Carta aos Gálatas > Leitura #191

O reconhecimento de um evangelizador

O reconhecimento de um evangelizador não acontece por auto intitulação, mas na comunhão com a Igreja e no testemunho da ação poderosa de Deus em sua vida.

De fato, o mesmo que tinha preparado Pedro para o apostolado entre os Judeus, preparou também a mim para o apostolado entre os pagãos.”

Paulo tem um ministério provado, na missão, na pregação do evangelho, nas revelações que Jesus mesmo lhe fez e na comunhão com a Igreja, com os apóstolos antes dele…

Certamente os apóstolos perceberam que paulo era mesmo um grande evangelizador e missionário pelos frutos que o ministério de Paulo estava dando. O encontro esperado entre Paulo e os apóstolos mais próximos de Jesus foi muito bom para a Igreja que enviou-o juntamente com Barnabé para a evangelização direta aos pagãos. Paulo conta esses fatos para os gálatas justamente para que eles sabiam com quem estavam lidando…

E estas palavras não são para uma apologia exibicionista, mas para alertá-los de que estavam dando ouvidos a um qualquer e por isso mesmo se desviaram, se perderam. Mas agora com eles está alguém com autoridade para falar de Jesus, enviado pela igreja e em comunhão com ela.

Leia o trecho em Gl 2, 1-10

Na Bíblia cnbb página 1430-1431

Título: Paulo reconhecido como apóstolo

Qual é a mensagem de Deus para mim hoje?

Que referências eu tenho na igreja, q quem tenho ouvido falar? Só quem é provado e aprovado pela Igreja no seu ministério pode ser um referencial de fé.

Como posso pôr isso em prática?

Ouvindo pregadores que demonstrem com a vida e com a pregação esse amor e comprometimento com a verdade do evangelho.