Desde o início do Cristianismo a Quaresma marcou para os cristãos um tempo de graça, oração, penitência e jejum, com o objetivo de se chegar à conversão. Ela nos faz lembrar as palavras de Jesus: “Se não fizerdes penitência, todos perecereis” (Lc 13,3). Se não deixarmos o pecado, não poderemos ter a vida eterna em Deus; logo, a atividade mais importante é a nossa conversão, renunciar ao pecado.

Nada é pior do que o pecado para a vida do homem, da Igreja e do mundo, ensina a Igreja; por isso Cristo veio, exatamente, “para tirar pecado do mundo” (cf. Jo 1, 29). Ele é o Cordeiro de Deus imolado para isso. More »

1. O Papai Noel é um mito, Jesus é uma realidade! Papai Noel é um deleite, Jesus um Sacrifício.

2. A nossa expectativa em esperar o Natal é a mesma de toda a humanidade de todos os tempos a espera de que o Filho de Deus viesse a nós, em nossa natureza, para de novo ligar o Céu com a Terra.

3. O Natal nos lembra que estamos mergulhados no amor de Deus e não damos conta disso. More »

O Tempo do Advento é um tempo de preparação para a Festa do Natal de Jesus.

Este foi o maior acontecimento da História: o Verbo se fez carne e habitou entre nós. Dignou-se a assumir a nossa humanidade, sem deixar de ser Deus. Esse acontecimento precisa ser preparado e celebrado a cada ano. Nessas quatro semanas de preparação, somos convidados a esperar Jesus que vem no Natal e que vem no final dos tempos. More »

Segundo o Padre Gustavo Haas, ex-assessor de liturgia da CNBB, a árvore de natal, que simboliza a vida, deve ser montada no primeiro domingo do Advento, que marca o começo deste tempo litúrgico.

O ideal é montar a árvore e colocar os enfeites e adereços aos poucos, durante as quatro semanas do advento, pois para nós católicos, este gesto nos faz recordar que estamos num tempo de preparação, ou seja, preparando a nossa vida para o nascimento de Jesus. More »

O grande valor do Rosário e dos Terços que o compõem é a contemplação dos mistérios da vida de Jesus: gozosos, luminosos, dolorosos e gloriosos; assim, o Terço é Cristocêntrico e não Mariocêntrico.

Se deixamos de contemplar os mistérios ele perde essa sua beleza embora a reza das Ave-Maria e Pai-Nosso tenham também o seu valor. Assim, a Igreja recomenda que se reze o Terço contemplando os mistérios; que pode se ver abaixo: More »