Entrada ao Getsêmani

Esta é a entrada do Gethsemani, lugar onde os discípulos ficaram para vigiar.

“Retirou-se Jesus com seus discípulos para um lugar chamado Getsêmani e disse-lhes: Assentai-vos aqui, enquanto eu vou ali orar.” (Mt 26, 36)

Embora a entrada esteja com uma porta e portão, na verdade entramos em uma gruta.

Foi nesta gruta que os discípulos ficaram vigiando enquanto Jesus orava e acabaram dormindo. Nela é realizada a Celebração Eucarística com os peregrinos.

Um momento muito forte da peregrinação, onde meditamos sobre a agonia de Jesus.

Em baixo do altar encontramos as imagens dos discípulos dormindo. A distancia entre a Basílica da Agonia e esta gruta é de um arremesso de pedra.

“Depois se afastou deles à distancia de um tiro de pedra e, ajoelhando-se, orava.” (Lucas 22, 41)

Jesus ficou em cima desta gruta, enquanto fazia a sua oração ao Pai.

“Adiantou-se um pouco e, prostrando-se com a face por terra, assim rezou: Meu Pai, se é possível, afasta de mim este cálice! Todavia não se faça o que eu quero, mas sim o que tu queres.

Foi ter então com os discípulos e os encontrou dormindo. E disse a Pedro: Então não pudestes vigiar uma hora comigo.” (MT 26, 39-40)

No evangelho de São Lucas, encontramos um versículo onde diz que os discípulos dormiam de tristeza.

Imaginamos que os discípulos estavam vivendo toda aquela situação de dor com Jesus e não dormiram simplesmente porque estavam cansados. Nos colocamos no lugar de cada um deles, e quando estamos tristes não temos ânimo para nada. Os discípulos estavam num profundo desgosto e por isso não vigiaram em oração.

“Jesus depois de ter rezado, levantou-se, foi ter com os discípulos e achou-os adormecidos de tristeza.” (Lucas 22, 45)

Getsêmani é um jardim que fica em frente a Basílica da Agonia, onde encontramos a Pedra da Agonia.

O significado da palavra Getsêmani é prensa de azeite, pois a angustia de Jesus foi muito profunda.

“Ele entrou em agonia e orava ainda com mais instância, e seu suor tornou-se como gotas de sangue a escorrer pela terra.” (Lucas 22, 44)

O Jardim do Getsêmani encontra-se aos pés do Monte das Oliveiras, em Jerusalém.


“Conforme o seu costume, Jesus saiu dali e dirigiu-se para o monte das Oliveiras, seguido dos seus discípulos.” (Lucas 22, 39)

Este era o local que Jesus orava e estas antigas oliveiras foram testemunhas da noite da traição de Judas.

Os antigos dizem que é este o motivo das oliveiras morrerem de dentro para fora.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *