Fotos: Wallace Andrade CN

A vida tem sempre caminhos e pessoas surpreendentes! Ao dar os primeiros passos numa estrada desconhecida, geramos em nossos pensamentos expectativas que fazem o coração disparar. E na medida em que avançamos pelo trecho, surgem boas e nem tão boas surpresas. Toda rota tem buracos, pedras, espinhos e troncos que atravessam o percurso. E em cada obstáculo que aparece, não dá pra parar, sentar e chorar até morrer! Preciso buscar meios de tapar os buracos, arrancar as pedras, espanar os espinhos e arrastar os troncos. Afinal a viagem precisar continuar.

E na rotina dessa estrada tem sempre alguém que ajuda a empurrar o carro de sua vida. Tem sempre aquele que pega a pá contigo e tapa os buracos. E aquele que aparece e arranca os espinhos que te causa tanta dor? E o cara que agarra a pedra ao teu lado e te motiva a fazer força? Surpresa mesmo é quando você ouve a motosserra chegando e cortando em fatias o tronco de seu caminho. Essas pessoas já estão em sua estrada, como fragmentos importantes na trilha, como anjos que nos fazem entender que Deus tem muito carinho por nós!

O problema é quando nessa estrada tem os que abrem mais buracos, lançam mais espinhos, despejam mais pedras e derrubam muitas árvores para impedir que você prossiga em sua rota de harmonia e felicidade, de certeza e esperança! Para esses é melhor não dar crédito. É louvável não darmos títulos, pois podemos ser injustos com o Senhor. Afinal, a providência Divina, que rege todas as coisas, é cercada de mistérios e permissões do Criador.

As pessoas que dificultam nosso prosseguir, podem estar até nos atrapalhando e nos atrasando, mas não serão nunca capazes de nos fazer desistir, se em suas provocações, nos encontrar dispostos e acompanhados daquelas outras pessoas que já mostraram que estão ali para nos ajudar. Pessoas em quem podemos contar sempre.

E como ponto final desse texto, é sempre bom lembrar que nas estradas desse mundo, existirão sempre pessoas prontas pra nos dizer: FAÇA O QUE EU DIGO! Difícil é ver que nem sempre são capazes de nos dizer: FAÇA O QUE EU FAÇO! Afinal a vida é feita de testemunhos reais e verdadeiros. O resto são só palavras ao vento… e pérolas aos porcos!! E no tempo de Deus, elas vão passar em nossas vidas, como os buracos, as pedras, os espinhos e os troncos que já ficaram para trás em nossa viagem terrena, rumo ao céu!!

Deus abençoe!

Wallace Andrade 
Comunidade Canção Nova
wallace.andrade@cancaonova.com

imagesTemos Acampamento para Músicos, nessa sexta, sábado e domingo. Uma bela oportunidade de deixar Deus usar suas ferramentas em nós que somos cantores e instrumentistas a serviço do Senhor. Foi então que me ocorreu uma bela lembrança. O instrumento que empunhamos para evangelizar é conteúdo de pregação, se partirmos do princípio de como ele é feito e por quem ele é feito. Quando vamos a um show, uma apresentação de uma orquestra sinfônica, ou até mesmo quando abraçamos o violão para tocar, nem sempre imaginamos o carinho como o instrumento pode ter sido feito.  Lembro de um “Luthier” que conheci. Aquele cara que fabrica instrumentos de corda de forma artesanal, como no princípio dos tempos musicais. Foi na minha cidade natal. O homem de uns 50 anos tinha fama de ser o melhor de Campos dos Goitacazes-RJ. E a caminho de sua casa, fiquei me perguntando o que fazia desse homem ser tão bom naquilo que se propos a fazer.  Ao chegar em sua casa tomei um susto. No quintal havia um monte de madeira, que parecia estar ali a muito tempo. E logo o “craque” do assunto me explicou que esse era o primeiro passo para se fabricar um bom instrumento.  É necessário que a madeira fique exposta ao tempo, na chuva e no sol intenso, no sereno e no vento, para que sofra todas as transformações. Rachar o que precisa rachar, empenar o que precisa empenar, ressecar o que precisa ser ressecado.  Só depois de viver as quatro estações do ano, ela está pronta para ser transformada.  Então vi o carinho com que “Luthier” se debruçava na madeira, cortando suas rachaduras, tornando plano e reto o que estava torto, lustrando e lubrificando o que estava seco.  Os maiores tesouros materiais que este homem tinha eram suas ferramentas. Era com elas que ele transformava a madeira bruta em arte admirável. Era com elas que ele moldava o instrumento. As maiores realizações deste homem eram os instrumentos prontos e lindos de se ver. Violinos, violões, guitarras, baixos, cavaquinhos. Cada um com sua história pessoal com o artesão. Cada um com sua característica sonora. Cada um proporcionando satisfação às mãos de quem toca e aos ouvidos de quem se emociona com os acordes.  Nesse Acampamento para músicos, quero te convidar a ser madeira bruta nas mãos do nosso “Luthier Divino”. Permita que Ele arranque as rachaduras de seu coração, torne reto e plano o caminho que estava torto e encharque com a água viva do Espírito, todos os cantos do seu ser, que as decepções da vida ressecaram.  E que ao ser moldado, você se transforme no mais belo instrumento capaz de alcançar os corações com o som que o Senhor toca em você.

Deus abençoe!

Wallace Andrade
Comunidade Canção Nova
wallace.andrade@cancaonova.com

Do livro: Músicos em ordem de batalha – Padre Jonas Abib
Ministério de música é fundamental, é tropa que vai à frente. Ele não vai se exibindo nem tocando bonito apenas para fazer aparato. Não é como nos desfiles, para ser aplaudido! A melhor “fanfarra” ganha prêmio. A melhor “baliza” ganha troféu. Não confunda isso com escola de samba. Ministério de música não é desfile; é tropa de combate. É um exército em batalha! Você músico, está na linha de frente para se defrontar com o inimigo. Se você traz instrumentos nas mãos, eles são para a guerra. Se traz vestes especiais, elas são para a guerra. Em cada atividade que você participa na paróquia, tocando nas Missas, nas reuniões, nos grupos de oração, nos louvores, nos shows de evangelização, nos grandes cenáculos, onde quer que seja, o objetivo é atingir as ovelhas.  Você pode até dizer que só está cantando, mas é preciso ter um coração de evangelizador! Você está cantando por causa da evangelização, por essa razão têm de cantar com o poder de atingir almas e converter corações.  A música tem poder. Ela pode envenenar ou salvar. A música nunca é neutra, pois tem uma flecha com algo na ponta. É como os índios faziam: as flechas levavam remédio ou veneno. Não existe música inócua. Você precisa ser a boca de Deus para atingir com vida e salvação.

Deus abençoe!!!

Abçs.

Wallace Andrade
Comunidade Canção Nova
editoria@cancaonova.com

Que alegria poder presenciar os frutos do amor de Deus na vida dos irmão. Poder sentir que homens de oração sempre escutarão o Senhor. Assistir ao show de lançamento do novo cd de Márcio Todeschini, que tanto me edifica com o irmão de comunidade que é, me fez vibrar pois não tive dúvidas. O Senhor atraiu muitos para Ele com aquele show. Muitos abriram o coração e sentiram A FORÇA DO AMOR. A música título do cd é indiscutivelmente um chamado a experimentar esse amor. O novo trabalho do Márcio é repleto de tesouros como EU QUERO ADORAR, com a participação da Salette Ferreira, VEM ESPÍRITO DE DEUS. Outro momento emocionante do show foi com a música SOMOS LIVRES, com a participação de sua esposa Eliete e do seu filho Geovani, que foram homenageado com esta canção. Aqui descrevo as palavras do Márcio. “Deus me deu um presente muito lindo que eu posso dizer com toda a sinceridade que é fruto do meu sim a Deus, da minha entrega, Deus me deu um amor de verdade. Por isso você que se sente chamado não tenha medo de dar a sua vida para Deus porque Deus tem o melhor para você. As vezes o melhor não é aquilo que a gente sonha, porque o que Ele tem é melhor do que qualquer sonho. Pois foi através do meu sim a Deus que eu pude conhecer a mulher da minha vida.Quando a gente busca a Deus em primeiro lugar tudo mais nos sé acrescentado.” Mas confesso que gostei muito de . Ela nos convida a meditar o encontro de Jesus com Adão, o primeiro pecador, na mansão dos mortos. A música composta por Felipe Adamo, que teve uma participação especialíssima no show de ontem, é oração de encontro pessoal com Jesus. ” Olha as minhas chagas, vê não eram para mim… são as suas máguas .. são as suas dores que estão em mim. Foi por tudo por voce… A maior prova foi o meu fim… Olha o descaso… Vê que estou como estás… Olha o absurdo … Vê meu pai me abandonar… Olha que escândalo… Vê, é Deus que vai morrer… Olha que insano… Vê que é só por você… Foi tudo por você… Porque eu te amo sim… A maior prova foi o meu fim…”. Que possamos ser atraídos cada vez mais pelo Senhor e não exitemos em continuar o caminho, a busca constante de santidade e que ao renunciar os prazeres deste mundo, possamos um dia experimentar as delícias do céu.

Deus abençoe!

Wallace Andrade
Comunidade Canção Nova

Hoje acordei com a música que me fez mudar de atitudes e até mesmo derramar lágrimas, na época em que me decidi dar passos mais firmes em direção às vontades do Senhor. A primeira vez que ouvi a “canção nova” escrita por Salette Ferreira, foi na voz de Ricardo Sá, durante a comunhão de uma missa celebrada pelo Mons. Jonas Abib. Sua homilia tinha sido um forte chamado a conversão, a deixar às coisas velhas e começar uma vida nova. Mons. Jonas me convidava a buscar um novo horizonte, a não voar mais sozinho,  a  encontrar forças nos irmãos que voariam junto comigo a não desistir de continuar batendo asas em direção a Deus, ao céu. Naquele dia decidi ser uma nova pessoa. Antes que a homilia terminasse, já estava agindo para que tudo que era velho fosse realmente para o lixo. Sabia que algo muito forte estava começando a acontecer e realmente eu não podia mais me prender às coisas que me faziam velho. Lembro que até peguei minha coleção de discos vinil, CDs e fitas k7 e joguei tudo no lixo. Eram músicas seculares que até foram importantes para a minha musicalidade, mas não me levavam a experimentar o verdadeiro amor. E depois dessa atitude voltei para terminar de participar da missa pela TV, quando ouvi aquela, que foi minha primeira “Canção Nova”. TUDO PASSA, TUDO PASSA, TUDO VAI PASSAR… SÓ NÃO MUDA O AMOR DE DEUS QUE É PAI. NEM A MORTE, NEM A DOR, NEM A SOLIDÃO… PODE SUPERAR O AMOR DE DEUS POR MIM… SÓ DEUS NÃO PASSARÁ… SÓ DEUS PERMANECERÁ.. . SÓ DEUS… SEU AMOR QUE VIVE EM MIM… Foi impossível conter as lágrimas. Ardia de amor por Deus, o meu coração. Ao mesmo tempo sentia, como sinto até hoje, uma saudade inexplicável, uma vontade de estar perto do Senhor e me derramar inteiramente ao teu amor.  Pode ser que não entenda bem o que estou tentando descrever, mas esse é um sentimento de quem realmente acordou para uma nova canção, onde suas vontades já não são importantes, suas realizações materiais passam a não ter valor o que imaginava e sua felicidade é plena nas pequenas e simples coisas. Não tenho outra definição.  ECONTRO PESSOAL COM CRISTO, onde você começa a ter a certeza de que TUDO PASSA…SÓ DEUS NÃO PASSARÁ… E NEM SEU AMOR QUE VIVE EM MIM…!

Deus abençoe!

Wallace Andrade
Comunidade Cancão Nova

jornalistasp@cancaonova.com