom Bernard Gantin) disse, a pedido do papa: “a teologia da libertação não só é útil, mas necessária”. Portanto, sejamos fiéis ao papa e ao magistério da igreja, estudando e praticando a teologia da libertação, bem como como discernindo essa teologia, ortodoxa e fiel à doutrina da igreja, de algumas formas desviantes de inspiração marxista, essas formas e apenas essas é que foram condenadas pela igreja, conforme os dois documentos emanados pela congregação da Doutrina da Fé.
    Fraternalmente no Senhor. Geraldo.

  18. Prof, eu que também sou professor, consideraria muito mais louvável se, de alguma maneira, o senhor contribuisse o mínimo possível para diminiuir o sofrimento de pessoas concretas e assim desse provas de amor ao próximo, que se vê, como pede o evangelho e como faz D. Pedro Casaldáliga, homem humano e amoroso que tive a grata satisfação de conhecer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *