http://loja.cancaonova.com/livro-m-e-de-milagres-nossa-senhora-aparecida?utm_source=Blog&utm_medium=Materia&utm_campaign=Livro%20Mae%20de%20milagres

Para comemorar o Jubileu “300 anos de bênçãos”, Editoras Canção Nova e Santuário lançam o meu primeiro livro, com o título “Mãe de Milagres – Nossa Senhora Aparecida” é também a primeira publicação da Editora Canção Nova em parceria com a Editora Santuário. Nas páginas do livro, a história dos sete milagres atribuídos à intercessão de Nossa Senhora Aparecida, é apresentada juntamente com um acontecimento histórico da época. Como “O milagre das Velas”, ocorrido no mesmo século em que o empresário Thomas Edison, dos Estados Unidos, inventa a lâmpada incandescente. Passagens bíblicas e citações do papa Francisco, de Documentos da Igreja e do Catecismo da Igreja Católica (CIC) complementam a espiritualidade impressa nos capítulos, intercalados com orações marianas.  Para as páginas reservamos o testemunho de devotos e peregrinos que já estiveram no Santuário Nacional de Aparecida, ou mesmo sem terem pisado lá, atribuem graças e milagres à intercessão da Virgem Maria. É o capítulo “Os milagres de hoje”, com um pouco dessa devoção que possui 300 anos de história, e atrai crianças, jovens, adultos e idosos dos quatro cantos do país.  Descrevo aqui um pequeno trecho de um dos milagres atribuídos a intercessão de Nossa Senhora da Conceição Aparecida. “… Marcelino continuava a brincar no quintal de casa e continuava a ver seu papai sair para as águas do rio Paraíba do Sul, todos os dias. E o garoto sabia exatamente a importante missão que seu pai tinha. Imagina a festa que era todos os dias, para o menino, sua irmã e sua mãe, quanto o destemido pescador se aproximava de casa com sua canoa mais pesada, por causa dos peixes que conseguira retirar com suas redes?  Isso certamente fazia aumentar a vontade de Marcelino, de ser como o seu pai. Como todo menino, que cresce junto de pai e mãe, o garotinho sabia que menina aprende a fazer comidinha e menino aprende a usar ferramentas, a dirigir e no caso dele, a conduzir uma canoa e a lançar uma rede na certeza de que ela será puxada com muitos peixes….” Um pouco mais a frente: “…  Diz a tradição que Marcelino brincava no quintal, quando seu pai atracava a canoa como de costume. Depois de recolher as redes e os peixes que tinha pescado naquele dia, o pescador entrou para guardar tudo. Foi quando o garotinho de 3 ano decidiu dar mais um passo em seu sonho de ser pescador como seu maior “herói” e melhor pescador de todos.  Marcelino, como todo serelepe na primeira infância, certamente verificou se tinha alguém olhando, e subiu na canoa para dar asas ainda maiores à sua imaginação. E nessa brincadeira de ser pescador numa pequena embarcação artesanal o menino perdeu o equilíbrio e caiu no rio Paraíba, que naquela época estava caudaloso e com veloz correnteza.  Até consigo imaginar os gritos de desespero e medo de Marcelino, ao ver seu pequeno corpo se afastar do quintal de casa, ao mesmo tempo em que subia e descia nas águas barrentas do rio. A mãe Angélica e sua irmã, Antônia, imediatamente se ajoelharam e começaram a clamar e pedir a intercessão de Nossa Senhora da Conceição Aparecida.  Só uma mãe de muita fé e devoção, à mãezinha Aparecida, seria capaz de permanecer onde estava e se ajoelhar para clamar um milagre, mesmo vendo sua pequena cria ser tragada pelas águas do Paraíba do Sul. Só uma irmãzinha com passos largos na formação cristã, seria capaz de dobrar os joelhos junto com a mãe e suplicar pela vida do pequenininho que tanto alegrava aquela humilde casa na beira do rio.  Impossível não calcular o que deve ter passado nos pensamentos de mãe e irmã, naqueles segundos desesperadores, onde o sentimento de perda e tristeza já batiam brutalmente a porta daqueles corações acelerados.  E o milagre se deu quase que instantaneamente! Enquanto clamavam pelo menino, a Mãe Aparecida intercedia junto ao

http://loja.cancaonova.com/livro-m-e-de-milagres-nossa-senhora-aparecida?utm_source=Blog&utm_medium=Materia&utm_campaign=Livro%20Mae%20de%20milagres

nosso Deus do impossível e imediatamente o corpinho frágil e já quase sem vida ficou fixo, imóvel enquanto as corredeiras seguiam seu curso. A tradição também revela que naquele ponto profundo do rio, não havia pedras ou penhascos que pudessem contribuir com a salvação do menino. Por isso ninguém exitou em dizer que o fato dele não afundar mais nas águas e nem ter o seu corpo arrastado pra mais longe, só poderia ser descrito como um milagre sob a intercessão da “santinha” Aparecida.  Assim que viu o menino cair na água, o pai correu como nunca da casa à canoa, feito um velocista, mas também feito um feroz leão a defender sua cria dos predadores. E quando o corpo de Marcelino ficou estático sob às águas do rio Paraíba do Sul, o seu “herói” já estava ali pertinho dele com o leme que usava pra conduzir a cano, a puxar o menino pra dentro da pequena embarcação.  Os pais sabem muito bem a sensação de “salvar” os filhos de uma situação de alto risco e o alívio que isso trás ao perceber que não houve  nada demais e a vida daquela criaturinha foi preservada…”

 

É possível adquirir o lançamento “Mãe de Milagres – Nossa Senhora Aparecida” no site loja.cancaonova.com, pelo televendas (12) 3186 2600, pelo catálogo “Porta a Porta”, da Canção Nova, nas plataformas digitais Google Play, Amazon e iBooks, nas lojas oficiais do Santuário Nacional, em Aparecida (SP) – http://www.a12.com/santuario-nacional/institucional/detalhes/lojas – ou na loja virtual http://www.lojasantuarionacional.com.br/.

Deus abençoe!

Wallace Andrade
Comunidade Canção Nova
@Wallace.Andrade9

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *