Não se pode ser cristão pela metade, a tempo parcial

Ser cristão não significa fazer coisas, mas deixar-se renovar pelo Espírito Santo

Da redação
Rádio Vaticano

“Não tenha medo da novidade que o Espírito Santo faz em nós! Não tenha medo da renovação das estruturas”, disse o Papa.

Na Missa celebrada neste sábado, 6, na Capela da Casa Santa Marta, no Vaticano, o Papa Francisco destacou a necessidade de renovação para as “estruturas antigas e superadas” da Igreja e advertiu: “não tenham medo da renovação”.

cadastre-se grátis e receba todas as novidades do blog por e-mail

Ser cristão significa deixar-se renovar por Jesus nesta nova vida

Papa Francisco - Foto: Clarissa Oliveira/Canção Nova

“A Igreja sempre foi adiante, deixando que o Espírito Santo renove estas estruturas, estruturas da Igreja. Não tenha medo da novidade do Evangelho. Não tenha medo da novidade que o Espírito Santo faz em nós! Não tenha medo da renovação das estruturas”.

Segundo o Papa, na vida cristã e também na vida da Igreja existem estruturas antigas, estruturas superadas. “É necessário renová-las!”, afirmou Francisco. De acordo com ele, a Igreja sempre esteve atenta a isso, com o diálogo com as culturas; sempre se deixando renovar, segundo os lugares, tempos e pessoas. Este, segundo o Santo Padre, é o trabalho sempre foi feito pela Igreja!

“Ser cristão significa deixar-se renovar por Jesus nesta nova vida. Eu sou um bom cristão, todos os domingos, de 11h ao meio-dia, vou a missa e faço isso. Como se fosse uma coleção. Mas a vida cristã não é uma colagem de coisas. É uma totalidade harmoniosa, feita pelo Espírito Santo que renova tudo: renova o nosso coração, a nossa vida e nos faz viver num estilo diferente, num estilo que envolve toda a vida. Não se pode ser cristão pela metade, a tempo parcial”.

Não se pode ser cristão pela metade, a tempo parcial.

O cristão a tempo parcial, continuou o Papa, não funciona! Segundo ele, é preciso ser cristão na totalidade, a tempo integral.

O Papa sublinhou ainda que “as exigências de Jesus eram maiores do que as da lei.” A lei permite odiar o inimigo, em vez disso, Jesus diz para rezar por ele. “Este é o Reino de Deus que Jesus pregou. A renovação deve acontecer em primeiro lugar em nossos corações”. “Nós pensamos que ser cristão significa fazer isso ou aquilo, mas não é assim”.

“Ser cristão não significa fazer coisas, mas deixar-se renovar pelo Espírito Santo ou para usar as palavras de Jesus, tornar-se vinho novo. Esta renovação é o Espírito quem nos faz”.

Francisco também recordou que a novidade do Evangelho vai além do homem; ela renova as estruturas. “Por isso Jesus disse que para o vinho novo são necessários odres novos. A doutrina da lei é enriquecida com Jesus, é renovada, e Jesus faz novas todas as coisas. Jesus renova verdadeiramente a lei, a mesma lei, porém mais madura e renovada”.

Esta celebração eucarística foi a última com a presença de grupos, antes da pausa de verão do Papa. A celebração contou com a presença, dentre outros, de um grupo de recrutas da Guarda Suíça Pontifícia.

– – – –
por
Rádio Vaticano

Comments

comments