A juventude vive um momento difícil em nossos dias, com a chamada liberdade total no qual quase tudo é permitido. Os jovens são conduzidos por uma consciência corrompida e alienada. Os jovens se perdem nos meios modernos que eram para servidos para o seu crescimento, educação e desenvolvimento humano. Surgindo, assim, os mais diversos tipos de relacionamentos sem compromissos nos quais desfiguram até mesmo seu gênero sexual.

Com isso, cada vez mais cedo, os jovens vêm mergulhando em uma vida sexual ativa e desregrada. Muitos se perdendo nos vícios das bebidas e das drogas. Os jovens têm perdido a sua personalidade, deixando-se conduzir pelas modas de momento. Não é fácil para o jovem não ser arrastados pelas correntezas do mundo.

Mas também é certo que por fruto de uma má educação dada por certos pais que mimam os seus filhos. Muitos pais se esquivam da educação de seus “bebês”, terceirizando a educação dos mesmos. A consequência disso é a juventude laxa de nossos tempos.

É preciso destacar também a débil educação institucional por parte do governo que por vezes incentiva situações antiéticas e imorais, como é o caso do governo brasileiro com o “Kit Gay” e a distribuição de camisinhas aos adolescentes nas escolas.

A formação humana destes jovens já está totalmente deformada e comprometida. Por isso, já vemos tantas pessoas com os seus 30 a 40 anos com a cabeça de um adolescente de 15 anos. Perderam o sentido antropológico daquilo que são como pessoas, consequência de  uma má formação na família e na sociedade.

Caminhamos para um futuro de idosos com cabeça de adolescentes… Eita mundo doido é este que vivemos.

Ademir Costa

Be Sociable, Share!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *