“…Ah! Senhor Deus, não sei falar, sou uma criança”. O Senhor me respondeu: “Não digas: ‘Sou uma criança’, pois a quantos eu te enviar irás, e tudo o que eu te mandar dizer, dirás. (Jr. 1, 6-7)

O Papa tem nos chamado a uma Nova Evangelização. Em tudo isso devemos nos fazer como profeta Jeremias, porque humanamente é impossível atingir todo esse mundo paganizado, mergulhado no positivismo tecnológico, no qual o homem tem resposta para tudo, consegue tudo. Para evangelizar todos os povos é somente pela graça de Deus.

Não basta apenas uma boa retórica ou argumentos filsóficos e cientifícos para evangelizar. Paulo usou disto no Areopago em Atenas e se deu mal. “Caindo a sua ficha”, viu que sua evangelização deveria ser totalmente conduzida pelo Espírito. E abandonado no Espírito sua pregação alcançou e difundiu-se por todo o mundo.

Os novos evangelizadores são chamados a caminhar por primeiro neste Caminho que é Cristo, para levar os outros a conhecer a beleza do Evangelho que dá a vida. E sobre este Caminho não se caminha nunca sozinho, mas em companhia: uma experiência de comunhão e de fraternidade que vem ofertada a quantos encontramos, para que eles participem da nossa experiência com Cristo e com a sua Igreja. Assim, o testemunho unido ao anúncio pode abrir o coração de vários que estão à procura da verdade, a fim que possam atingir o sentido da própria vida.(Bento XVI, Homília na Santa Missa para Nova Evangelização)

Be Sociable, Share!

Nenhum comentário

  1. Pingback: Ademir Costa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *