Carta aos Romanos > Leitura #533

É Feliz quem crê em Deus

É feliz quem crê em Deus. Porque a fé em Deus realiza uma mudança substancial de vida, trás sentido à existência e revela a esperança a que somos chamados.

Créditos: Wesley Almeida / cancaonova.com

“Essa declaração de felicidade diz respeito só aos circuncisos ou também aos incircuncisos? Pois dizemos: Para Abraão a fé foi levada em conta como justiça. Em que circunstâncias se deu isso? Para Abraão circuncidado ou não? Não quando já estava circuncidado mas quando ainda era incircunciso.”

É Feliz quem crê em Deus

Crer em Deus independente do que fomos e somos hoje, muda tudo! Renova a vida! Essa graça inclui todas as pessoas, todas sem exceção! Isso quer dizer que qualquer um de qualquer raça, de qualquer povo, língua, descendência, com qualquer tendência sexual, em qualquer estado de saúde.

Qualquer pessoa que crer no evangelho e aderir a ele com sua vida, se tornará herdeiro das mesmas promessas feitas a Abraão. Mesmo os que cometeram os piores pecados! Pois ainda que condenados pelos homens, uma vez arrependidos com retidão de coração, serão salvos por Deus em sua misericórdia. (cf Lc 23, 39-43)

Isso não nos torna felizes?

Cremos num Deus amoroso que nos revela sua face justa mas se alegra quando reconhecemos nossos pecados e recorremos ao seu perdão numa atitude de conversão e conformidade com Seu plano de salvação. Seu amor é tão grande que, sem a necessidade de pagamento por nossos pecados, ele nos perdoa e nos devolve a mesma dignidade de antes, como se não tivéssemos pecado contra ele.

Ele nunca se cansa de nos perdoar, nós é que nos cansamos de cair (pecar) e ter que levantar (pedir perdão).

Leia o trecho em Rm 4, 1-12

Na Bíblia cnbb página 1385-1386

Título: O exemplo de Abraão

Princípios Eternos

Rm 4, 3-8

Com efeito, que diz a escritura? Abraão creu em Deus e isso lhe foi levado em conta como justiça. Ora, para quem faz determinada obra, o salário não é contado como um presente, mas como coisa devida; ao contrário, quem, sem fazer obras, crê naquele que torna justo o ímpio, a sua fé é levada em conta como justiça. É assim que Davi declara feliz aquele a quem Deus atribui a justiça independentemente das obras: Felizes aqueles cujas transgressões foram perdoadas e cujos pecados foram cobertos; feliz aquele cujo pecado o Senhor não leva em conta.”

Qual a mensagem de Deus para mim hoje?

A justiça ou a justificação do homem não vem das obras, mas é graça de Deus por causa da fé nele.

Como posso pôr isso em prática?

Não me iludir com o que faço para Deus, nem mesmo com meus progressos pessoais em virtudes e qualidades, tudo é graça de Deus.

Jesus disse: “Sem mim, nada podeis fazer.” Jo 15,5b