Somos da geração Bento XVI!

“Em meio a globalização, redes sociais, crise econômica…muitas vezes, os jovens, sem raízes, são levados para fora do caminho da vida. Essa geração precisa, mais do que outras, de edificar-se em Cristo” (Cardeal Antonio Maria Rouco – homília de abertura da JMJ 2011)

O grito do Papa Bento XVI para os jovens ao chegar a Madrid para JMJ foi “Não vos envergonheis do Senhor”. Mais que um grito esta foi uma convocação. Colocou os Jovens em ordem de batalha. Como que dizendo, agora é a hora, vamos testemunhar a verdade. O Papa sabe que jovem é movido por desafios, curte a radicalidade.

A Jornada Mundial da Juventude é um testemunho da verdadeira radicalidade a ser seguida. A origem da palavra radical vem de raiz. Por isto, afirmo que a geração Bento XVI é radical, como diz o tema da Jornada: “Enraizados e edificados em Cristo, firmes na fé.”(Cl.2,7)

Sejamos em nossos dias, testemunhas para muitos jovens que estão à procura da verdade, estes mergulham inconsequentemente nesta busca, muitos se perdem em movimentos que desfiguram a imagem e a personalidade da juventude. Com nossas vidas apresentemos-lhes o caminho da verdade, o rosto da verdade é Jesus Cristo.

Sejamos radicais no nosso testemunho de juventude sempre enraizados e edificados em Cristo, firmes na fé.

“Cantai ao Senhor um cântico novo, exorta o salmista. E é um programa de vida cristã muito precioso…O homem novo sabe qual é o canto novo…“Cantem com a voz, cantem com a boca, cantem com o coração, cantem com um comportamento reto…”(Dom Stanislaw Rylko, 03/11/2008)

Eu devo cantar esta Canção Nova, este é o meu programa de vida. Grita em minha alma esta busca do homem novo. Que não é uma caminhada fácil. É um caminho difícil e doloroso. É preciso deixar-se humilhar, apresentar as feridas e limitações para que sejam curadas e trabalhadas por Deus.

Minha vida tem que ser um canto novo. Como disse o Cardeal Rylko, este cantar não fica apenas nas palavras, mas esta canção acontece na vida. Por isto é um programa de vida. Porque deve fazer parte do meu cotidiano.

Senhor ensina-me a cantar todos os dias de minha vida uma Canção Nova, porque quero ser um homem novo para um mundo novo. Amém.

A presença de Nossa Senhora é discreta e silenciosa. Ela faz de tudo para levar todas as pessoas para o seu Filho.

Irmãos, tive a graça de visitar Fátima em Portugal em 2008, não consigo descrever a experiência que tive com Nossa Senhora naquele lugar. Foi algo muito simples, mas profundo. Em todos os lugares em que passava, era muito forte a presença d’Ela, era como ela tocasse minha alma.

Naqueles dois dias, rezei muito nos locais das aparições e no Santuário, onde consagrei toda minha vida e minha vocação a Nossa Senhora de Fátima, coloquei ali no Altar do Mundo, como nos dizia o Beato João Paulo II, toda minha vida.

Em Fátima, minha devoção a Nossa Senhora deu uma guinada. Hoje trago no meu coração a fé viva e a certeza que Maria sempre caminha ao meu lado me levando para junto de seu Filho para curar-me e salvar-me.

Nossa Senhora de Fátima rogai por nós…


Para servir bem ao Senhor devemos estar bem espiritualmente, psicologicamente e fisicamente. Santo Tomas de Aquino nos ensina que o ser humano é formado de alma e corpo. Muitas vezes cuidamos do espiritual, mas esquecemos de cuidar do corpo.

Nós encontramos tempo para fazer tanta coisas supérflua, será que não é possível cavar um tempinho para fazer algum exercício físico, meia-hora pelo menos três vezes por semana. O seu corpo irá agradecer, e você verá que isto fará um grande bem para sua vida.

Hoje você está bem, porém no futuro seu corpo irá te cobrar, nisto já será tarde.

Por isso, faça um bem para você mesmo, cuide de seu corpo.

Na vida enfrentamos muitos sofrimentos e enfermidades, que às vezes parece ser impossível aguentar. Devemos nestes momentos nos apoiar nos exemplos dos santos.

Um grande santo que carregou durante toda sua vida sofrimento e enfermidade, foi Padre Pio de Pietrelcina.

Desde da infância já sofria com muitas enfermidades, sobreviveu por graça de Deus, e ainda por não bastar isto, ainda era perseguido pelo demônio. Padre Pio foi com muita dificuldade ordenado sacerdote. Depois de ordenado teve a graça de receber no seu corpo os estigmas do Senhor durante mais de quarenta anos.

Nos momentos de sofrimentos e enfermidades devemos invocar a intercessão deste grande amigo. Faça a experiência e testemunhe.

Santo Padre Pio rogai nós…


Depois de meu encontro pessoal, servia ao Senhor em minha Paróquia era fiel e procurava uma vida de santidade. Porém, me faltava algo…

Nesta época conheci a Canção Nova, me encantei, encontrei meu tesouro. Deixei pais, irmãos, casa, emprego, carro, namorada…Para consumir minha vida pelo Evangelho. Encontrei o que me faltava.

Tudo o que se vive neste carisma é o que alimenta e sustenta minha alma. Ser Canção Nova me realiza como filho de Deus, sou feliz.

Sou Canção Nova para glória do Senhor…


Eu graças a Deus pertenço a geração João Paulo II

Quem não se recorda daquele domingo,  no qual o Papa João Paulo II saiu na janela de seu quarto para proclamar o Angelus e não conseguiu pronunciar nenhuma palavra. Para mim esta foi a maior pregação da vida deste santo homem. Aquela imagem foi riquíssima em significado, porque apresentou o testemunho de quem consumiu toda sua vida pela causa do Evangelho mediante a Igreja.

Seguindo o exemplo deste homem, peço a Deus força para consumir a minha vida sem reservas pela causa do Evangelho.

Faltam 12 dias – Beatificação do Papa João Paulo II

Beato João Paulo II rogai por nós…

“Estava ainda longe, quando seu pai o viu e, movido de compaixão, correu-lhe ao encontro, lançou-lhe ao pescoço e o beijou.”(Lc. 15,20)

Quem não precisa de um abraço do Pai…

Somos todos filhos pródigos que todos dias,  saímos de casa e comemos as “lavagens” do mundo, mas sempre recordamos que temos uma casa, e na nossa miséria voltamos a casa do Pai…

“E não me perguntou por onde andei…os bens que eu gastei, mais nada me restou…mas olhando em meus olhos somente me amou…E ao me beijar…me acolheu…com um abraço de Pai.”


Em um mundo, no qual a libertinagem sexual faz parte do cotidiano, a sadia convivência é um oásis de Deus em meio ao deserto de trevas deste mundo.

A sadia convivência é uma preciosidade da Canção Nova. Homens e mulheres vivendo juntos neste estado de pureza e santidade, na busca de ser homens e mulheres novas para um mundo novo.

Esta forma de viver a castidade me purifica das feridas deixadas pelo mundo. Esta maneira de viver a santidade é presente de Deus a fazer-me um homem com têmpera na minha afetividade e sexualidade, nesta dura caminhada rumo ao Céu.

Foto: www.vaticano.va

“Sede sóbrios e vigiai. Vosso adversário, o demônio, anda ao redor de vós como o leão que ruge, buscando a quem devorar.” (I Pd. 5,8)

Muitos já perderam a vocação e a fé por brincar com a fera. Por isso, não posso ficar colocando minha vocação em risco, dando brechas para o demônio. Como nos fala as escrituras: “Não deis oportunidade ao diabo”.(Ef.9,27)

Cada um sabe onde o calo aperta…cada qual conhece o seu espinho na carne.

Somos humanos e carnais. Então, porque brincar com as fraquezas?

A ordem de Jesus é:

“Vigiai e orai para que não entreis em tentação. O espírito está pronto, mas a carne é fraca.”(Mateus 26,41)