Bênção, pai! Bênção, mãe!

A bênção vinda dos pais é a própria graça de Deus sobre Seus filhos.

Filho: Sua bênção, pai! Durma com Deus!
Pai: Deus o abençoe, meu filho! Durma com Deus também.
Filho: Amém. Sua bênção, mãe! Durma com Deus! Amém. Boa noite para todos.

Essas são, até hoje, as últimas palavras que falamos em minha casa antes de dormir.

imagem ilustrativa – pexels.com

Cadastre-se grátis e receba todas as novidades do blog por e-mail

Pedir a bênção aos pais, antes de dormir ou antes de fazer uma viagem, sempre foi um costume em minha família. Um valor precioso que meus pais e avós herdaram de seus antepassados. Para muita gente, essas atitudes podem parecer ultrapassadas, mas para aqueles que têm fé e um olhar espiritual sobre a realidade, pedir a bênção aos pais e às pessoas idosas é muito mais valioso do que pedir um presente, como algo material. A bênção vinda dos pais é a própria graça de Deus sobre Seus filhos.

Abençoar os filhos é tão importante quanto a educação que os pais passam e os bons costumes

O documento da Igreja Católica sobre a família, na Exortação Apostólica Familiaris Consortio, João Paulo II diz que os pais são chamados a mostrar aos filhos, por meio do testemunho de suas próprias vidas, o amor de Deus.

“Tornando-se pais, os esposos recebem de Deus o dom de uma nova responsabilidade. O seu amor paternal é chamado a se tornar para os filhos o sinal visível do próprio amor de Deus, «do qual deriva toda a paternidade no céu e na terra»(36).”

Você, que é filho, tem o costume de pedir a bênção para os seus pais? Pai e Mãe, alguma vez vocês tiveram a iniciativa de abençoar os seus filhos antes de dormir ou antes de os enviar à escola? Se a resposta for não, fica aqui o meu convite para que você o faça.

Sem dúvida, os filhos que aprendem a pedir a bênção aos pais, desde cedo, sabem fazer escolhas assertivas no futuro.

O missionário e auxiliar técnico de telefonia, Adenilson Lemos de Oliveira, testemunhou que a bênção que ele dá aos seus quatro filhos não é a bênção dele, mas é a própria graça de Deus sobre seus filhos. “Eu acredito muito naquilo que estou fazendo. Quando peço que Deus os abençoe, acredito piamente que Deus está abençoando”. Lemos é casado e, acompanhado de sua esposa, faz questão de ensinar aos filhos a importância do pedido da bênção.

Por que pedir a bênção?

Com o pedido – “Deus o abençoe, meu filho” – de um pai e mãe para um filho, vai também o desejo de que ele cresça sendo uma pessoa de caráter, um homem e uma mulher de identidade definida, cheia de valores.

É um dever e direito dos pais incutir na vida dos seus filhos os valores e a verdade sobre a vocação humana.“A família deve formar os filhos para a vida, de modo que cada um realize plenamente o seu dever segundo a vocação recebida de Deus”, afirma a exortação no número 14.

O fundador da comunidade Canção Nova, monsenhor Jonas Abib, ensina, pedagogicamente, em suas pregações e livros, que as pessoas sempre aprendem algo, fazendo-o, realizando-o. Padre Jonas afirma que se perdoa perdoando, que se aprende a cantar cantando, e a amar amando. Portanto, os filhos, desde criança, aprenderão a pedir a bênção aos seus pais se os próprios pais tomarem a iniciativa de dar a bênção aos seus filhos, e assim sucessivamente.

Não deixemos de cultivar esse e outros valores de nossas famílias. Falar da importância da família à sociedade de hoje é reconhecer que a convivência pacífica e harmoniosa entre nações, povos e indivíduos – marcados pelo individualismo e pela guerra – exige valorizar e investir na família.

Comments

comments