Não sei quanto tempo você caminha na estrada da vida, mas sei que em todo o trajeto até aqui você encontrou alguém que entrou pra sempre em sua história. Mesmo que depois de tantos anos, ou quem sabe décadas, ele continue ali, naquela gaveta especial do seu baú de recordações.  Em dias de saudade, uma única foto será suficiente para te lançar no “túnel do tempo” das boas lembranças. O cara que fazia caminhãozinho de lata de óleo com rodinhas recortadas de sandálias havaianas sem correia, encontradas na sarjeta. Um artesão nato que ensinava o caminho exato de uma boa cabine e uma carroceria pregadas num único pedaço de madeira. Jorge “Bleckaute” era um dos meus melhores amigos de infância. Morava em frente a minha casa e sempre fomos parceiros do futebol, da pipa, da bola de gude e até da frota de caminhões de lata, que causava inveja na molecada. Bleckaute tinha uma força duas vezes maior que a minha e quando os ânimos esquentavam, numa disputa de bola, eu até tentava encarar o negão, mas sabia que ia me dar mal e resolvia o rolo, antes de partirmos para a briga. Amigos pra sempre e nunca esquecemos um do outro. Uns 30 anos depois tive a alegria de reencontra-lo, ficamos mais de meia hora viajando no tempo e dando boas risadas. Mas lá se vão uns 15 anos que não o vejo. E quem disse que essa amizade passou? Não passa e nem passará! Seremos amigos pra sempre e se Deus permitir, um dia estaremos unidos em Sua presença no céu! Hoje vejo meu filho com uma coleção completa de amigos. Tem sempre um lá em casa a fazer uma farra gostosa, espalhar minhas ferramentas, bater uma bolinha e até ter uma briguinha daquelas saudáveis pra qualquer menino. Tudo isso me remete aos meus bons tempos. E sempre será assim até a nossa passagem desse mundo. Sempre vamos encontrar pessoas que falam diferente ao nosso coração. Não tenho dúvidas, que Deus está nisso tudo. Ele sabe muito bem o tipo de amigo que preciso e no tempo certo que ele será importante em minha caminhada. O legal é que não são muitos. Em cada porto desse mar encontramos um ou dois amigões que ficam pra sempre nas páginas de nosso livro da vida. E o duro é quando o barco tem que zarpar do porto em busca de novos mares. Lágrimas são inevitáveis e as vezes um aperto de mão ou um abraço, cravam nosso peito, como brasa viva. Uma dor indescritível, uma comoção experimentada de várias formas. Talvez a mais dura delas é a despedida final, quando temos a certeza exata de que nunca mais vamos encontrar aquele amigo nesse mundo. “Um amigo fiel é uma poderosa proteção: quem o achou, descobriu um tesouro. Um amigo fiel é um remédio de vida e imortalidade; quem teme ao Senhor, achará esse amigo.” (Eclesiástico 6, 14-17) O relógio da nossa vida não pára e as voltas dos ponteiros estão cada vez mais rápidas. Nem sempre encontramos tempo para os amigos, porque o trabalho não permite, os afazeres de cada estação são intensos e uma vez ou outra, somos sacudidos por uma pequena lembrança que arranca de nós uma saudade sem fim. Não estou aqui pra causar lágrimas de arrependimento em sua vida. As lágrimas que podem escorrer em nossa face, precisam despertar esse menino que anda adormecido e fazer com que ele volte a brincar e a provocar os velhos e bons amigos. Estejam eles, onde estiverem, fazendo o que lhes cabem. E se não tiver pressa em acordar e recordar que sua vida tem um preço, pago pelo sangue do nosso melhor amigo de todos, infelizmente estás correndo o risco de trocar as lágrimas de saudade que pode ser sanada, por uma dor de remorso que desatina a alma e faz entender que perdeu tempo de mais e não tem mais como reparar o buraco que foi aberto pra sempre no peito e na caixa de recordações. Corre lá agora! Não perde tempo não! Já entendeu que amizade sincera, não tem preço e mesmo que tenha e você tem certeza que vale a pena, pague pra recuperá-la e volte a sorrir e acreditar que “os amigos são pra sempre, quando vivem como irmãos e quando deixam que o Senhor seja o Deus dessa união.” (trecho da música: Amigo Irmão – Anjos de Resgate)

Deus Abençoe!

Wallace Andrade
Comunidade Canção Nova
Missionário e Jornalista
Autor dos livros:
Mãe de Milagres – Nossa Senhora Aparecida
Mãe de Milagres – Mãe Rainha 3 Vezes Admirável de Schoenstatt

A vida é sempre cheia de surpresas agradáveis ou nem tanto. Só que quanto mais caminhamos e avançamos na estrada dessa vida, mais acumulamos boas e más recordações em nossos corações. Aos que realmente estão vivos eu quero aqui chamar de “Corações Repletos”. Um coração aquecido e pulsante não se acostuma com cenas do dia a dia, como se nada tivesse acontecendo, bem ali, debaixo de nossos olhos. Como ser indiferente a uma criança que dorme e treme de frio no canto da calçada? Foi uma cena dessas, na maior cidade da América Latina, que vi como é possível existir tantos corações gélidos, que precisam ser depurados. Eu não digo isso aqui agora, pra vanglória, mas ao ver um menino tremendo de frio numa calçada de São Paulo, em 2008, eu não exitei em tirar meu casaco de frio e cobrir aquela criança, naquele finalzinho de madrugada. É claro que morar um ano naquela “Selva de Pedra” e cobrir tantas pessoas tremendo de frio todos os dias, iria exigir de mim pelo menos um casaco pra doar a cada dia, já que na capital paulista, naquela época, existiam mais de 20 mil moradores de rua enfrentando situação parecida com a do menino. Catorze anos depois esse coração aqui, agora mora no interior e longe de cenas mais intensas e doloridas, que revelam as mazelas desse mundo. Mas ainda sinto o músculo central do peito, ser preenchido por pequenas ações e atitudes que servem de combustível para me manter vivo com essa massa central a bater e a pulsar pela vida que realmente não vai passar. Dia desses recebi uma foto de minha afilhada, que hoje tem 25 anos. Esse “Frajolinha” aí do alto, (Personagem do desenho FRAJOLA E PIU-PIU, criado por Bob Clampett em 1940 e que fazia parte da série Looney Tunes)  que dorme tranquilo sob um manto quentinho, foi resgatado por ela na rua e teve uma noite de gala. Foi lavado, alimentado e amado por minha afilhada, que no dia seguinte procurou e encontrou um belo destino para o gato recém-nascido. O Frajolinha foi levado a uma clínica veterinária, que providencialmente tinha uma mamãe gato, que acabara de parir outros filhotes. O bichano foi adotado para a alegria geral. E só depois de ler uma mensagem de minha sobrinha e afilhada de batismo, percebi como um coração repleto é capaz de preencher outros corações com atitudes do bem. Os órfãos de pais vivos não são capazes de ter atitudes como a desta menina, agora uma moça. Ela teve e tem sim pai, mãe, irmão, avós, padrinhos, tios e primos. E a mim coube, como padrinho,  um dia salvar um pequeno pássaro em sua presença. Isso foi o suficiente para que ela abrisse a prateleira de tesouros do seu coraçãozinho de criança e guardasse essa simples, mas importante atitude do “Dindo” como recordação. E foi justamente isso que quase duas década depois ressoou de forma tão reluzente. “Dindo , consegui deixar o gatinho em uma clinica veterinária, uma gatinha acabou de ter filhotes, e vai adotar ele e amamentá-lo. Obrigada por orar por nós e por ter me ensinado a ajudar os animais!!” Não são e não serão todos que vão ler essa história real com o coração repleto. Existem sim muitas “carroças vazias” e barulhentas, preocupadas apenas com suas histórias ou estórias. Mas o que quero expressar aqui é uma única certeza. Um coração só é repleto de bons atos, quando cresce no seio de uma família, que acredita no amor, que acredita na ação de Deus e que pode sim ter a coragem e fazer toda a diferença nesse mundo. No caminho poderemos encontrar muitos “frajolas”, muitos meninos, muitos feridos por esse mundo. Mas só os corações repletos serão capazes de agir como o bom samaritano (Lucas 10, 25-37), que levou o homem agredido por ladrões a uma hospedaria, cuidou das feridas e pagou o dono da pousada para cuidar dele até sua volta. Só os corações repletos serão capazes de mudar o que parece não ter jeito neste mundo. Pense nisso.!!

Deus abençoe!

Wallace Andrade
Jornalista, Escritor e Missionário
Comunidade Canção Nova

O orvalho da manhã e os respingos de chuva anunciam que hoje a natureza está mais tristonha em Cachoeira Paulista-SP. É o anúncio de que o tempo de novidades se aproxima e com a primavera, também é preciso florecer e perfumar novos canteiros.  Rosas com sorrisos e bromélias com espinhos, sempre vão nortear os recantos naturais, porque as duas plantas se dizem pela beleza das pétalas e pelo doce perfume que exalam.  A estrada é longa, mas é importante saber que tens o seu lugar. A estrada tem curvas, obstáculos, pedras e buracos, mas é importante saber que vai chegar. E mesmo que se atrase, se atrapalhe, interrompa o trajeto por um breve tempo, saiba que vai chegar. Porque terás sempre os seus a te esperar e a festejar sua volta. Seja para o centro do mapa, seja para uma das pontas do desenho, saiba que a ida e o retorno são inevitáveis.  A roseira tem espinhos e pétalas, cresce e florece a cada nova estação. A Rosária, como roseira também passa por podas e as flores ligadas a ela balançam a liberar pétalas ressequidas e envelhecidas pela força do Sol que não passa. Ah o que seria do seu jardim sem o Sol de cada dia, o que seria das Rosas sem o brilho e a luz que vem do céu. O aperto no peito, ao ver mais uma pétala se desprender da flor, tem consolo quando vemos que tudo passa e a florada virá outra vez renovar o colorido do jardim, quando ele mais precisa.  Tem sido assim desde a primeira vez em que a roseira foi plantada no vaso dos nossos corações. Em cada momento de insegurança e medo, Deus foi e será sempre o jardineiro atento a adubar nossas terras e a regar nossas Roseiras, para que elas floreçam e nos acalme com o mais doce perfume e a mais bela flor. Não temos motivos para chorar, porque acreditamos que o Amor de Deus nunca passa, mas choramos mesmo assim, porque a saudade vai apertar. Porque não sabemos os desígnios do Senhor e nem por onde e para onde iremos nessa estrada da vida.  Mas fica a certeza de que onde quer que essa Rosa seja plantada, vai sempre perfumar e alegrar os jardins da vida. E aos que experimentaram esse perfume e esse brilho das pétalas, não serão capazes de esquecer o dia em que o canteiro do coração, deixou de ser o mesmo para ser melhor.Nós amamos você Rosa Costa… Estaremos aqui ou em qualquer outra missão a rezar e a oferecer sempre nossa amizade e irmandade a você.

Wallace Andrade
Comunicade Canção Nova
wallace.andrade@cancaonova.com

Hoje recebi a notícia da passagem de um amigo. Alexandre que deixa como marca registrada o sorriso, as brincadeiras e a amizade sincera. Filho da cidade de São Carlos em São Paulo e adotado com amor por Campos dos Goytacazes-RJ. Sua passagem me provocou a uma releitura da vida, que sempre busco fazer. Ao revirar fotos do passado sempre gera um questionamento que não encontro resposta. Estarás aqui amanhã? Cada tempo vivido, encontramos pessoas nunca antes vista, nunca antes conhecida. E aos poucos elas abrem as portas dos corações e nos permitem entrar, sentar e se encantar. E quando menos se espera, o vento bate, as folhas se desprendem e são levadas para longe. As vezes tão longe, que não mais serão vistas. Dói ainda mais a saudade, quando se trata de alguém que entrou e saiu de nossas vidas de forma tão simples e singela, pequena e quase sem ser percebida. E quando damos conta, ela já passou e não conseguimos aproveitar o tempo que tínhamos pra isso. Não deixe pra outro dia, a chance que tem de ser inteiro com tudo e todos, colocados por Deus em seu caminho. Eles vão passar e na maior parte das vezes, vai restar apenas a saudade e talvez uma pequena foto pra recordar. Certamente a lágrima será inevitável, o aperto desconsolado no peito também. A diferença será apenas do que estará impresso no coração. Se o consolo de um dia ter aproveitado bem a vida fugas que te visitou, ou o desconsolo de quem não soube sequer dar o mínimo de atenção, quando solicitado. Estarás aqui no próximo minuto? Se tiver essa chance faça a lista de quem ainda anda desprezado por ti!! Estarás aqui na próxima manhã? Se tiver, corre pra ver o sol nascer e acreditar que tem um novo tempo pra viver! Estarás aqui na próxima primavera? Então trate de experimentar todos os perfumes e todas as cores das mais vistosas pétalas das flores, para que nunca mais tenha dúvidas, que existe alguém que te ama pra valer! E quando o inverno chegar com suas folhas secas e cinzas, suas lembranças estarão repletas de boas recordações, que nunca vão passar. Afinal você e eu sempre teremos alguém que nunca vai nos esquecer, hoje e sempre!!

Deus abençoe!

Wallace Andrade
Comunidade Canção Nova

Revirar fotos do passado sempre gera um questionamento que não encontro resposta. Estarás aqui amanhã? Cada tempo vivido, encontramos pessoas nunca antes vista, nunca antes conhecida. E aos poucos elas abrem as portas dos corações e nos permitem entrar, sentar e se encantar. E quando menos se espera, o vento bate, as folhas se desprendem e são levadas para longe. As vezes tão longe, que não mais serão vistas. Dói ainda mais a saudade, quando se trata de alguém que entrou e saiu de nossas vidas de forma tão simples e singela, pequena e quase sem ser percebida. E quando damos conta, ela já passou e não conseguimos aproveitar o tempo que tínhamos pra isso. Não deixe pra outro dia, a chance que tem de ser inteiro com tudo e todos, colocados por Deus em seu caminho. Eles vão passar e na maior parte das vezes, vai restar apenas a saudade e talvez uma pequena foto pra recordar. Certamente a lágrima será inevitável, o aperto desconsolado no peito também. A diferença será apenas do que estará impresso no coração. Se o consolo de um dia ter aproveitado bem a vida fugas que te visitou, ou o desconsolo de quem não soube sequer dar o mínimo de atenção, quando solicitado. Estarás aqui no próximo minuto? Se tiver essa chance faça a lista de quem ainda anda desprezado por ti!! Estarás aqui na próxima manhã? Se tiver, corre pra ver o sol nascer e acreditar que tem um novo tempo pra viver! Estarás aqui na próxima primavera? Então trate de experimentar todos os perfumes e todas as cores das mais vistosas pétalas das flores, para que nunca mais tenha dúvidas, que existe alguém que te ama pra valer! E quando o inverno chegar com suas folhas secas e cinzas, suas lembranças estarão repletas de boas recordações, que nunca vão passar. Afinal você e eu sempre teremos alguém que nunca vai nos esquecer, hoje e sempre!!

Deus abençoe!

Wallace Andrade
Comunidade Canção Nova