2ª Carta a Timóteo > Leitura #281

Sim, vale á pena ser de Cristo!

Sim, vale á pena ser de Cristo! Quando são Paulo relata por quem e em nome de quem sofre até as correntes, fica claro que um amor sobre-humano o encoraja e sustenta.

“É digna de fé esta palavra.”

Sim, pode crer! Pois o que Deus promete, ele cumpre!

É a esperança no céu, na vida eterna que Paulo está recordando a Timóteo. É por ela que vale a pena dar a vida, gastar-se nesta vida. Gastar-se por Deus e por seus eleitos, por aqueles a quem a palavra é destinada, apesar das prisões e das perseguições… Paulo está dizendo: – olha Timóteo como eu estou sofrendo, mas isso daqui não é nada comparado ao que eu vou receber com ele, pois o que ele prometeu é muito maior e eu sei que ele cumprirá.

Os versículos de 11 a 13 são promessas, mas são tão poderosamente imutáveis e seguras que arrisco afirmar que são também princípios eternos, já que o seu contrário também é verdadeiro. São como as bem-aventuranças do evangelho de Mateus. São dignas de fé, podemos confiar nelas.

Leia o trecho em II Tm 2, 8-13

Na Bíblia cnbb página 1467

Título: Participação na morte e na ressurreição

Promessas

II Tm 2, 11-13

“Digna de fé é esta palavra:

Se já morremos com ele, também com ele viveremos;

se resistimos com ele, também com ele reinaremos;

Se o negarmos, ele também nos negará;

Se lhe somos infiéis, ele, no entanto, permanece fiel, pois não pode negar-se a si mesmo.”

Ordens

II Tm 2, 8

“Lembra-te de que Jesus Cristo , descendente de Davi, ressuscitou dentre os mortos, segundo o meu evangelho.”

Princípios Eternos

II Tm 2, 11-13

“Digna de fé é esta palavra:

Se já morremos com ele, também com ele viveremos;

se resistimos com ele, também com ele reinaremos;

Se o negarmos, ele também nos negará;

Se lhe somos infiéis, ele, no entanto, permanece fiel, pois não pode negar-se a si mesmo.”

Qual a mensagem de Deus para mim hoje?

As promessas de Deus são dignas de fé. Eu creio.

Como posso pôr isso em prática?

Na oração, na escuta e meditação da palavra, na vivência comunitária da fé.